Retrospectiva 2013: tudo que aconteceu na Igreja durante o ano

Retrospectiva2013-1200x520

Isso mesmo, irmãos e irmãs. O Anunciador fez uma retrospectiva dos fatos mais marcante no ano de 2013. Tudo que rolou aqui, no O Anunciador, em um resumo do Ano de 2013.

É oportuno lembrar que este ano foi o Ano da Fé e por isso tivemos vários fatos marcantes. Teve pela primeira vez em 600 anos um papa renunciando. A escolha de um papa Latino, da Argentina. Um mega JMJ no Rio de Janeiro. Dois papa juntos, rezando. Tivemos também a marcante luta pela vida em várias nações. A triste guerra na Síria. Mega-tufão com imagem intacta de Jesus. E muito mais.

Vamos rever o que aconteceu, mês a mês:

Janeiro

Muita coisa aconteceu neste mês. Publicamos muitas coisas em janeiro. Uma das matérias de destaque deste mês foi a notícia de que o número de padres cresceu em todo o mundo. Estudo realizado pela Agência Fides que apresenta dados extraídos do “Anuário Estatístico da Igreja”  revela que a Igreja católica cresceu em todo o mundo, principalmente na Ásia e na África. Contrariando os inimigos da Igreja.

Janeiro também nos reservou a grata surpresa de que a conta Papa no twitter havia superado mais de 2,5 milhões de seguidores. Além disse o então papa, Bento XVI, também lançou uma conta em latim na rede social. Outra dois fatos também marcaram o mês de São Sebastião, a mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações e a Semana de Oração Pela Unidade dos Cristãos no hemisfério norte.

Fevereiro

1_15

Este mês foi histórico para a Igreja. Um mês triste pela renuncia do Papa Bento XVI. Bento XVI renunciou a cátedra de Pedro por motivos de saúde. O papa emérito estava muito cansado não conseguia comandar a igreja com o vigor necessário. Bento XVI ainda disse, que foi “Deus quem pediu para renunciar”.

A renuncia de Bento XVI causou nos meios de comunicação e também nas mentes dos fiéis. Como pode um papa renunciar? Muitos se perguntavam. Veio a tona profecias de fim do mundo, como foi o caso da Profecia de São Malaquias. Seria o próximo papa o último? Até hoje alguns acreditam nessas ideias (kkkk).

Este mês também foi marcado pelo

  1. Início da Quaresma;
  2. Campanha da Fraternidade 2013 (Fraternidade e Juventude);
  3. Morte do Bispo Emérito da Diocese de Yinchuan da região autônoma da Ningxia (China) que ficou 20 anos preso;
  4. O Papa estava certo quanto a prevenção da AIDS. Distribuir camisinha não resolve;

Em particular, além dos fatos acima, minha diocese também ficou marcada. A renuncia de Dom Odilon Guimarães foi aceita e neste mesmo mês foi escolhido um novo bispo para a Itabira/Cel. Fabriciano: Dom Marco Aurélio.

Março

papaO mês de São José, da Semana Santa, foi o mês de Francisco. Isso mesmo. O conclave foi reunido ainda em março e em pouco tempo elegeu um “papa do fim do mundo“. Os fiéis foram surpreendidos com um papa simples que antes de abençoar o povo pediu que orassem por ele.

“Vocês sabem que o dever do Conclave era de dar um bispo para Roma.; parece que meus irmãos foram buscá-lo no fim do mundo. Mas, estamos aqui. Obrigado pela acolhida. Rezemos todos juntos pelo bispo de Roma. Peço um favor a vocês: antes que o bispo abençoe o povo, peço que rezem ao Senhor para que me abençoe.” Papa Francisco ao ser eleito papa.

208925_384370521671001_2021183676_n
Histórico encontro de Francisco e Bento XVI

Francisco ainda seguiu surpreendendo o mundo. Não aceitou residir no apartamento papal, pagou a conta da sua hospedagem na Casa Santa Matta. E historicamente demostrou que a humildade seria a marca principal de seu papado ao encontrar-se com Bento XVI, e disse “Somos irmãos.

Março foi marcado por uma triste derrota pró-vida. O Conselho Regional de Medicina defendeu o aborto.

Abril

Abril é o mês do amor. E também um mês cheio de acontecimentos. Novamente a humildade do Papa chama a atenção com o gesto simples de consertar seus sapatos. Em contraponto a humildade do Papa no Brasil um tal de Padre Beto pisou e sambou sobre os ensinamentos da igreja e sobre seu sacerdócio. Resultado, foi excomungado pelo Bispo de Bauru-SP.

Enquanto um padre declarava apoio a causa gay no Brasil a França viveu a marcha de prefeitos (Juízes de Paz) contra a legalização do casamento homossexual.

No Brasil terminava a morna 51ª Assembleia da CNBB que não declarou nada em seus documentos sobre o casamento gay, aborto e outros assuntos polêmicos que a Igreja sempre se pronunciou contra.

falácia

Angola entrou para a história e proibiu ações da igrejas ditas “evangélicas” em seu território. A causa para beatificação de Dom Oscar Romero foi reaberta. Sociedade São Vicente de Paulo celebrou 200 anos do nascimento de Beato Frederico Ozanam.

Uma imagem rodou o mundo pela intolerância. Ativistas seminuas do grupo feminista Femen invadiram uma conferência em uma universidade de Bruxelas. Durante o ato as manifestantes jogaram água no arcebispo de Mechelen-Bruxelas, Andre-Joseph Leonard. O bispo não reagiu e evitou olhar para as manifestantes.

44863_569305563114926_1596646085_n

Fechando este mês de abril, não podemos esquecer da polêmica com o COL – comitê organizador da JMJ – em colocar artistas seculares para se apresentarem durante a JMJ.

Continuar lendo “Retrospectiva 2013: tudo que aconteceu na Igreja durante o ano”

Beatificação de Irmã Dulce completa 2 anos nesta quarta-feira

Irmã Duce: dois da sua beatificada
Irmã Duce: dois da sua beatificada

Redação Portal A12 Há exatamente dois anos, Irmã Dulce era beatificada no Parque de Exposições em Salvador (BA).

A cerimônia de Beatificação, que reuniu mais de 70 mil pessoas, foi presidida pelo Cardeal arcebispo emérito de Salvador, Dom Geraldo Majella Agnelo.

Neste domingo (26), celebrações em homenagem aos 99 anos de nascimento de Irmã Dulce serão realizadas em Salvador.

A agenda festiva, que contará com a participação de paróquias da capital e do interior, terá procissão – com concentração na Colina Sagrada às 15h30 e saída às 16h – e missa solene, às 17h, no Santuário da freira baiana, localizado no Largo de Roma.

Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, nascida em 26 de maio de 1914, filha de Augusto Lopes Pontes e Dulce Maria de Souza, desde muito nova já mostrava dedicação a pessoas carentes, mendigos e doentes.

Aos 13 anos transformou a casa da família em um centro de atendimento a estas pessoas. Sua casa ficou conhecida como ‘A Portaria de São Francisco’, por conta do número de carentes que se aglomeravam a porta.

Nesta época, Maria Rita manifestou pela primeira vez o desejo de se dedicar à vida religiosa. Após seis anos, Maria Rita se transformou em Irmã Dulce, o ‘Anjo bom da Bahia’.

Veja o documentário sobre a Beata Irmã Dulce, o “Anjo Bom da Bahia”

Produzido pela TV Aparecida, o ‘Irmã Dulce o Documentário’ foi exibido no dia 22, data da beatificação de Irmã Dulce.

No dia 31 de maio foi liberado no canal oficial da TV Aparecida no youtube e no site a primeira parte do documentário sobre a vida e obras de Irmã Dulce.

O documentário inicia com relatos de histórias emocionantes das ações de Irmã Dulce, contatadas por pessoas que foram ajudadas, ajudaram e conviveram com a beata.

Veja o vídeo:

Fonte Redação Rede Aparecida

Rezemos a Deus Pai pedindo a intercessão de Irmã Dulce

Agora os católicos do Brasil podem rezar ao Senhor por intercessão da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres. Com a cerimônia de beatificação realizada na tarde deste domingo, 22, o culto a religiosa baiana é inscrito no calendário do país, com a memória celebrada no dia 13 de agosto (dia em que a freira recebeu os votos religiosos).

A seguir, confira a oração para pedir graças por intercessão da nova beata:

Senhor nosso Deus
Recordando a vossa Serva Dulce Lopes Pontes,
Ardente de amor por vós e pelos irmãos,
Nós vos agradecemos pelo seu serviço a favor
Dos pobres e excluídos.
Renovai-nos na fé e na caridade,
E concedei-nos a seu exemplo vivermos em comunhão
Com simplicidade e humildade,
Guiados pela douçura do Espírito de Cristo
Bendito nos séculos dos séculos. Amém!
Já está disponível para download também a novena de Irmã Dulce. O material é composto de nove encontros de oração que apresentam a vida da religiosa como exemplo para quem busca um encontro íntimo com Deus. Segundo a Arquidiocese de Salvador (BA), a novena deve ter seu início sempre no dia 13, terminando no 21 de cada mês.

.: Clique para baixar

Rede Aparecida transmitirá documentário sobre Irmã Dulce

Irmã Dulce será beatificada em Salvador (BA) no dia 22 de maio, a partir do decreto assinado pelo papa Bento XVI em dezembro de 2010. Em celebração a essa beatificação, a Rede Aparecida de Comunicação produziu um documentário sobre a vida, a obra e o legado de irmã Dulce, a primeira baiana a se tornar beata. Histórias e relatos de sua atenção e cuidado com os mais carentes, desde criança, estão reunidos em ‘Irmã Dulce, o documentário’, que será exibido dia 22 de maio.

O documentário, dirigido pelo padre Josafá Moraes, apresentará depoimentos de pessoas que conviveram e cuidaram da irmã, entre eles, padre Antônio Maria, amigo de irmã Dulce; cardeal dom Geraldo Majella, escolhido pelo Vaticano para presidir sua beatificação; dom Murilo Krieger, arcebispo Primaz de Salvador; irmãs Josefa e Ana Angélica, que conviveram com irmã Dulce; e ainda, a enfermeira Walkiria, que cuidou de Dulce durante seus últimos dias.

Irmã Dulce, cujo nome era Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, começou a praticar caridade aos 13 anos, ajudando mendigos que moravam nas ruas da capital baiana. Aos 18 anos, entrou para a Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição. Dedicou toda sua vida à caridade e ficou conhecida como ‘Anjo bom da Bahia’.

Acesse www.a12.com/irmadulce e conheça a história do ‘Anjo bom da Bahia’.

Rede Aparecida prepara documentário sobre Irmã Dulce

A REDE APARECIDA está preparando um documentário sobre Irmã Dulce, a primeira baiana a se tornar beata. O documentário está reunindo pessoas que conviveram e cuidaram de Irmã Dulce, conhecida como o ‘Anjo bom da Bahia’.

Histórias e relatos de sua atenção e cuidado com os mais carentes, desde criança, estarão reunidos em ‘Irmã Dulce, o documentário’.

Irmã Dulce será beatificada em Salvador no dia 22 de maio, a partir do decreto assinado pelo papa Bento XVI em dezembro de 2010.

O milagre reconhecido pelo Vaticano foi por uma mulher sergipana, desenganada pelos médicos após sofrer forte hemorragia durante o parto, processo que tramitava desde junho de 2001.

Irmã Dulce, cujo nome era Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, começou a praticar caridade aos 13 anos, ajudando mendigos que moravam nas ruas da capital baiana. Aos 18 anos, entrou para a Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição. Dedicou toda sua vida à caridade.

Para saber mais sobre o documentário produzido pela REDE APARECIDA DE COMUNICAÇÃO acesse a página no facebook.com/irmadulce.

Veja o vídeo: