Papa: “quem somos nós para fechar as portas” ao Espírito Santo?

Rádio Vaticano  | Cidade do Vaticano (RV) - “Quem somos nós para fechar as portas” ao Espírito Santo? Esta foi a pergunta que o Papa Francisco fez várias vezes na homilia da missa matutina, presidida na Casa Santa Marta.

O Papa falou sobre a conversão dos primeiros pagãos ao cristianismo, segundo a experiência que Simão Pedro vive no trecho dos Atos dos Apóstolos proposto pela liturgia. 

Pedro é testemunha ocular da descida do Espírito Santo sobre esta comunidade, mas antes hesita em ter contato com aquilo que sempre considerou “impuro”. Ele sofre duras críticas dos cristãos de Jerusalém, escandalizados pelo fato que seu chefe tivesse se sentado à mesa com pessoas “não circuncisas” e as tivesse até mesmo batizadas. Um momento de crise interna, que o Papa Francisco recorda com um pouco de ironia:

Francisco durante a missa matinal na Casa Santa Marta.

Francisco durante a missa matinal na Casa Santa Marta.

“É uma coisa que não se podia pensar. Se amanhã viesse uma expedição de marcianos, por exemplo, e alguns deles viessem a ter conosco… marcianos, não? Verdes, com aquele nariz longo e as orelhas grandes, como nos desenhos das crianças… E um deles dissesse: ‘Mas eu quero o Batismo!’. O que aconteceria?”

Pedro compreende o erro quando uma visão o ilumina sobre uma verdade fundamental: aquilo que foi purificado por Deus não pode ser chamado “profano” por ninguém. E ao narrar esses fatos à multidão que o critica, o Apóstolo – recordou o Papa – tranquiliza todos com esta afirmação: “Portanto, se Deus lhes concedeu o mesmo dom que a nós, que cremos no Senhor Jesus Cristo, quem seria eu para poder impedir a Deus de agir?”.

“Quando o Senhor nos faz ver o caminho, quem somos nós para dizer: ‘Não Senhor, não é prudente! Não, façamos de outro modo… E Pedro naquela primeira diocese – a primeira diocese foi Antioquia – toma esta decisão: ‘Quem sou eu para impedir?’. Uma bela palavra para os bispos, para os sacerdotes e também para os cristãos. Mas quem somos nós para fechar as portas? Na Igreja antiga, até hoje, há o ministério do ostiário. E o que ele fazia? Abria a porta, recebia as pessoas e as deixava entrar. Mas jamais foi o ministério de quem fecha as portas, jamais!”.

Ainda hoje, repetiu o Papa Francisco, Deus deixou a guia da Igreja “nas mãos do Espírito Santo”. “É ele quem, como diz Cristo, nos ensinará tudo e fará com que recordemos aquilo que Jesus nos ensinou:

“O Espirito Santo é a presença viva de Deus na Igreja. É quem leva avante a Igreja, quem a faz caminhar. Sempre mais, além dos limites, mais avante. Com os seus dons, o Espírito Santo guia a Igreja. Não se pode entender a Igreja de Jesus sem este Paraclito, que o Senhor nos envia para isso. E faz essas escolhas impensáveis, mas impensáveis! Para usar uma palavra de S. João XXIII: é justamente o Espírito Santo que atualiza a Igreja: realmente, a atualiza e a faz prosseguir. E nós cristãos devemos pedir ao Senhor a graça da docilidade ao Espírito Santo. A docilidade a este Espirito, que nos fala no coração, nos fala nas circunstâncias da vida, nos fala na vida eclesial, nas comunidades cristãs, nos fala sempre”.

Texto proveniente da página http://pt.radiovaticana.va/news/2014/05/12/papa:_n%C3%A3o_fechar_as_portas_ao_esp%C3%ADrito_santo/bra-798523
do site da Rádio Vaticano 

About these ads

Imaculada Conceição: viva mãe de Deus e nossa

Hoje é dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição. Nossa Senhora sem pecado original. Foi neste dia que tomei a decisão de retomar as publicações deste blog, que a princípio era apenas um trabalho acadêmico. Me assustei ao entrar em um dia 08 de dezembro na plataforma de edição do blog e me deparar que um post de um ano atrás, referente a missa de Nossa Senhora da Imaculada Conceição em minha paróquia, ter atingido um alto número de visualizações. Por causa disso, as bençãos de Maria, entendi que tinha de evangelizar pela internet.

Hoje, não só celebro o dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, mas também o dia da padroeira deste blog. Anunciar Jesus é nossa missão. Viva a Maria, concebida sem pecado original. Pura virgem, nossa mãe e mãe de Deus.

Imaculada Conceição

Salve Maria, mãe de Deus e nossa!

Conheça a história de Nossa Senhora da Imaculada Conceição: 

Mais do que memória ou festa de um dos santos de Deus, neste dia estamos solenemente comemorando a Imaculada Conceição de Nossa Senhora, a Rainha de todos os santos.

Esta verdade, reconhecida pela Igreja de Cristo, é muito antiga. Muitos padres e doutores da Igreja oriental, ao exaltarem a grandeza de Maria, Mãe de Deus, usavam expressões como: cheia de graça, lírio da inocência, mais pura que os anjos.

A Igreja ocidental, que sempre muito amou a Santíssima Virgem, tinha uma certa dificuldade para a aceitação do mistério da Imaculada Conceição. Em 1304, o Papa Bento XI reuniu na Universidade de Paris uma assembleia dos doutores mais eminentes em Teologia, para terminar as questões de escola sobre a Imaculada Conceição da Virgem. Foi o franciscano João Duns Escoto quem solucionou a dificuldade ao mostrar que era sumamente conveniente que Deus preservasse Maria do pecado original, pois a Santíssima Virgem era destinada a ser mãe do seu Filho. Isso é possível para a Onipotência de Deus, portanto, o Senhor, de fato, a preservou, antecipando-lhe os frutos da redenção de Cristo.

O Dogma

Rapidamente a doutrina da Imaculada Conceição de Maria, no seio de sua mãe Sant’Ana, foi introduzido no calendário romano. A própria Virgem Maria apareceu em 1830 a Santa Catarina Labouré pedindo que se cunhasse uma medalha com a oração:

 “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”.

No dia 8 de dezembro de 1854, através da bula Ineffabilis Deus do Papa Pio IX, a Igreja oficialmente reconheceu e declarou solenemente como dogma: Maria isenta do pecado original“.

A própria Virgem Maria, na sua aparição em Lourdes, em 1858, confirmou a definição dogmática e a fé do povo dizendo para Santa Bernadette e para todos nós: “Eu Sou a Imaculada Conceição”.

Nossa Senhora da Imaculada Conceição, rogai por nós!

Missa em devoção

Hoje a comunidade Imaculada Conceição encerra o tríduo e grande festa à Nossa Senhora da Imaculada Conceição.  A missa vai ser presidida pelo Padre Aloísio Viera.  As comemorações começaram a partir das 19h com a oração do Ofício.

A comunidade Imaculada Conceição fica localizada no Bairro Caçula, na Av Guido Marlieri com Av Roberto Burle Marx, próximo ao Trevo do Panorama.  Participe!

Festa em devoção a Imaculada Conceição em Ipatinga-MG

Imaculada ConceiçãoA comunidade católica do bairro Caçula está em festa. Entre os dias 5 e 8/12 os fiéis estarão reunidos para rezarem em devoção a Imaculada Conceição, padroeira da comunidade.

As celebração começa no dia 5/12, com a Santa Missa presidida pelo Padre Zezinho. Este dia tem como tema “Maria Modelo de Fé paras as Famílias”. Já no dia 6/12, sob o tema “Maria, caminho perfeito que nos leva a Fé” o padre Jefferson Veronês celebra a Santa Missa. No terceiro dia do tríduo ( 7/12), o tema a ser refletido é “Maria berço da Fé”. Neste dia, a missa será celebrada pelo Padre Aloísio Vieira. Todos os dias as missas começam as 19h com a oração do Oficio à Virgem Maria.

O encerramento do tríduo e grande festa à Nossa Senhora da Imaculada Conceição será no dia 8/12. A missa vai ser presidida pelo Padre Aloísio Viera.  As comemorações começaram a partir das 19h com a oração do Ofício.

A comunidade Imaculada Conceição fica localizada no Bairro Caçula, na Av Guido Marlieri com Av Roberto Burle Marx, próximo ao Trevo do Panorama.  Participe!

Confira os horários das missas de Finados em Ipatinga-MG

Missa realizada ano passado no cemitério Senhora da Paz

Missa realizada ano passado no cemitério Senhora da Paz

O Dia dos Fiéis Defuntos, Finados, é dia santo para todos os católicos. Como dia santo, deve ser guardado, como fazemos com o domingo. Em Ipatinga-MG, no próximo dia 02, os fiéis terão duas missas no cemitério Senhora da Paz, Bairro Veneza II. A primeira, será às 8h da manhã presidida pelo Padre Francisco Guerra, pároco da Paróquia de Cristo Rei e vigário diocesano. Já às 16h, Dom Odilom Guimarães Moreira, bispo emérito da diocese de Itabira/Cel. Fabriciano é quem vai presidir a Santa Missa.

No cemitério do Bairro Bom Jardim, localizado na Rua Joaquim Gonçalves Rosa, às 9h, conforme comentário de Meirevone Ferreira, também vai haver missa.

Na paróquia Sagrada Família, haverá missa as 19h30, na comunidade Imaculada Conceição, Caçula. Padre Aloísio Viera é o presidirá a liturgia neste dia.

Poste nos comentários os horários das missas de finados em sua cidade ou comunidade.

Papa na homilia da manhã: “Missa não é evento social, mas memória da salvação”

Cidade do Vaticano (RV) - “Quando Deus vem e se aproxima, é sempre festa”, disse o Papa na homilia proferida na manhã desta quinta, 3, na Casa Santa Marta, concelebrando a missa com os cardeais membros do Conselho que está reunido desde dia 1º no Vaticano.

O Papa ressaltou que não se pode transformar a memória da salvação numa lembrança, num “evento costumeiro”. “A missa não é um “evento social” e sim a presença do Senhor em meio de nós”.

Francisco se inspirou na primeira leitura, do Livro de Nemias, centrando sua homilia no tema da memória “que toca o coração”:

Isto não é importante só nos grandes momentos históricos, mas na nossa vida; todos temos memória da salvação. Mas ela está próxima de nós? Ou é uma memória distante, arcaica, uma memória de museu…? Quando a memória não é próxima, se torna uma simples recordação”.

“E esta alegria é a nossa força. A alegria da memória próxima. Ao invés, a memória domesticada, que se afasta e se torna uma simples recordação, não aquece o coração, não nos dá alegria e não nos dá força. Este encontro com a memória é um evento de salvação, é um encontro com o amor de Deus que fez história conosco e nos salvou; é um encontro de salvação. E é tão bom ser salvos que é preciso festejar”.

“Quando Deus vem e se aproxima – afirmou, há sempre festa. E muitas vezes nós cristãos temos medo de festejar: esta festa simples e fraterna que é um dom da proximidade do Senhor. A vida, acrescentou o Papa, nos leva a afastar esta proximidade, e a manter somente a lembrança da salvação, não a memória que está viva”. A Igreja tem a “sua” memória, que é a Paixão de Senhor. Também conosco acontece de afastar esta memória e transformá-la numa lembrança, num evento habitual”:

“Toda semana vamos à igreja, ou quando alguém morre vamos ao funeral… e essa memória, muitas vezes, nos aborrece porque não é próxima. É triste, mas a missa muitas vezes se transforma num evento social e não estamos próximos da memória da Igreja, que é a presença do Senhor diante de nós.”

“Peçamos ao Senhor – concluiu o Papa – a graça de ter sempre a sua memória próxima a nós, não domesticada pelo hábito, por tantas coisas, e distanciada numa simples recordação.

Do site da Rádio Vaticano 

/////////////////////////

Já neste caso o que foi: “Padre Celebra missa no meio do esgoto”?

A Missa que assistimos é inválida? Aham, Cláudia, senta lá!

Navegando na internet nesta sexta-feira, me deparei com um artigo, que a muito procurava, esclarecedor sobre os Ritos Tridentinos (tem atraído católicos desavisados e curiosos) e os atuais Ritos da Missa, pós-concílio Vaticano II. No blog O Catequista encontrei a informações para esclarecer minhas dúvidas. Vejam:

///////////////////////

missa_tridentinaComo muitos de vocês já sabem, o rito da missa atual é diferente do rito antigo. De 1570 a 1969 – ou seja, por 400 anos – toda a Igreja celebrou de acordo com o Rito Tridentino (estabelecido no Concílio de Trento). A missa era toda rezada em latim (exceto o sermão) e não permitia qualquer inculturação.

Durante o papado de Paulo VI, a Igreja entendeu que era necessário reformar a liturgia, para favorecer a participação mais ativa e piedosa dos fiéis. Então, durante o Concílio Vaticano II, o rito da Missa foi simplificado, conservando a sua estrutura essencial. E a língua empregada poderia ser o idioma local, sem, contudo, deixar de lado o latim.

Alguns leitores têm nos cobrado um artigo sobre as comparações entre Missa Nova – aquela que celebramos atualmente – e a Missa Tridentina. Vamos começar retomando uma mensagem que a leitora Mariele nos enviou (já faz um tempinho):

“Venho pedir uma ajuda, sobre um assunto que está me confundindo muito a cabeça.

“O que acontece tem uns amigos meus que são católicos, e (…) vieram com a ideia de que as Missas que participamos hoje estão todas erradas, que a Missa certa é a Tridentina, e que o Concilio Vaticano II, está destruindo a igreja. Como aqui na minha cidade não tem a Missa Trindentina, eles disseram que não vão mais participar da ‘Missa Nova’. Eles estudam um monte de documentos da Igreja, e são contra o Concilio Vaticano II. Gente, será que tem como vocês me explicarem melhor isso?”

Os tais amigos da Mariele estudam um monte de documentos da Igreja e se acham espertos… Esses caras querem saber mais do que os papas? Acham que têm mais razão do que o pastor que Cristo escolheu para guiar o Seu rebanho? Não creem na Santa Igreja Católica, que aprovou o rito atual da Missa? Então não são católicos, são um bando de cismáticos! Não são melhores em nada do que os filhos de Lutero.

O fato é: a Missa Nova é válida, e trouxe mudanças necessárias para um novo momento histórico. Alguns pontos do rito são passíveis de discussão e podem ser melhorados? Talvez… mas ele é válido e santificante. Quem não crê nisso não está em comunhão com a Igreja e, portanto, não está em comunhão com Cristo.

Recentemente, o Pe. Paulo Ricardo realizou uma aula sobre a Missa Nova. Para falar sobre isso, pedimos a ajuda do nosso amigo David A. Conceição, do blog Apostolado Tradição em Foco com Roma.

Vejam o que o David escreveu.

Continuar lendo

26º Louvai ao Senhor será neste domingo

 

O tradicional Louvai ao Senhor chega a sua 26ª edição. Este ano, pela primeira vez ele será realizado no Estádio Ferreirão, no bairro Ideal, Ipatinga. O evento acontecerá das 8h às 18h, do dia 15, e contará com momentos de louvor, adoração, oração do terço mariano, musicais e encerra-se com a Santa Missa. O louvai é organizado pela Renovação Carismática Católica de Ipatinga-MG.

1148975_410324562422416_2048770733_n

Longe de serem “quentes” e perto de serem “frios”: “Católicos vão pouco às missas”

Católicos vão pouco à missa e contribuem menos com igreja

REINALDO JOSÉ LOPES | FOLHA DE SÃO PAULOEm sua primeira viagem internacional como pontífice, o papa Francisco encontrará um Brasil em que a presença católica continua em declínio, com fiéis relativamente distantes da Igreja nas missas, no dízimo e na convicção sobre assuntos polêmicos, como casamento gay e adoção por casais do mesmo sexo.

As conclusões vêm de pesquisa do Datafolha realizada nos dias 6 e 7 de junho, com 3.758 entrevistados em 180 municípios do país. A margem de erro dos resultados é de dois pontos percentuais.

Segundo o levantamento, 57% dos brasileiros com mais de 16 anos se declaram católicos, patamar mais baixo da história do país. Em 2007, pesquisa semelhante feita pelo Datafolha apontou 64%. Em 1994, eles eram 75%.

O segundo maior bloco religioso do Brasil é o de evangélicos pentecostais (membros de igrejas como a Assembleia de Deus), com 19%. Em seguida estão os evangélicos não pentecostais (de igrejas protestantes com séculos de existência, como os metodistas e os batistas), com 9%.

O engajamento religioso de evangélicos, tanto pentecostais como neopentecostais, é superior ao de católicos quando se observam índices como a frequência nos cultos ou as contribuições financeiras.

Danilo Bandeira/Editoria de Arte/Folhapress
Clique na imagem para ver o levantamento completo feito pelo Datafolha
Clique na imagem para ver o levantamento completo feito pelo Datafolha

A maioria dos evangélicos (63% dos pentecostais e 51% dos não pentecostais) diz frequentar cultos mais de uma vez por semana, contra 17% dos católicos. Dos membros da Igreja Católica, 28% afirmam participar de cerimônias uma vez por semana, enquanto 21% o fazem uma vez por mês. O mínimo exigido pela igreja é o comparecimento à missa de domingo.

Os números são parecidos quando se trata de contribuir financeiramente. Dos católicos, 34% afirmam fazer isso sempre, contra cerca de 50% dos evangélicos. Quase um terço dos católicos diz não dar dinheiro algum para a Igreja, contra pouco mais de 10% dos evangélicos.

A própria comparação entre valores médios de contribuições mensais deixa clara a diferença entre os grupos cristãos. O valor se aproxima dos R$ 70 por mês para os evangélicos pentecostais, vai para quase R$ 86 no caso dos não pentecostais, mas é de apenas R$ 23 entre católicos.

Embora o valor absoluto de contribuição dos pentecostais seja menor do que o dos não pentecostais, eles provavelmente destinam uma parte maior de sua renda familiar, já que são mais numerosos entre as famílias que ganham até dois salários mínimos.

A pesquisa também confirma a ideia de que, entre as igrejas cristãs, os católicos tendem a ser mais liberais em matéria de costumes, mesmo quando isso contraria a orientação da hierarquia católica.

Só uma minoria deles se diz contra a legalização da união entre pessoas do mesmo sexo (36%) e contra a adoção de crianças por casais homossexuais (42%), índices inferiores ao que pensa a média da população e muito abaixo do registrado entre evangélicos (em torno de 65% e 70%, respectivamente).

Apenas espíritas e umbandistas são mais liberais a respeito desses temas. Mas membros de todas as igrejas cristãs pensam de forma muito parecida sobre o aborto: entre 65% a 70% dizem que a mulher que praticar aborto deve ser processada e presa.

Apesar da polêmica despertada por iniciativas ligadas a grupos religiosos, como o projeto da “cura gay” e o que aumenta garantias para fetos, a maioria dos brasileiros, em especial os católicos, afirma não votar em candidatos indicados pelas igrejas.

Somente 8% dos ouvidos pelo Datafolha declararam já ter escolhido candidatos apoiados por suas igrejas, índice que cai para 5% entre católicos e sobe para 18% entre evangélicos pentecostais.

Do mesmo modo, apenas 11% dos católicos afirmam que a opinião dos líderes religiosos é importante na hora de escolher em quem votar (21% dos evangélicos pentecostais têm essa opinião).

Os dados são mais ambíguos, porém, quando o Datafolha pergunta sobre o apoio à ideia de que líderes religiosos se candidatem a cargos políticos. Um quarto dos católicos concorda com a ideia, número que sobe para cerca de 40% entre evangélicos e é relativamente forte mesmo entre espíritas (26%).

3º dia do tríduo em devoção a São João Batista

Iniciemos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém

História de São João

São João, ao reconhecer e apresentar Jesus como o Cristo, continuou sua missão em sentido descendente, a fim de que somente o Messias aparecesse. Grande anunciador do Reino e denunciador dos pecados, ele foi preso por não concordar com as atitudes pecaminosas de Herodes, acabando decapitado devido ao ódio de Herodíades, que fora esposa do irmão deste [Herodes], com a qual este vivia pecaminosamente.

O grande santo morreu na santidade e reconhecido pelo próprio Cristo: “Em verdade eu vos digo, dentre os que nasceram de mulher, não surgiu ninguém maior que João , o Batista” (Mateus 11,11).

São João Batista, rogai por nós!

Oração a São João Batista

São João Batista, voz que clama no deserto: “Endireitar os Caminhos do Senhor… fazei penitência,porque no meio de vós está quem vós não conheceis e do qual eu não sou digno de desatar os cordões das sandalhas”, ajudai-me a fazer penitência das minhas faltas para que eu me torne digno do perdão daquele que vós anunciastes com estas palavras: “Eis o Cordeiro de Deus, eis aquele que tira os pecados do mundo”.

Ajudai-me na conversão do meu coração para Deus e ao próximo, especialmente o mais necessitado; e me comprometer inteiramente com Cristo e sua Igreja.

Peço-vos, também, que ajudeis em minhas dificuldades e me alcanceis a graça, que humildemente suplico a Deus, por vossa poderosa intercessão: (pedir a graça). E assim, possa assumir a Missão de anunciar o Evangelho como membro ativo de minha comunidade. AMÉM.

Rezar: 1 Pai Nosso.. 1 Ave Maria.. e Glória ao Pai.

V- São João Batista, pregador da penitência
R- Rogai por nós!
V- São João Batista, precursor do Messias.
R- Rogai por nós!
V- São João Batista, alegria do povo.
R- Rogai por nós, que recorremos a vós!

São João Batista, rogai por nós. 

Amanhã é o dia dedicado a São a João, então perca a missa, pois é uma festa de guarda e temos o dever de ir. Aqui no O Anunciador teremos um post especial sobre São João

Os cristãos devem assumir as consequências do seu Batismo, recorda o Papa Francisco

(ACI/EWTN Noticias).- Ao celebrar na manhã de ontem a Missa cotidiana na casa Santa Marta junto aos trabalhadores do Vaticano, o Papa Francisco recordou que os cristãos devem assumir as consequências do seu Batismo e anunciar a Cristo porque sem este compromisso a Igreja deixa de ser mãe.

Quando deixamos de anunciar a Cristo “a Igreja deixa de ser mãe, converte-se em uma babá, que cuida das crianças para fazer com que elas durmam. É uma Igreja em estado latente”, assim “pensemos em nosso batismo, na responsabilidade do nosso batismo”, explicou.

O Santo Padre recordou que “ser cristão não é estudar uma carreira para converter-se em um advogado ou em um médico cristão, não. Ser cristão é um dom que nos impulsiona para ir para frente com a força do Espírito para anunciar a Jesus Cristo”.

“Há uma grande responsabilidade para nós os batizados: anunciar a Cristo, levar adiante a Igreja, esta maternidade fecunda da Igreja”, insistiu o Papa.

“Às vezes pensamos: ‘Não, mas se eu sou cristão. Fui batizado, fiz a crisma, a primeira comunhão… e pronto’. E agora, posso dormir tranquilamente, sou um cristão. Mas… Onde está o poder do Espírito que te leva a caminhar?”, questionou.

“Faz falta ser fiéis ao Espírito para anunciar a Jesus com nossa vida, com nosso testemunho e com nossas palavras”.

O Pontífice recordou as perseguições no Japão no século XVII, quando os missionários católicos foram expulsos e as comunidades cristãs se mantiveram por 200 anos sem sacerdotes. Quando voltaram, os missionários encontraram “todas as comunidades em seu lugar, todos batizados, catequizados, todos se casaram na Igreja”, e isso se deu “graças ao trabalho dos batizados”.

Durante a perseguição dos primeiros cristãos –recordou o Papa-, Maria “orava muito”, e alentou os batizados para que sigam adiante com valentia diante da violenta perseguição que começou depois do martírio de São Estevão.

“Isto é um pouco o estilo de vida da Igreja: entre a paz da caridade e a perseguição”. É o que ocorre sempre na história “porque é o estilo de Jesus”, disse.

Com a perseguição, muitos fiéis fugiram e ficaram sozinhos no anúncio do Evangelho, sem sacerdotes, abandonaram sua casa, não tinham nada, estavam em perigo, mas caminharam de lugar em lugar, anunciando a Palavra.

“Levavam com eles a riqueza que tinham: a fé. A riqueza que o Senhor lhes tinha dado… Mas tinham o valor de caminhar e anunciar. E acreditavam neles! E faziam milagres!”, exclamou Francisco.

“Estes primeiros cristãos, que só tinham o poder do batismo, o que lhes deu a valentia apostólica, a força do Espírito, faz-me pensar em nós, batizados. E me pergunto se temos esta força e penso: Mas realmente acreditamos que com o batismo basta, que é suficiente para evangelizar?”.

“Peçamos ao Senhor a graça de ser batizados valentes e confiados no Espírito que temos em nós, recebido no batismo, que sempre nos anima a proclamar a Jesus Cristo em nossa vida, através de nosso testemunho e também com nossas palavras”, concluiu.

Paróquia São Sebastião de Timóteo-MG lança sele comemorativo de seus 50 anos

Selo comemorativo do jubileu de ouro da paróquia São Sebastião.

Selo comemorativo do jubileu de ouro da paróquia São Sebastião.

Continuando às comemorações dos 50 Anos de instalação da paróquia de São Sebastião de Timóteo, será lançado Selo Comemorativo alusivo à data, hoje à noite (18), às 19h, na Matriz de São Sebastião, localizada no bairro Centro Sul, em Timóteo, na saída para a localidade de Cava Grande.

A noite de comemorações será iniciada com Missa, às 19h, na Matriz de São Sebastião, presidida pelo padre Nilso Motta, da Associação do Senhor Jesus (ASJ), mantenedora da emissora católica TV Século 21, e divulgador da Novena “das Mãos Ensanguentadas de Jesus”.

Ao final da celebração eucarística, acontece o lançamento oficial do Selo Comemorativo dos 50 Anos da Paróquia de São Sebastião de Timóteo em cerimonial conduzido pela equipe dos Correios.

O selo tem como base a logomarca concebida para as comemorações dos 50 Anos da paróquia de São Sebastião de Timóteo.

Informações podem ser fornecidas pela secretaria paroquial que funciona em horário comercial atrás da Igreja Matriz ou pelo telefone 3847-1192.

HISTÓRIA DA DEVOÇÃO DAS MÃOS ENSANGUENTADAS DE JESUS

Testemunhos de cura e milagres são revelados a cada dia pela Oração das Mãos Ensanguentadas de Jesus, que foi enviada, pela primeira vez, em setembro de 2002, para os sócios da Associação do Senhor Jesus (ASJ). Em 2006, os sócios passaram a receber, também, a Novena das Mãos Ensanguentadas de Jesus.

A partir de novembro de 2011, na Missa de Cura e Libertação, celebrada toda segunda sexta-feira do mês, nos estúdios da Rede Século 21, foi introduzida a oração das Mãos Ensanguentadas de Jesus, cujos frutos não deixaram dúvidas de seu grande poder.

Com a participação dos fiéis, e o testemunho das graças alcançadas, a Missa das Mãos Ensanguentadas de Jesus passou a ser celebrada e transmitida pela Rede Século 21, a partir de janeiro de 2012, todas às segundas sextas-feiras do mês.

Diariamente, também, desde o dia 02 de agosto de 2010, o telespectador da Rede Século 21 acompanha a Novena das Mãos Ensanguentadas de Jesus com Padre Eduardo, às 08h30, com reprises durante todo o dia.

Muitos fiéis que acompanham a missa pela TV e fazem sua oração e novena em casa, com o material enviado pela ASJ,  pediram que a Missa das  Mãos Ensanguentadas de Jesus fosse celebrada em suas paróquias e comunidades. Então, em janeiro de 2012, aconteceu a primeira Missa itinerante na Paróquia Santa Terezinha, em Sumaré/SP.

 Desde então foram celebradas dezenas de missas com a Equipe Missionária da ASJ em várias regiões do Brasil. A equipe é composta por padres e comunicadores da Rede Século 21. Os padres são: Pe. Adilson Ulprist, da Diocese de Campo Limpo – SP; Pe. Agnaldo, da  Diocese São João da Boa Vista – SP; Pe. Nilso Aparecido Motta, da Diocese de Osasco – SP, que vem a Timóteo nesta quinta (18); e Pe. Rafael André, da Diocese de Santo Amaro – SP.

 Na ocasião da Missa das Mãos Ensanguentadas de Jesus, realizadas em diferentes cidades do Brasil, a Equipe de Missionários da Associação do Senhor Jesus realiza entrevistas com os sócios e fieis presentes na celebração e filma toda missa. A reportagem vai ao ar no programa “Amigos visitam Amigos”, “Você pode ser Feliz”, “Sócios na Fé” e “Missa das Mãos Ensanguentadas de Jesus”.

 Um Ícone das Mãos Ensanguentadas de Jesus peregrina junto à equipe da missa itinerante. A cada visita, o sinal concreto de que “pelo poder de Suas Mãos ensanguentadas, curas, libertações, bênçãos e milagres acontecerão em sua vida e na vida daqueles que convivem com você”.

Show da cantora católica Adriana Arydes encerra novena em Timóteo-MG

As comemorações dos 50 Anos de instalação da paróquia de São Sebastião de Timóteo têm seu grande momento neste sábado (20). A missa de encerramento da novena em honra a São Sebastião, padroeiro da paróquia, acontece às 19h e depois haverá o show da cantora Adriana Arydes na Praça 29 de Abril, em Timóteo-MG.

A missa de encerramento da Novena será presidida pelos padres Elinei Eustáquio, de Antônio Dias; e Ronaldo Tôrre, de Coronel Fabriciano. De acordo com a organização da festa a expectativa é de um público de aproximadamente oito mil pessoas.

Para as caravanas que vierem, a Secretaria Paroquial pede para fazer contato pelo telefone 3847-1192, pois todo o trânsito nas imediações da Praça 29 de Abril será interditado pela Prefeitura Municipal.

ADRIANA ARYDES

namidia_1082A história da Adriana com a música católica surgiu ainda na infância, aos 7 anos de idade onde ela participava do coral da paróquia que frequentava no interior de São Paulo.

O amor pela arte continuou ao longo do tempo, onde fez parte da banda Canção Nova. Seu primeiro trabalho solo foi consolidado em 1998, e hoje traz consigo uma bagagem com oito CDs e um DVD.

A trajetória da cantora ganhou espaço no cenário da música católica e hoje sua presença é confirmada em vários eventos por todo território nacional e agora também vem ganhando espaço no cenário internacional, onde por meio da música e do seu testemunho, leva a palavra de DEUS a todos.

Um dos momentos mais marcantes em sua carreira foi em 2007, quando foi convidada para cantar para nosso Papa Bento VXI na sua vinda ao Brasil, fazendo com que sua voz chegasse a milhões de irmãos e fiéis.

O seu último CD lançado (outubro de 2011) intitulado ”Coisas que Vivi” tem um tom intimista e muito particular, porque traduz experiências da cantora nos últimos anos – de perdas pessoais a restituições, de desalentos a esperanças. “Muitas pessoas vão se identificar com as letras, pois tratam de temas bastante humanos. Algumas coisas que vivi muitas mulheres passaram por isso”.

Em maio Nhã Chica será beatificada

img-nha-chicaFrancisca de Paula de Jesus, carinhosamente chamada de Nhá Chica, será a próxima beata brasileira. A cerimônia de beatificação será no dia 4 de maio na cidade de Baependi (MG).

Desde 2007, a causa de canonização de Nhá Chica está aguardando o anúncio de sua beatificação. A cura aceita pela Comissão de Médicos do Vaticano refere-se a uma professora aposentada de Caxambu (MG), que, em 1995, pediu a intercessão da leiga e teve resolvido – sem necessitar de cirurgia – um problema congênito muito grave no coração. Após análise de vários peritos, a graça foi aceita pelo Vaticano.

Veja, abaixo, a programação da beatificação:

Programação Espiritual para a Beatificação de Nhá Chica em Baependi – MG

26 de abril (Sexta-feira) - 203 anos do Batismo de Nhá Chica

7h – Celebração Eucarística, no Santuário da Imaculada Conceição

15h – Terço pela Beatificação de Nhá Chica, no Santuário da Imaculada Conceição

19h – Celebração do Sacramento do Batismo, no Santuário da Imaculada Conceição

27 de abril (Sábado) - Nhá Chica, mulher pobre e rica de Fé

10h – Missa aos Benfeitores, no Santuário da Imaculada Conceição

15h – Terço pela Beatificação de Nhá Chica, no Santuário da Imaculada Conceição

19h – Celebração Eucarística na Igreja Matriz

 

28 de abril (Domingo) - Sede Santos, como Vosso Pai é Santo

7h – Celebração Eucarística, na Igreja Matriz

9h – Celebração Eucarística, no Santuário da Imaculada Conceição

10h – Celebração Eucarística, na Igreja Matriz

11h – Celebração Eucarística, no Santuário da Imaculada Conceição

15h – Terço pela Beatificação de Nhá Chica, no Santuário da Imaculada Conceição

19h – Celebração Eucarística na Igreja Matriz

Início da Jornada da Beatificação

29 de abril (Segunda-feira) - O Senhor fez em mim maravilhas, Santo é o Seu nome

15h – Terço pela Beatificação de Nhá Chica, no Santuário da Imaculada Conceição

18h30 – Procissão da Matriz ao Santuário da Imaculada Conceição em seguida Celebração Eucarística

Após a missa show com a Banda Trilhos do Céu, na quadra da ABNC

30 de abril (Terça-feira) - Felizes os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus

5h – Procissão da Penitência e Celebração Eucarística na Igreja Matriz

15h – Terço pela Beatificação de Nhá Chica, no Santuário da Imaculada Conceição

19h – Celebração Eucarística, no Santuário da Imaculada Conceição

01 de maio (Quarta-feira) - Felizes os mansos, porque possuirão a Terra

5h – Procissão da Penitência e Celebração Eucarística na Igreja Matriz

5h – Saída oficial da Peregrinação de Nhá Chica da Igreja Matriz de São Lourenço em direção ao Santuário da Imaculada Conceição, em Baependi

9h – Missa do Romeiro, no Santuário da Imaculada Conceição

11h – Missa do Romeiro, no Santuário da Imaculada Conceição

15h – Terço pela Beatificação de Nhá Chica, no Santuário da Imaculada Conceição

19h – Celebração Eucarística, no Santuário da Imaculada Conceição

02 de maio (Quinta-feira) - Felizes os que têm fome de justiça porque serão saciados

5h – Procissão da Penitência e Celebração Eucarística na Igreja Matriz

8h – Início da adoração do Santíssimo que se estenderá o dia todo, no Santuário da Imaculada Conceição

15h – Terço pela Beatificação de Nhá Chica, no Santuário da Imaculada Conceição

18h30 – Bênção do Santíssimo

19h – Celebração Eucarística, no Santuário da Imaculada Conceição

03 de maio (Sexta-feira) - Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados Filhos de Deus

5h – Procissão da Penitência e Celebração Eucarística na Igreja Matriz

15h – Via Sacra pelas ruas da cidade (última estação na casa de Nhá Chica com oferta de flores)

19h – Celebração Eucarística, no Santuário da Imaculada Conceição em seguida procissão em direção à Igreja Matriz (levar vela para a procissão)

Neste dia haverá Vigília na Igreja Matriz durante toda a madrugada e a igreja da Imaculada Conceição ficará aberta para visitação a partir das 21 horas.

04 de maio (Sábado) - Dia da Beatificação de Nhá Chica – A vida dos justos está nas mãos de Deus

8h30 – Bênção do Santíssimo, em seguida Celebração Eucarística, na Igreja Matriz

15h – Solene Celebração Eucarística da Beatificação de Nhá Chica, na GA Pedras, próximo ao Portal da cidade.

05 de maio (Domingo) - Isto acontece porque rezo com Fé

7h – Celebração Eucarística, na Igreja Matriz

10h – Missa em Ação de Graças pela Beatificação de Nhá Chica, no mesmo local da missa da Beatificação, na GA Pedras

18h – Procissão da Igreja Matriz para o Santuário da Imaculada Conceição, em seguida Celebração Eucarística na quadra da ABNC

A partir do dia 30/04 – Atendimento de Confissões no Santuário da Imaculada Conceição das 9h às 11h e das 14h às 17h – e visitas aos enfermos nas comunidades

12h – Repiques dos Sinos todos os dias

Segunda fumaça preta

Conclave13032013Às 11h38 minutos de Roma (7h38 de Brasília) desta quarta-feira, 13 de março, da chaminé da Capela Sistina ainda saiu fumaça preta. A Praça São Pedro estava lotada de fiéis que aguardavam o êxito das votações dessa manhã. Isso significa que ainda não foi eleito o novo pontífice.

Espera-se que a próxima fumaça deve sair entre o início e o fim da tarde de hoje. Isso porque considera-se a possibilidade de o papa ser eleito ainda no primeiro escrutínio da tarde. Caso isso ocorra, já poderá haver fumaça por volta das 16h de Roma (12h de Brasília). Não havendo consenso entre os cardeais, as cédulas só serão queimadas após novo escrutínio, o que deve ocorrer após as 18h (15h de Brasília).

No início da manhã, os 115 cardeais celebraram missa na Capela Paulina do Vaticano, seguindo depois para a Capela Sistina, onde um novo momento de oração antecedeu o reinício ao processo eleitoral, que só se concluirá quando for obtida a maioria de dois terços dos votos (77 neste caso). A legislação prevê quatro escrutínios por dia, dois de manhã e dois de tarde. O segundo sufrágio tem início “imediatamente depois” do primeiro, caso este tenha sido inconclusivo.

As formalidades previstas para o início de cada bloco de votações preveem o juramento de cada cardeal bem como o sorteio de três escrutinadores, revisores e dos responsáveis pela recolha dos votos de eleitores que estejam doentes. Após o cumprimento destas exigências, os eleitores preenchem o boletim de voto que tem impressas as palavras ‘eligo in summum pontificem’ (elejo como sumo pontífice) e um espaço em branco para ali escreverem, secretamente, o nome do cardeal preferido.

Se as votações da manhã não tiverem sucesso, os cardeais regressam por volta das 12h30 à Casa de Santa Marta, no Vaticano, onde almoçam. Neste local, os cardeais estão também proibidos de qualquer contato com o exterior e vão ver apenas os responsáveis pelos serviços de limpeza, alimentação e segurança, para além dos condutores dos veículos que fazem o percurso entre a Casa de Santa Marta e o Palácio do Vaticano, todos eles sujeitos a juramento de segredo, sob pena de excomunhão.

Às 16h os prelados voltam à Capela Sistina, prevendo-se que os escrutínios comecem às 16h50. Caso os sufrágios tenham sido inconclusivos, os eleitores recitam a oração de Vésperas às 19h15, e regressam, 15 minutos depois, à Casa de Santa Marta, na qual residem durante o Conclave. Se a eleição do novo Papa ocorrer, a fumaça branca deverá ser confirmada pelo toque dos sinos, aguardando-se que entre a aceitação da eleição pelo novo Papa e o seu aparecimento público na varanda central da Basílica de São Pedro decorram uns 50 minutos.

Rebanhão com Cristo receberá Tonny Allysson, revelação da música católica

arte_rebanhaoEm sua décima edição o tradicional Rebanhão, carnaval com Cristo, em João Monlevade – MG, promete agitar os fiéis. Com o tema “Se creres verás a glória de Deus” a festa recebe este ano a revelação da música católica, Tonny Allysson, que lança seu DVD em grande show na cidade.

O evento será realizado no período de 07 a 12 de fevereiro na igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, paróquia São Luís Maria de Montfort, bairro Loanda. Todos os dias haverá missa. O Rebanhão é uma realização da Renovação Carismática Católica que espera para esse ano um público de 10 mil pessoas.

Segundo Rosângela Rita, coordenadora do evento, o carnaval é o momento oportuno de reconciliação com Cristo e construção da fé. “O Rebanhão é uma oportunidade de cada participante através de momentos de recolhimento, oração, louvor, pregações, missas, noites carismáticas, permitir que Deus alcance seu coração e o prepare para ser transformado” afirma.

Confira a programação: 

Dia 07/02 – 19h30m – Missa de Abertura

- 21h00m – Solenidade de entrega das homenagens

Dia 08/02 – 19h00 - Concentração para carreata com o Santíssimo Sacramento saindo da Igreja Nossa Senhora do Carmo (Cruzeiro Celeste) com destino a Igreja do Loanda, seguido de benção do Santíssimo.

Dia 09/02 – 14h00 -Terço Mariano

- 14h30 – animação

- 15h00 – Pregação

- 16h00 – Intervalo (com tarde de autógrafos com Eduardo Augusto)

- 16h30 – Pregação

- 17h30 – condução para fechamento da tarde

- 18h00 – Intervalo

- 18h30 – Terço

- 19h30 – Santa Missa

- 21h00 – Noite Carismática com Eduardo Augusto e benção do Santíssimo Sacramento

Dia 10/02 – 14h00 -Terço Mariano

- 14h30 – animação

- 15h00 – Pregação

- 16h00 – Intervalo (com tarde de autógrafos com Judson e Carla)

- 16h30 – Pregação

- 17h30 – condução para fechamento da tarde

- 18h00 – Intervalo

- 18h30 – Terço

- 19h30 – Santa Missa

- 21h00 – Noite Carismática com Judson e Carla e benção do Santíssimo Sacramento

Dia 11/02 – 14h00 -Terço Mariano

- 14h30 – animação

- 15h00 – Pregação

- 16h00 – Intervalo (com tarde de autógrafos com Tony Allysson)

- 16h30 – Pregação

- 17h30 – condução para fechamento da tarde

- 18h00 – Intervalo

- 18h30 – Terço

- 19h30 – Santa Missa

- 21h00 – Noite Carismática com Tony Allysson e benção do Santíssimo Sacramento

Dia 12/02 – 14h00 -Terço Mariano

- 14h30 – animação

- 15h00 – Pregação

- 16h00 – Intervalo (com tarde de autógrafos com Laercio Oliveira)

- 16h30 – Pregação

- 17h30 – condução para fechamento da tarde

- 18h00 – Intervalo

- 18h30 – Terço

- 19h30 – Santa Missa

- 21h00 – Noite Carismática com Laercio Oliveira e benção do Santíssimo Sacramento

Informações podem ser obtidas no site da RCC www.rccjm.com.br/rebanhao ou  nas secretarias paroquiais da paróquia São Luís Maria de Montfort  ((31) 3852-5275 ) e paróquia Paróquia Nossa Senhora da Conceição ((31) 38511454)

Hoje é dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição. Viva a Nossa Senhora!!!!

Hoje é dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição. Nossa Senhora sem pecado original. Foi neste dia que tomei a decisão de retomar as publicações deste blog, que a princípio era apenas um trabalho acadêmico. Me assustei ao entrar em um dia 08 de dezembro na plataforma de edição do blog e me deparar que um post de um ano atrás, referente a missa de Nossa Senhora da Imaculada Conceição em minha paróquia, ter atingido um alto número de visualizações. Por causa disso, as bençãos de Maria, entendi que tinha de evangelizar pela internet.

Hoje, não só celebro o dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, mas também o dia da padroeira deste blog. Anunciar Jesus é nossa missão. Viva a Maria, concebida sem pecado original. Pura virgem, nossa mãe e mãe de Deus.

Imaculada Conceição

Conheça a história de Nossa Senhora da Imaculada Conceição: 

Mais do que memória ou festa de um dos santos de Deus, neste dia estamos solenemente comemorando a Imaculada Conceição de Nossa Senhora, a Rainha de todos os santos.

Esta verdade, reconhecida pela Igreja de Cristo, é muito antiga. Muitos padres e doutores da Igreja oriental, ao exaltarem a grandeza de Maria, Mãe de Deus, usavam expressões como: cheia de graça, lírio da inocência, mais pura que os anjos.

A Igreja ocidental, que sempre muito amou a Santíssima Virgem, tinha uma certa dificuldade para a aceitação do mistério da Imaculada Conceição. Em 1304, o Papa Bento XI reuniu na Universidade de Paris uma assembleia dos doutores mais eminentes em Teologia, para terminar as questões de escola sobre a Imaculada Conceição da Virgem. Foi o franciscano João Duns Escoto quem solucionou a dificuldade ao mostrar que era sumamente conveniente que Deus preservasse Maria do pecado original, pois a Santíssima Virgem era destinada a ser mãe do seu Filho. Isso é possível para a Onipotência de Deus, portanto, o Senhor, de fato, a preservou, antecipando-lhe os frutos da redenção de Cristo.

Rapidamente a doutrina da Imaculada Conceição de Maria, no seio de sua mãe Sant’Ana, foi introduzido no calendário romano. A própria Virgem Maria apareceu em 1830 a Santa Catarina Labouré pedindo que se cunhasse uma medalha com a oração: “Ó Mariaconcebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”.

No dia 8 de dezembro de 1854, através da bula Ineffabilis Deus do Papa Pio IX, a Igreja oficialmente reconheceu e declarou solenemente como dogma: “Maria isenta do pecado original”.

A própria Virgem Maria, na sua aparição em Lourdes, em 1858, confirmou a definição dogmática e a fé do povo dizendo para Santa Bernadette e para todos nós: “Eu Sou a Imaculada Conceição”.

Nossa Senhora da Imaculada Conceição, rogai por nós!

80 religiosas correm maratona na China por obras de caridade da Igreja

(ACI).- Na terça-feira 27 de novembro 80 religiosas na China correram na Maratona Internacional de Pequim com o fim de divulgar e promover as obras de caridade da Igreja Católica.

Conforme informa a agência vaticana Fides, entre os 30 mil corredores, as religiosas, de 16 províncias chinesas, correram por 30 projetos de caridade relacionados a anciãos, pobres, crianças deficientes, órfãos, entre outras.

Uma destas irmãs foi Yu Chun Jing da Congregação das Almas do Purgatório de Xing Tai, que participa da maratona desde 2009, continua participando da prova até hoje, como confirmou durante uma coletiva de imprensa em 23 de novembro na presença de todos os principais jornais chineses e estrangeiros.
ppfoto281112
Jinde Charity, a organização católica de caridade chinesa que organiza o evento “Corra pelas obras de caridade da Igreja” também se propôs a sensibilizar a comunidade católica de Pequim para promover a iniciativa e o apoio aos seus projetos. Durante uma Missa celebrada no dia 24 de novembro, poucos dias antes das freiras participarem da corrida, na paróquia da Imaculada Conceição, os fiéis recolheram 3 mil dólares americanos para obras caritativas das irmãs.

Além disso, Jinde Charity, entidade caritativa chinesa organizadora de “Corra para as obras caritativas da Igreja” sensibilizou a comunidade católica de Pequim para promover a iniciativa e apoiar os projetos. Durante a missa celebrada em 24 de novembro, na paróquia da Imaculada Conceição, os fiéis arrecadaram 17.399 ¥ (cerca de 2.400 euros).

O site oficial da Maratona dedicou um espaço ao “2012 Run for Charity” com artigos das religiosas que apresentam obras destinadas a pessoas idosas e sós, doentes, crianças com deficiências e órfãos.

Em 2009, apenas 10 religiosas de duas províncias participaram da maratona, por curiosidade; em 2010, apresentaram-se 44 religiosas para 13 projetos de caridade; em 2011, ano que foi lançada oficialmente a iniciativa “Corra pelas obras de caridade da Igreja”, participaram 52 (com 4 sacerdotes e 2 seminaristas) em 14 projetos. Também sete freiras e um sacerdote percorreram todo o percurso de 42.195 km em pouco mais de 5 horas (5 religiosas são da mesma congregação, Servas do Espírito Santo), informou a agência fides.

Padre Efraim Solano, de Ipatinga-MG, celebra 50 anos de sacerdócio

Nesta sexta-feria, no Santuário Senhor do Bom Fim, Cidade Nobre (Ipatinga/MG), o Padre Efraim Solano celebra 50 anos de sua ordenação sacerdotal. A missa será as 19h30.

O Anunciador parabeniza o Padre Efraim que tanto serviu e ainda serve a comunidade com um belo exemplo de pastor que segue os passos de Jesus. Parabéns Padre Efraim.

PODEMOS COMUNGAR MAIS DE UMA VEZ NO MESMO DIA?

Gostei dessa matéria do Zenit por responder tão bem uma dúvida que sempre tive, pois também sou Ministro da Palavra. Leiam com atenção.

(ZENIT.org) – Um dos nossos leitores de língua portuguesa apresentou a seguinte pergunta ao padre Edward McNamara:

Sou um ministro extraordinário da palavra e da santa comunhão há vinte anos. Conduzo celebrações da palavra com distribuição da comunhão em várias comunidades da nossa paróquia. Há fins de semana em que dirijo três celebrações e comungo em todas elas. Para mim, isto nunca foi um problema e ninguém nunca me fez qualquer pergunta. Mas o que diz a Igreja? – J.G.S, Brasil

 Padre McNamara responde:

O rito da comunhão fora da missa (extra missam) prevê que o ministro extraordinário da sagrada comunhão, que conduz a liturgia, pode receber a comunhão. Seria paradoxal negar a oportunidade de receber a hóstia justamente ao ministro que distribui a comunhão.

Note-se, porém, que a comunhão pode ser recebida duas vezes durante o mesmo dia somente quando a segunda vez acontece durante a missa.

O viático é a única exceção a esta regra (ver cânones 917 e 921.2 do Código de Direito Canônico).

O cânon fundamental a este respeito é o 917, que diz: “Aquele que já recebeu a santíssima eucaristia pode recebê-la pela segunda vez no mesmo dia somente dentro da celebração eucarística de que participa, sem prejuízo do cânon 921, § 2″.

O cânon 921.2 afirma: “Mesmo que tenham recebido a sagrada comunhão no mesmo dia, sugere-se fortemente que aqueles que estão em perigo de morte comunguem novamente”.

Houve dúvidas sobre o significado da palavra iterum no cânon 917. Em latim, ela pode significar tanto “de novo” quanto “uma segunda vez”. A autoridade competente da Santa Sé, a quem cabe a interpretação autêntica das leis da Igreja, decidiu que o termo significa “uma segunda vez”.

Assim, um católico pode receber a comunhão uma segunda vez no mesmo dia, mas somente durante a missa. Fora dela, a comunhão pode ser recebida uma segunda ou até mesmo uma terceira vez no mesmo dia somente se for como viático em caso de risco de morte.

Isto quer dizer que o nosso leitor, como ministro extraordinário da sagrada comunhão, poderá receber a comunhão apenas em um dos serviços litúrgicos que conduz. Se um culto acontece no sábado e outro no domingo, ele pode receber a eucaristia em ambas as ocasiões.

Apenas o sacerdote é obrigado a receber a comunhão em cada missa que celebra. No entanto, mesmo um padre que já celebrou todas as missas dominicais autorizadas pelo Direito Canônico (normalmente três, ou, com permissão especial, até quatro), se presidir um serviço de comunhão, não deverá comungar novamente durante este serviço, uma vez que não se trata de uma missa.

* Os leitores podem enviar suas perguntas para liturgia.zenit@zenit.org. Pede-se a gentileza de mencionar a palavra “liturgia” no campo Assunto. O texto deve incluir as iniciais do leitor, sua cidade, estado e país. O pe. McNamara consegue responder somente a uma pequena parte das muitas perguntas que recebemos.