Arquivo da tag: minha casa

Nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé – Evangelho do Dia

Evangelho – Lc 7,1-10

Nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 7,1-10

Naquele tempo:
1Quando acabou de falar ao povo que o escutava,
Jesus entrou em Cafarnaum.
2Havia lá um oficial romano
que tinha um empregado a quem estimava muito,
e que estava doente, à beira da morte.
3O oficial ouviu falar de Jesus
e enviou alguns anciãos dos judeus,
para pedirem que Jesus viesse salvar seu empregado.
4Chegando onde Jesus estava,
pediram-lhe com insistência:
“O oficial merece que lhe faças este favor,
5porque ele estima o nosso povo.
Ele até nos construiu uma sinagoga.”
6Então Jesus pôs-se a caminho com eles.
Porém, quando já estava perto da casa,
o oficial mandou alguns amigos dizerem a Jesus:
“Senhor, não te incomodes,
pois não sou digno de que entres em minha casa.
7Nem mesmo me achei digno
de ir pessoalmente ao teu encontro.
Mas ordena com a tua palavra,
e o meu empregado ficará curado.
8Eu também estou debaixo de autoridade,
mas tenho soldados que obedecem às minhas ordens.
Se ordeno a um : “Vai!”, ele vai;
e a outro: “Vem!”, ele vem;
e ao meu empregado “Faze isto!”, e ele o faz”.”
9Ouvindo isso, Jesus ficou admirado.
Virou-se para a multidão que o seguia, e disse:
“Eu vos declaro que nem mesmo em Israel
encontrei tamanha fé.”
10Os mensageiros voltaram para a casa do oficial
e encontraram o empregado em perfeita saúde.
Palavra da Salvação.

Reflexão – Lc 7, 1-10

Uma coisa é a fé em si, e outra coisa é como ela se expressa. Para muitos, a fé em si nem sequer é percebida, de modo que existe uma necessidade muito grande de ritualismo e de formas exteriores de expressão da fé. Quem tem verdadeiramente fé em Jesus, acredita na autoridade do seu nome e na força da sua Palavra, e não necessita de manifestações exteriores para acreditar na eficácia da sua ação. Deste modo, todos nós somos convidados a reconhecer que a grandiosidade da fé do Centurião que acreditou plenamente no poder da Palavra de Jesus e não exigiu dele nenhum rito ou gesto exterior e, porque acreditou, foi atendido naquilo que desejava.

Muitos virão do Oriente e do Ocidente para o Reino do Céu (Evangelho do Dia – Mt 8,5-11)

 

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 8,5-11

Naquele tempo:
5Quando Jesus entrou em Cafarnaum,
um oficial romano aproximou-se dele, suplicando:
6″Senhor, o meu empregado está de cama, lá em casa,
sofrendo terrivelmente com uma paralisia.”
7Jesus respondeu: “Vou curá-lo.”
8O oficial disse: “Senhor,
eu não sou digno de que entres em minha casa.
Dize uma só palavra e o meu empregado ficará curado.
9Pois eu também sou subordinado
e tenho soldados debaixo de minhas ordens.
E digo a um : “Vai!”, e ele vai;
e a outro: “Vem!”, e ele vem;
e digo ao meu escravo: “Faze isto!”, e ele faz.”
10Quando ouviu isso, Jesus ficou admirado,
e disse aos que o seguiam:
“Em verdade, vos digo:
nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé.
11Eu vos digo:
muitos virão do Oriente e do Ocidente,
e se sentarão à mesa no Reino dos Céus,
junto com Abraão, Isaac e Jacó.
Palavra da Salvação

Reflexão – Mt 8, 5-11

A presença de Jesus no meio dos homens significa a chegada dos tempos messiânicos e o pleno cumprimento de todas as profecias do Antigo Testamento. Os sinais que Jesus realiza atestam este fato. Mas para que as pessoas participem do Reino de Deus de modo a usufruir dos dons que lhes são oferecidos nestes tempos messiânicos, faz-se necessária a aceitação plena de Jesus e de sua palavra, assim como a adesão à causa do Reino de Deus. Não basta ser católico para participar das coisas do alto, é necessário assumir a fé e ter uma vida coerente com ela.

Sai pelas estradas e atalhos, e obriga as pessoas a virem aqui,para que minha casa fique cheia (Evangelho do Dia – Lc 14,15-24)

Sai pelas estradas e atalhos, e obriga as pessoas
a virem aqui,.para que minha casa fique cheia.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 14,15-24

Naquele tempo:
15Um homem que estava à mesa,
disse a Jesus:
“Feliz aquele que come o pão no Reino de Deus!”
16Jesus respondeu:
“Um homem deu um grande banquete
e convidou muitas pessoas.
17Na hora do banquete, mandou seu empregado
dizer aos convidados:
“Vinde, pois tudo está pronto”.
18Mas todos, um a um, começaram a dar desculpas.
O primeiro disse:
“Comprei um campo, e preciso ir vê-lo.
Peço-te que aceites minhas desculpas”.
19Um outro disse:
“Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-las.
Peço-te que aceites minhas desculpas”.
20Um terceiro disse:
“Acabo de me casar e, por isso, não posso ir”.
21O empregado voltou e contou tudo ao patrão.
Então o dono da casa ficou muito zangado
e disse ao empregado:
“Sai depressa pelas praças e ruas da cidade.
Traze para cá os pobres,
os aleijados, os cegos e os coxos”.
22O empregado disse:
“Senhor, o que tu mandaste fazer foi feito,
e ainda há lugar”.
23O patrão disse ao empregado:
“Sai pelas estradas e atalhos,
e obriga as pessoas a virem aqui,
para que minha casa fique cheia.
24Pois eu vos digo:
nenhum daqueles que foram convidados
provará do meu banquete.”
Palavra da Salvação. 

Reflexão – Lc 14, 15-24

Todas as pessoas são convidadas para participar do banquete do Reino de Deus, porém nem todos respondem a esse convite de modo positivo. Por que? Porque existem muitos interesses em jogo e a maioria das pessoas não coloca Deus em primeiro lugar na sua vida, de modo outros valores passam a ter maior importância para ela. Porém aquelas pessoas que nada possuem, os desvalidos e excluídos deste mundo, são os primeiros a reconhecer a importância do Reino de Deus em suas vidas e sempre respondem de forma positiva ao convite que lhes é feito por Deus. Por isso, os pequenos estão sempre presentes no banquete do Reino dos céus.

Vai dar tudo certo!

Recebi esta mensagem pelo e-mail e resolvi compartilhar com todos vocês.

Vai dar tudo certo!

DEUS me pediu que te dissesse:

Que tudo irá bem contigo a partir de agora..
Você tem sido destinado para ser uma pessoa vitoriosa e conseguirá todos teus objetivos. 

Nos dias que restam deste ano se dissiparão todas as tuas agonias e chegará a vitoria. 

Esta manhã bati na porta do céu e DEUS me perguntou… 

‘Filho, que posso fazer por você ?’ 
Respondi:
 

‘Pai, por favor, protege e bendiz a pessoa que está lendo esta mensagem’.
DEUS sorriu e confirmou: ‘Petição concedida’. 
Leia em voz baixa…

‘Senhor Jesus :
Perdoa meus pecados.
Te amo muito, te necessito sempre, estás no mais profundo de meu coração, cobre  com tua luz  preciosa a minha família, minha casa, meu lugar, meu emprego, minhas finanças, meus sonhos, meus projetos e a meus amigos’.

Evangelho do Dia – Mt 8,5-17

Muitos virão do Oriente e do Ocidente,
e se sentaróo à mesa junto com Abraão, Isaac e Jacó.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 8,5-17

Naquele tempo:
5Quando Jesus entrou em Cafarnaum,
um oficial romano aproximou-se dele, suplicando:
6″Senhor, o meu empregado está de cama, lá em casa,
sofrendo terrivelmente com uma paralisia.”
7Jesus respondeu: “Vou curá-lo.”
8O oficial disse: “Senhor,
eu não sou digno de que entres em minha casa.
Dize uma só palavra e o meu empregado ficará curado.
9Pois eu também sou subordinado
e tenho soldados debaixo de minhas ordens.
E digo a um : “Vai!”, e ele vai;
e a outro: “Vem!”, e ele vem;
e digo ao meu escravo: “Faze isto!”, e ele faz.”
10Quando ouviu isso, Jesus ficou admirado,
e disse aos que o seguiam:
“Em verdade, vos digo:
nunca encontrei em Israel alguém que tivesse tanta fé.
11Eu vos digo:
muitos virão do Oriente e do Ocidente,
e se sentarão à mesa no Reino dos Céus,
junto com Abraão, Isaac e Jacó,
12enquanto os herdeiros do Reino
serão jogados para fora, nas trevas,
onde haverá choro e ranger de dentes.”
13Então, Jesus disse ao oficial:
“Vai! e seja feito como tu creste.”
E naquela mesma hora o empregado ficou curado.
14Entrando Jesus na casa de Pedro,
viu a sogra dele deitada e com febre.
15Tocou-lhe a mão, e a febre a deixou.
Ela se levantou, e pôs-se a servi-lo.
16Quando caiu a tarde, levaram a Jesus
muitas pessoas possuídas pelo demônio.
Ele expulsou os espíritos, com sua palavra,
e curou todos os doentes,
17para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta Isaías:
“Ele tomou as nossas dores
e carregou as nossas enfermidades.”
Palavra da Salvação. 

Reflexão – Mt 8, 5-17

Ele tomou as nossas dores e carregou sobre si as nossas enfermidades. Jesus é solidário com todos os que sofrem e é sempre uma presença de amor em suas vidas. A sua presença manifesta o amor que Deus tem pelo gênero humano. Quem tem fé verdadeira é sempre capaz de ver a presença de Jesus na sua própria vida, principalmente nos momentos de sofrimento e de dor, e sente os efeitos dessa presença amorosa. O verdadeiro discípulo de Jesus é aquele que manifesta a todos os que sofrem esta presença e esta solidariedade de Jesus, e o faz através do serviço, ou seja, tornando-se ele próprio uma extensão do braço amoroso de Jesus que atua nos momentos difíceis da vida de todos.