A coragem de Francisco: “quero ir ao Iraque”

O Papa Francisco confirmou à imprensa sua preocupação pela grave situação que vivem os cristãos no Oriente Médio e afirmou:

“quero ir ao Iraque”.

cristo crucificado no iraque-webDurante o voo de volta a Roma logo depois de passar três dias de visita apostólica na Turquia, o Santo Padre dialogou durante 46 minutos respondendo a dez perguntas feitas por jornalistas que viajavam com ele no avião papal.

No diálogo o Papa Francisco reiterou sua vontade de ir a este país onde os cristãos são perseguidos pela fé e sofrem em meio ao terror e o ódio.

“Sabem o que significa pensar na saúde, na alimentação, em uma cama, uma casa para um milhão de refugiados? Eu quero ir ao Iraque. Falei com o patriarca Sako. No momento não é possível. Se eu fosse neste momento, criaria um problema para as autoridades, para a segurança”.

000_par7908212-1A primeira vez que o Pontífice expressou seu desejo de visitar o Iraque, foi em agosto, em sua viagem de volta a Roma logo depois de estar na Coréia do Sul: “estou disposto a ir ao Iraque e acredito poder dizê-lo”, inclusive explicou que “se fosse necessário depois da viagem a Coréia, poderia ir até lá; era uma das possibilidades. Estou disposto! Neste momento não é o melhor, mas estou disposto a isso”, recalcou.

Continuar lendo “A coragem de Francisco: “quero ir ao Iraque””

Papa se preocupa com situação do Iraque

Papa Francisco hoje pela manhã na Praça São Pedro/Foto AFP
Papa Francisco hoje pela manhã na Praça São Pedro/Foto AFP

O papa Francisco declarou neste domingo (15) que acompanha com “muita preocupação os acontecimentos dos últimos dias no Iraque” ao discursar aos peregrinos reunidos na Praça de São Pedro do Vaticano.

“Acompanho com muita preocupação os acontecimentos dos últimos dias no Iraque. Eu convido a todos que se unam a minha oração pela querida nação iraquiana, sobretudo pelas vítimas”, disse Francisco.

O pontífice insistiu em recordar os muitos cristãos que foram obrigados a deixar as próprias casas.

“Desejo para toda a população a segurança e a paz, um futuro de reconciliação e de justiça, onde todos os iraquianos, independente da crença religiosa, possam construir juntos a sua pátria”, acrescentou Francisco.

O papa também anunciou que viajará a Albânia no dia 21 de setembro.

“Hoje quero anunciar que, aceitando o convite dos bispos e das autoridades civis albanesas, tenho a intenção de viajar a Tirana no domingo 21 de setembro”, disse Francisco.

“Com esta breve viagem, desejo confirmar na fé à Igreja na Albânia e testemunhar meu alento e amor a um país que sofre há muito tempo, como consequência das ideologias do passado”, acrescentou.

Jovens iraquianos se preparam para Jornada Mundial da Juventude

O bispo auxiliar Caldeu de Bagdá , Dom Shlemon Warduni, anunciou que cerca de 150 jovens iraquianos participarão da Jornada Mundial da Juventude – JMJ, em Madri, na Espanha. Os jovens serão acompanhados pelo bispo.

Dom Warduni ressaltou que fará com os jovens três catequeses em língua árabe sobre os seguintes temas: ‘Arraigados em Cristo’, ‘Firmes na Fé’ e ‘Testemunhas de Cristo no Mundo’.

Os organizadores iraquianos promoveram dois encontros na Igreja de São José, em Bagdá, que envolveram muitos jovens que mobilizaram suas paróquias a engariar fundos para financiar as passagens e as inscrições para a JMJ.

“Isto é muito significativo e mostra uma Igreja local muito viva, não obstante permaneça tensa a situação no país. No âmbito político, não existe acordo entre os líderes políticos e isso não ajuda na estabilização do país”, disse Dom Warduni.