Viva a Cristo Rei do Universo!

Rezemos juntos neste dia glorioso a Ladainha a Cristo, Rei do Universo

Senhor,

tende piedade de nós.

Imagem de Cristo Rei do Universo
Obrigado Pai por mais este ano!

Cristo,

tende piedade de nós.

Senhor,

tende piedade de nós.

Cristo ouvi-nos.

Cristo, atendei-nos.

Deus Pai do céu,

tende piedade de nós.

Deus Filho Redentor do mundo,

tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo,

tende piedade de nós.

Santíssima Trindade, que sois um só Deus,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei e senhor do universo,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei do céu a da terra,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei soberano de todas as nações,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei anunciado pelos profetas,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei entronizado na cruz,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei ressuscitado dentre os mortos,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei sentado a direita de Deus Pai,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei de infinita majestade,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei exaltado no trono da graça,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei de misericórdia,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei de cujo lado aberto brotaram sangue e água,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei compassivo,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei, autor e eficácia dos sacramentos,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei verdadeiramente presente no santíssimo sacramento do altar,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei do coração arde de amor,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei que é alfa e ômega,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei que foi, que é e que virá,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei de cujo trono nos aproximamos confiantes,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei do qual provém toda autoridade,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei cujo reino não é deste mundo,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei que cura toda divisão,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei ferido por nossa indiferença,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei manso e humilde de coração,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei que habitais os corações,

tende piedade de nós.

Senhor Jesus Cristo, rei das famílias,

tende piedade de nós

Amém.

Anúncios

E ainda é Natal!

Queridos irmãos e irmãs em Cristo Jesus, paz e bem!

Primeiramente gostaria de pedir desculpas por não ter postado nada no dia 24 e 25, véspera e natal de nosso Senhor Jesus Cristo. No entanto, destaco que ainda estamos no Natal. Tempo de felicidade extrema, afinal Jesus habitou entre nós.

Aproveito o ensejo, para desejar a todos vocês, assíduos leitores, UM FELIZ NATAL!

Paz e muita saúde!

Cartão de feliz natal
Feliz Natal!

 

 

Não pule ondas ou coma lentilhas, ore por 2015

Superstições não fazem parte da vida do Católico
Superstições não fazem parte da vida do Católico

(ACI).- “A diferença entre a religião cristã e práticas de superstição é que essas práticas se baseiam no desejo de dominar e controlar. A superstição pode dar a impressão para quem a pratica de que é possível dominar o futuro, mas nós sabemos que isso não é verdade. Todo cristão deve saber que a atitude dele diante do futuro não pode ser uma postura de domínio ou controle, mas sim de entrega e de confiança em Deus., afirmou o sacerdote carioca e autor do Livro “Basta uma Palavra”, Padre Antonio José Afonso da Costa. Segundo ele, a expectativa criada pela passagem do dia 31 de dezembro para o dia 1º de janeiro não pode afastar a pessoa de sua fé em Jesus, por meio de superstições e simpatias.

O sacerdote, que é pároco da Igreja Nossa Senhora de Fátima, no Méier (RJ), explicou que no Cristianismo a postura correta diante do futuro é buscar crescer no relacionamento com Deus, para que na confiança a pessoa seja capaz de construir um futuro melhor.

“A diferença entre a religião cristã e práticas de superstição é que essas práticas se baseiam no desejo de dominar e controlar. A superstição pode dar a impressão para quem a pratica de que é possível dominar o futuro, mas nós sabemos que isso não é verdade. Todo cristão deve saber que a atitude dele diante do futuro não pode ser uma postura de domínio ou controle, mas sim de entrega e de confiança em Deus. O futuro da gente não está escrito como algumas pessoas pensam de uma maneira determinista ou fatalista. O futuro da gente é construído na medida em que caminhamos com Deus”, ensinou.

O sacerdote também refletiu sobre a importância do dia 1º de janeiro, quando a Igreja celebra a solenidade e o dogma de Maria, Mãe de Deus e o Dia Mundial da Paz.

“É costume da Igreja que as grandes celebrações como a Páscoa e o Natal, não durem apenas um dia. São celebrações grandiosas que comemoram os grandes mistérios da nossa fé e devem se estender por um tempo, de forma especial pela semana seguinte a festa. O dia 1º de janeiro é a Oitava da Festa do Natal, ou seja, o término dessa grande celebração do Nascimento de Jesus que a Igreja comemora recordando a união entre Maria e seu filho Jesus. Por isso, no oitavo dia da Festa do Natal, que coincide com o primeiro dia do ano civil, é celebrada a maternidade divina de Nossa Senhora.

O sacerdote ressaltou que na Solenidade de Maria Mãe do Filho de Deus, a Igreja coloca todo o ano civil debaixo da proteção de Nossa Senhora.

“Esse dia traz uma série de lembranças e evocações importantes para a vidada Igreja, é o dia em que celebramos a circuncisão de Jesus. A leitura do Evangelho recorda esse acontecimento e o momento em que o nome do menino Jesus foi imposto. A primeira leitura relata Deus ensinando a abençoar o povo de Israel. Sempre no início de um novo ano, a Igreja recorda que o Senhor é um Deus que abençoa, que deseja nos abençoar. Também lembra que com o nome de Jesus nos lábios a gente encontra salvação, porque Jesus significa ‘Deus é o nosso Salvador’. Esse dia é uma concorrência de coisas bonitas que unem o mistério do Natal às expectativas que temos para o ano que se inicia. Mas repito, o grande segredo da nossa esperança a respeito do futuro é a nossa união com Jesus Cristo”, garantiu.

Oração para o Ano Novo

Ano Novo

Senhor Deus, Pai de bondade, Senhor da história, do tempo e da eternidade. Mais um ano chega ao fim e às portas do novo as oportunidades e sonhos se renovam;

A vida é sempre feita de escolhas e possibilidades, e, são justamente elas que nos fazem acreditar que o amanhã que está por vir será melhor do que o ontem que passou;

Te agradeço Senhor por tudo o que tens feito por mim, pelo água, pelo ar, pela luz, pelos dons, pela vida, pelos meus, enfim, por tudo. Agradecer é reconhecer que tudo vem de Vós e a Ti devemos nossa ação de graças;

Ano novo, nova vida, novos sonhos, novos projetos, novas expectativas. Renova Senhor em mim o dom da fé, da esperança e da caridade. Faz com que eu veja em cada dia do ano que está por vir uma oportunidade de ser melhor, de mudar, de ajudar, de crescer. Faz Senhor com que eu busque mais amar, que eu busque mais me colocar na Tua presença e só assim poder concretizar tudo aquilo que desejo no fim deste ano;

Enfim Senhor, olha por todos aqueles que me destes e que me são tão caros, olha por aqueles que nos ajudam, olha por aqueles que estão do meu lado, aqueles que olham por mim e que pedem simplesmente que eu reze por eles. Todos eles Senhor são dons que colocastes no meu caminho e aos quais agradeço imensamente. Sobre eles, sobre mim e sobre o ano novo te peço Senhor, derrama suas bênçãos hoje e sempre;

Amém!

#NoNatal eu comemoro o nascimento de Jesus. E Você?

No último dia 25/11 celebramos o dia de Cristo Rei do Universo e com a proclamação de Jesus como nosso rei encerramos mais um ano. Para a Igreja o ano termina com está festa. Isto significa que já estamos em um novo ano e que estamos nos preparando para a chegada de?… Errado quem respondeu Papai Noel. Estamos preparando para a vinda de Jesus.

No natal não comemoramos os “presentes do Papai Noel”, mas sim o maior presente que Deus nos deu, enquanto humanidade, seu filho Jesus. No natal celebramos o nascimento de nosso salvador. Aquele que nos deu a vida de volta e definitiva.

Pensando nisso, neste tempo de preparação para o nascimento de Cristo, advento (que ainda vamos falar sobre ele aqui no blog), O Anunciador sugere uma campanha nas redes sociais, blogs e sites católicos, nas igrejas e onde quer que um cristão esteja. Ensine aos seus que no Natal celebramos Jesus. Comemoro seu nascimento. Sua vinda

Use no twitter a hashtag #NoNatalEuComemoroJesus ou #NoNatal e coloque a frente a ideia da campanha. No face produza memes, como os que estão abaixo (irei fazer mais ao decorrer do mês) e também compartilhe. Vamos começar uma catequese sobre o Natal.

Papai Noel não existe. Trocar presentes é até bem vindo, mas sempre lembrando que o grande homenageado neste natal é Jesus.

Mudar é preciso

Dom Paulo Mendes Peixoto

Bispo de São José do Rio Preto – SP

A palavra “mudança” faz parte do calendário do tempo do Advento. Mudar do pior para o melhor, das práticas de morte para aquelas de vida. Este é o sentido verdadeiro do Natal, para o qual estamos caminhando, revigorando forças no perdão de Deus.

O itinerário leva em conta uma vida melhor, que depende de humildade, de testemunho pessoal como grandeza evangélica e de reconhecimento da bondade do Senhor da vida. Jesus nasce no Natal fazendo-se carne para resgatar a humanidade da morte.

Deus não quer a perdição de ninguém, mas diz que “mudar é preciso”. Não quer que estejamos mergulhados no mal. Por isto, o Natal pode transformar-se em tempo de salvação, de enraizamento na vida de Deus e de felicidade verdadeira.

A maior mudança é confirmada com o encorajamento, a renovação da confiança no amor de Deus. Isto ocasiona compromisso sério com o bem e a vida digna. É muito mais do que um Natal apenas de muitas festividades.

O Advento é um tempo de bênção para quem o vivencia. Ele pode nos encaminhar para novos horizontes, ajudar-nos a superar grandes barreiras e dificuldades, porque o Senhor vem ao encontro das pessoas, como o pastor que vai em busca das ovelhas.

Nascendo em Belém de Judá, Jesus resgata vidas ameaçadas e cuida das pessoas enfraquecidas e indefesas, porque sua vida significa vida do povo. A libertação é para todos, é um Natal sem fronteiras, não só como momento histórico, mas como vida nova.

O nascimento de Jesus dá início a uma nova criação, a um coração e espírito novos e a presença do motivador da paz. Isto exige que celebremos o Natal de forma coerente com a fé cristã. No Menino do Natal a vida toma sentido na história humana.

Celebrar festas natalinas supõe fidelidade aos princípios da fé cristã e de confiar nos planos de Deus. Ele não quer a perdição de ninguém, mas mudança, chegando ao conhecimento da verdade, que é Ele mesmo. Isto supõe viver na santidade e justiça em busca do bem de todos.