Ainda sobre o Papa e os “coelhos católicos”…

familia_numerosaA declaração do Santo Padre, Papa Francisco, gerou polêmica. Novidade, tudo que ele diz vira polêmica. E muitas vezes nem é por causa da mídia, mas por nossa culpa mesmo.

Alguns católicos não concordam. Outros sim. E show de opiniões corre solto. Como todos dão opinião vou dar a minha. Na verdade, não é bem a minha, mas uma opinião igual a minha. Para aqueles que não concordam também vou colocar o melhor argumento contrário à ela.

OS COELHOS, OS FILHOS E A DECLARAÇÃO DO PAPA

Cristoph Schmidt, jornalista alemão, fez uma pergunta ao Papa que gerou muita polêmica. Nós postaremos o texto oficial, assim como está no site do Vaticano, e comentaremos em azul o que foi dito pelo Papa.

648706Cristoph pergunta: Santo Padre, antes de mais nada queria dizer-lhe muito obrigado por todos os momentos tão impressionantes desta semana. É a primeira vez que o acompanho e gostaria de lhe dizer mil vezes obrigado. A minha pergunta: O Santo Padre falou da multidão de crianças nas Filipinas, da sua alegria por haver assim tantas crianças. Mas, segundo as sondagens, a maioria dos filipinos pensa que o enorme crescimento da população filipina é uma das razões mais importantes para a pobreza imensa do país, já que, em média, uma mulher, nas Filipinas, dá à luz mais de três filhos na sua vida, e a posição católica relativamente à contracepção parece ser uma das poucas questões em que um grande número de pessoas nas Filipinas não está de acordo com a Igreja. Que pensa disto?

Resposta do Papa:

Creio que o número de três por família, mencionado pelo senhor, seja importante – de acordo com o que dizem os peritos – para manter a população. Três por casal. Quando se desce abaixo deste nível, acontece o outro extremo, como, por exemplo, na Itália onde ouvi dizer (não sei se é verdade) que, em 2024, não haverá dinheiro para pagar aos reformados. A diminuição da população. Por isso a palavra-chave para responder é esta expressão que usa sempre a Igreja, e eu também: «paternidade responsável». Como se consegue isto? Com o diálogo. Cada pessoa, com o seu pastor, deve procurar o modo como fazer esta paternidade responsável. Aquele exemplo, que mencionei há pouco, de uma mulher que esperava o oitavo filho e tinha sete com partos cesáreos: isto é uma irresponsabilidade. «Não! Eu confio em Deus». «Mas atenção! Deus dá-te os meios; sê responsável». Crêem alguns – desculpem a frase – que, para ser bons católicos, devem ser como coelhos. Não. Paternidade responsável. Isto é claro e por isso, na Igreja, há os movimentos matrimoniais, há os especialistas no assunto, há os pastores, e investiga-se. Eu conheço muitas e muitas soluções lícitas, que serviram de ajuda para o efeito. Mas fez bem em mo dizer. Há ainda outra coisa curiosa, que é diversa mas está relacionada com isto. Para as pessoas mais pobres, um filho é um tesouro. É verdade que aqui se deve ser prudente. Mas, para eles, um filho é um tesouro. Deus sabe como ajudá-los. Talvez alguns não sejam prudentes nisto, é verdade. Paternidade responsável. Mas é preciso também ver a generosidade daquele pai e daquela mãe que vêem em cada criança um tesouro.

Continue lendo esse texto aqui….

O texto que tem o melhor argumento contrário á minha opinião é esse:

A propósito dos católicos coelhos criticados pelo papa.

Fui abençoada com 6 filhos. Filhos que tive por 6 partos cesáreas. Meus partos cesáreas nunca foram por comodidade ou por medo da dor do parto natural. Pelo contrário. Sempre desejei dar à luz naturalmente, mas meu primeiro filho entrou em sofrimento fetal após 13 horas de trabalho de parto. Mecônio[i] e sangue fizeram com que o nascimento dele fosse uma emergência médica e a cesariana, inevitável para salvar a vida dele. Graças a Deus dei à luz num tempo onde a cirurgia cesariana foi uma opção. Apenas algumas décadas antes, estaríamos mortos, eu e meu filho. Apesar de um APGAR[ii] inicial bastante baixo, meu primogênito se recuperou e hoje é um rapaz inteligente, caseiro, bom filho.[Continue lendo aqui]

Sua opinião

E aí, como você essa nova declaração do Papa?

#ElMito: Francisco diz que católico não deve ter filhos “como coelhos”

E fica a dica!

E fica a dica!

Yahoo | A bordo do avião papal, 19 janeiro, o papa Francisco apelou nesta segunda-feira a uma “paternidade responsável”, e considerou um católico bom não deve se comportar “como coelhos”, em entrevista coletiva a bordo do avião que o levou de volta a Roma.

“Alguns acham, perdoem a expressão, que para ser bom e católico temos que ser como coelhos”, disse aos 70 jornalistas credenciados no voo papal que saiu de Manila.

Essa foi a resposta Francisco a uma pergunta sobre a controvérsia nas Filipinas sobre os problemas do controle de natalidade e o uso de contraceptivos, que a Igreja Católica não admite.

Francisco explicou que os especialistas aconselham “três por família” para manter a população.

“Quando é menos do que isso ficamos com problemas extremos, como poderia acontecer na Itália. Não sei se é verdade, mas em 2024 disseram que não haverá dinheiro para pagar os aposentados”, acrescentou.

Para evitar isso, sua resposta e a “resposta da Igreja” é a “paternidade responsável”.

Como exemplo ele contou a história de um encontro que teve há alguns meses com uma grávida de seu oitavo filho.

“Isso é uma irresponsabilidade! A resposta é a paternidade responsável e eu conheço muitas vias lícitas que ajudam”, declarou.

Sobre os filhos de famílias pobres, o papa destacou que para elas cada filho é “um tesouro a ser amado”. EFE

Giro de Notícias #PapaFrancisco

A última semana foi bem movimentada para o Papa Francisco. Ele viajou para países da Ásia e apareceu forte na mídia de todo o mundo ao condenar o terrorismo, mas também a incitação dele por meio de uma fala liberdade de imprensa. 

Recorde Papal

É oficial. A missa que celebrou o Papa Francisco no Parque Rizal este domingo na Manila (Filipinas) congregou entre 6 e 7 milhões de pessoas, convertendo-se assim no evento mais multitudinário já presidido por um Pontífice. [Continue lendo…]

A multidão de entre 6 e 7 milhões que compareceu à Missa celebrada no Parque Rizal, Filipinas. Foto: Alan Holdren / ACI Prensa

A multidão de entre 6 e 7 milhões que compareceu à Missa celebrada no Parque Rizal, Filipinas. Foto: Alan Holdren / ACI Prensa

Acidente nas Filipinas

O Papa Francisco expressou seu profundo pesar pela morte acidental de uma jovem de 27 anos de idade depois da Missa que celebrou na localidade de Tlacoban, Filipinas. Kristel Mae Padasas faleceu logo depois de que um andaime com alto-falantes caísse sobre ela devido aos fortes ventos da tormenta Amang.

Depois de conhecer este trágico fato, o Papa Francisco solicitou a seus colaboradores que o informassem amplamente sobre o ocorrido para poder expressar seu consolo e proximidade à família da moça, conforme informou o Diretor da Sala Stampa da Santa Sé, Padre Federico Lombardi, em coletiva de imprensa na Manila.

Como age o “Pai da mentira”

Diante de mais de seis milhões de fiéis reunidos no Parque Rizal em Manila (capital Filipinas), o Papa Francisco pronunciou uma intensa homilia na que falou sobre a necessidade de ser como o Menino Jesus e explicou como age “o pai da mentira”, o demônio. [Continue lendo…]

Santa Teresinha do Menino Jesus

O Papa Francisco agradeceu emocionado uma imagem de Santa  Teresinha do Menino Jesus que recebeu durante o voo papal do Sri Lanka às Filipinas e revelou que em oração “pediu uma rosa” à santa francesa como sinal de ter ouvido sua oração, mas em troca “ela mesma veio me saudar”.

Papa Francisco recebe com emoção presente de jornalista francesa. Foto Alan Holdren / ACI Prensa

Papa Francisco recebe com emoção presente de jornalista francesa. Foto Alan Holdren / ACI Prensa

Um resumo da semana do Papa

Veja Aqui um resumo da última semana do Papa Francisco

#OPapaépop: Francisco saúda fiéis com gesto de “Eu te amo”

MANILA – Imagem linda e moderna do Papa Francisco. Não, o Papa Francisco não virou metaleiro. Ao participar de uma celebração voltada para a família, em Manila, nas Filipinas, nesta sexta-feira, ele resolveu usar o popular gesto com a mão que significa “eu te amo” para saudar a multidão, acompanhado pelo arcebispo local Luis Antonio Tagle. Um símbolo semelhante também é muito utilizado pelos fãs de heavy metal, que costumam usá-lo para reverenciar bandas.

O Papa Francisco e o acerbispo de Manila, Luis Antonio Tagle, cumprimentam público com gesto popular - - / AFP

O Papa Francisco e o acerbispo de Manila, Luis Antonio Tagle, cumprimentam público com gesto popular – – / AFP

A cerimônia reuniu cerca de 20 mil pessoas. Ao final, Francisco cumprimentou e abençoou o público, que fez fila para passar diante do palco. O Papa está em uma visita apostólica de cinco dias nas Filipinas.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/sociedade/religiao/papa-francisco-faz-gesto-de-eu-te-amo-nas-filipinas-15072135#ixzz3P563iMpP
© 1996 – 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Papa envia carta com Benção Apostólica à Diocese de Itabira/Cel. Frabriciano

Papa Franciscodurante a bênção "Urbi e Orbi" na Praça de São Pedro - ALBERTO PIZZOLI/AFP

Papa Francisco durante a bênção “Urbi e Orbi” na Praça de São Pedro – ALBERTO PIZZOLI/AFP

Na última semana, a Diocese de Itabira-Cel. Fabriciano recebeu do Vaticano uma Carta Apostólica de Sua Santidade o Papa Francisco. Na correspondência o Santo Padre felicita esta Circunscrição Eclesiástica pelas celebrações de seus 50 anos de Criação e Instalação e pede a todos os diocesanos que levem o evangelho a quem precisa escuta-lo.

Peço a todos os fiéis cristãos de Itabira-Cel. Fabriciano, que sejam, cada um segundo a sua vocação particular, ‘sal da terra e luz do mundo´(Mt, 5; 13-14), para que assim todos possam viver a nova ‘saída’ missionária.” – disse o papa Francisco.

O Papa lembrou ainda dos 50 anos do Concílio Vaticano II, quando a Diocese foi criada, e fez uma menção especial ao primeiro Bispo Diocesano, Dom Marcos Antônio Noronha, que participou da última cessão do Concílio como padre Conciliar.

Francisco deixou ao final da carta uma Benção Apostólica direcionada ao Bispo Diocesano, Dom Marco Aurélio Gubiotti, a todo o clero que trabalha nesta Diocese, aos religiosos e religiosas e todos os fiéis diocesanos.

Veja abaixo a Correspondência do Santo padre na Íntegra:

Carta do Papa à Diocese de Itabira/Cel. Fabriciano

Carta do Papa à Diocese de Itabira/Cel. Fabriciano

Papa: “atenção pelos pobres é Evangelho, e não comunismo ou pauperismo”

O Papa Francisco mitou novamente. “A atenção pelos pobres está no Evangelho, não é uma invenção do comunismo”, disse o Papa numa entrevista com Andrea Tornielli, coordenador do “Vatican Insider”, e Giacomo Galeazzi, vaticanista do jornal “La Stampa” .

Papa concede entrevista a jornalistas durante volta ao Vaticano após a JMJ em 2013, no Rio de Janeiro.

Papa concede entrevista a jornalistas durante volta ao Vaticano após a JMJ em 2013, no Rio de Janeiro.

A entrevista com o Papa conclui o livro intitulado “Papa Francisco. Esta economia mata”, dedicado ao magistério social do Pontífice. O volume recolhe e analisa os documentos do magistério sobre a pobreza, imigração, justiça social e integridade da criação. Publicado pela Editora  Piemme, o livro será lançado na terça-feira, 13 de janeiro, mas neste domingo o jornal “La Stampa” antecipou longos extractos da entrevista com o Papa. Serviço de Isabella Piro, da Rádio Vaticano.

Opção pelos pobres vem de Jesus

“A atenção pelos pobres está no Evangelho e na tradição da Igreja, não é uma invenção do comunismo e não devemos fazer dela uma ideologia”, assim explica o Papa Francisco a continuidade, na tradição da Igreja, da “opção preferencial pelos pobres”. “Uma atenção que tem a sua origem no Evangelho – reitera – documentada já nos primeiros séculos do cristianismo”: basta citar os primeiros Padres da Igreja, do segundo ou do terceiro século. As suas homilias não podem  ser consideradas “marxistas”, explica o Papa Francisco, porque quando “a Igreja convida a vencer a “globalização da indiferença” está longe de qualquer interesse político e de qualquer ideologia”. Ela é “movida apenas pelas palavras de Jesus” e “quer dar o seu contributo na construção de um mundo onde se protege e se cuida uns aos outros”.

Continuar lendo

Jolie, o Papa e um filme: Unbroken

A atriz não segue nenhuma religião, mas diz ter afeto pelo Papa Francisco

A atriz não segue nenhuma religião, mas diz ter afeto pelo Papa Francisco

Por meio do Twitter, o Vaticano informou ontem, 8, que o Papa Francisco recebeu a atriz norte-americana Angelina Jolie. O encontro ocorreu por causa do filme Unbroken (Invencível) que a atriz produziu e dirigiu.

“É uma honra ter sido convidada ao Vaticano por causa do meu filme, além disso, também é um tributo à história que conto, ‘Unbroken’ (Invencível), que fala de um herói, Louis, um grande exemplo da força do perdão”, explicou em uma nota oficial Angelina Jolie, conforme informou a agência Ansa.

O filme foi projetado na Casinha Pio IV do Vaticano onde participaram da seção Luke Zamperini, filho de Louis Zamperini, cuja a história é retratada na película, Dom Guilhereme Kacher, cerimonialista do Vaticano e por Dom Marcelo Sánchez Sorondo.

Unbroken

O filme narra a história do atleta Zamperini, campeão olímpico dos Estados Unidos e herói da Segunda Guerra Mundial, que durante uma missão militar, teve um acidente no Oceano Pacífico, do qual sobreviveu junto com dois companheiros.

Os náufragos passaram 47 dias à deriva em uma balsa, porém, foram capturados por soldados japoneses que os torturaram e os mantiveram como prisioneiros durante dois anos. Louis morreu com 97 anos.

Jolie e Deus

A atriz assegura ter encontrado Deus durante a gravação de ‘Unbroken.’ Segundo ela, graças à inspiração de seu protagonista e, embora não se declare seguidora de alguma religião, afirmou que admira o Papa Francisco.

Trailer

O trailer do filme Unbroken pode ser visto em:

Com informações de ACI DIGITAL