Até agora só a falácia, e nada mais

A um mês atras a Igreja se solidarizou com a renuncia de Bento XVI e se comoveu com a escolha de Francisco como o novo papa. Nós fies ficamos e ainda estamos empolgados com as novidades papais e seus exemplos samaritanos. Até pensei que esse mesmo espírito iria abarcar os nossos bispos na 51ª Assembleia Geral da CNBB. Mas, até o momento nada ainda aconteceu.

Vejo as manchetes da 51ª e só leio sobre reforma agrária, povos indígenas e uma nova forma de paróquia (reinvenção da roda). A tão esperada evangelização veio apenas no discurso de Dom Odilo, cardeal de São Paulo, onde ele afirma “a prioridade das prioridades é evangelizar”. Ninguém mais fala. Ao menos é o que saí no no site da CNBB e imprensa por aí.

Queria, sinceramente, que na 51ª os debates fossem atuais as necessidades da Igreja. Sei que é importante a reforma agrária, os povos indígenas e outros assuntos, mas é preciso debater assuntos como o diálogo interpastoral (inexistente em vários níveis e intolerantes nas bases), os pequenos papados instituídos por alguns bispos e até mesmos padres com relação a liturgia e outros assuntos, a grande evasão de fieis, o defesa da família com relação ao aborto, matrimônio gay. Nada disso foi debatido, ao menos divulgado que foi.

Espero ações dos bispos do Brasil. Opiniões e defesa da fé e da família. Aqui cabe uma leitura simplista do ditado popular “quem cala consente.” Não é preciso explicar.

por Marquione Ban

Anúncios

Missa marca abertura da 50ª Assembleia Geral da CNBB

50AG_missa_aberturaA celebração da Eucaristia, realizada na manhã desta quarta-feira, 18 de abril, no Santuário Nacional de Aparecida (SP) marca o início da 50a. Assembleia  Geral dos Bispos do Brasil. Presidida pelo Cardeal Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, a celebração conta com a participação dos 335 bispos que participam do encontro jubilar da Conferência.

O evangelho proclamado pelo Pe. Ernane Pinheiro, durante a celebração litúrgica de abertura da 50a. Assembleia da CNBB, trata do motivo da paixão, morte e ressurreição de Cristo: o amor infinito de Deus, ilustrado no episódio do encontro de Jesus com Nicodemos. O Cardeal Raymundo Damasceno, arcebispo de Aparecida (SP), pediu que todos dirijam as preces a Deus para que o Espírito conduza a assembleia geral dos bispos. Saudou o aniversário de 85 anos do Papa Bento XVI e lembrou também da celebração do 7o. Ano do seu pontificado que será celebrado no dia 24 de abril.

Dom Damasceno realçou as comemorações especiais lembrados nesse evento: 60 anos da CNBB, no próximo dia 14 de outubro; jubileu do início dos trabalhos do Concílio Vaticano II; 20 anos da promulgação do catecismo da Igreja Católica. O Cradeal lembrou ainda o “Ano da Fé”e o Sínodo dos Bispos que terão início no próximo mês de outubro.

O Tempo Litúrgico da Páscoa é o pano de fundo da realização da 50a. Assembleia, lembrou o arcebispo, e o tema geral “A Palavra de Deus na vida e missão da Igreja” vai nortear os trabalhos e a reflexão. “É pela fé que se participa da vida de Jesus”, disse dom Damasceno.,“e é o amor de Deus deve fortalecer o compromisso de todos com a objetivo de evangelizar, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção prefe-rencial pelos pobres, para que todos tenham vida (cf. Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo.”, concluiu.

Papa agradece à presidência da CNBB por “tudo o que realizam para o bem da Igreja”

papabentoxvicnbbNa manhã da quinta-feira, 10 de novembro, os bispos que compõem a presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil foram fraternalmente recebidos pelo Papa Bento XVI. O presidente, Cardeal Dom Raymundo Damasceno, o vice-presidente, Dom José Belisário e Dom Leonardo Steiner, secretário geral, saíram do encontro muitosatisfeitos com o acolhimento e a especial atenção do Santo Padre.

Esta foi a primeira visita da presidência da CNBB eleita na última assembléia de geral de maio de 2011. Os bispos visitaram vários Dicastérios da Cúria Romana. esses encontros tornaram-se oportunidades para recolher dos responsáveis por esses organismos todas as orientações que são produzidas em favor do bom desenvolvimento da ação evangelizadora da Igreja no mundo inteiro. Em cada um desses lugares, mediante o contato com as autoridades da Santa Sé, os bispos puderam também apresentar o relato dos últimos passos dados pelo conjunto do episcopado brasileiro.

No encontro com o Papa, um acento especial foi dado para a apresentação das novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil. Segundo Dom Leonardo, o papa se mostrou muito interessado no documento, especialmente porque nele se evidencia a importância da exortação apostólica pós-sinodal  Verbum Domini e as conclusões da última Conferência do Conselho Episcopal Latino-americano contidas no chamado Documento de Aparecida.  Bento XVI também conversou com os bispos da presidência sobre a próxima Jornada Mundial da Juventude no brasil. “Transmitimos a ele o que temos realizado, até o momento, junto com a Arquidiocese do Rio de Janeiro”, disse Dom Leonardo. O papa demonstrou  particular apreço pelas iniciativas da CNBB representadas pela promoção da peregrinação da Cruz e do Ícone de Nossa Senhora. “Ele mostrou-se muito satisfeito e desejou a continuidade de uma boa preparação da Jornada Mundial”, assegura o secretário geral.

Dom Damasceno, Dom Belisário e Dom Leonardo também tiveram a oportunidade de dar notícias gerais da caminhada da Igreja no país e de transmitir a ele, as manifestações de comunhão de todas as comunidades  Bento XVI , no final do encontro, enviou a bênção para todos e agradeceu aos bispos  por “tudo o que realizam para o bem da Igreja”.

Conselho Permanente da CNBB escolhe hoje bispos para as 12 Comissões Pastorais

Será encerrada nesta sexta-feira (17), a primeira reunião do Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, eleito para o quadriênio 2011 a 2015.

O Conselho irá escolher hoje, os bispos que deverão compor cada uma das 12 Comissões Pastorais cujos presidentes foram eleitos durante Assembleia Geral da CNBB.

Também serão escolhidos os membros para o Conselho Nacional Pró-Santuário Nacional de Aparecida, Conselho Econômico, Conselho Fiscal, Comissão de Textos Litúrgicos, Comissão para os Tribunais Eclesiásticos, Conselho Diretor do MEB, Comissão para a Evangelização, Comissão para a Amazônia, Comissão para a Missão Continental e Presidência das Edições da CNBB.

O Conselho confirmará, ainda, os nomes dos assessores indicados para as Comissões e homologará outras nomeações.

Outro assunto que consta na pauta do Conselho é a discussão de encaminhamentos para a implementação das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE), aprovadas na última Assembleia da CNBB.

A presidência da CNBB formada pelo Cardeal arcebispo de Aparecida (SP), Dom Raymundo Damasceno Assis, o arcebispo de São Luís (MA), Dom José Belisário da Silva e o bispo de Prelazia de São Felix (MT) atenderão a imprensa após o encerramento da reunião.

Código Florestal – Na tarde de ontem (15), os bispos conversaram sobre o novo Código Florestal aprovado pela Câmara e em votação no Senado.

O ex-assessor do Ministério do Meio Ambiente, André Lima, expôs ao Conselho as implicações com a aprovação do Código.

Segundo Lima, o novo Código incentiva novos desmatamentos e anistia ocupações em áreas com relevância ambiental. O Conselho deverá emitir uma nota sobre este tema até o final de sua reunião.

Informações CNBB

Foto: CNBB

Bispos do Brasil aprovam a criação da Comissão de Juventude

Os bispos reunidos na 49º Assembleia Geral da CNBB aprovaram ontem (5) a criação de uma Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude.

Com a decisão, os assuntos de juventude que eram tratos num dos Setores da Comissão para o Laicato ficam sob a responsabilidade da nova Comissão.

A proposta de uma Comissão exclusiva para a Juventude foi um pedido dos bispos referenciais da Juventude nos 17 regionais da CNBB e defendida na Assembleia pelo bispo auxiliar de Campo Grande (MS), Dom Eduardo Pinheiro, atual responsável pelo Setor Juventude da CNBB.

Um dos principais argumentos usados por Dom Eduardo foi a opção da Igreja no Brasil pela urgente evangelização da juventude, expressa no Documento 85 da CNBB ‘Evangelização da Juventude’.

Diretrizes para a Evangelização começam a ser debatida pelos bispos nesta quinta-feira

49ag_abertura

A assembleia da CNBB começa a debater, nesta quinta-feira, 5, as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE), um dos temas centrais do encontro. A Assembleia iniciou seus trabalhos nesta quarta-feira, 4, e teve como um dos pontos altos as análises de conjuntura social e eclesial, feitas, respectivamente, pelo economista Márcio Pochmann e pelo teólogo padre Mário de França Miranda.

A Comissão de redação das Diretrizes da Ação Evangelizadora apresentará o texto na primeira sessão desta quinta-feira. Serão apresentadas também, na mesma sessão, as diretrizes para a formação do Diaconato Permanente.

Na segunda sessão da manhã, que começa às 11h15, os bispos se reunirão em grupo para estudar o texto das DGAE. Na primeira sessão da tarde, às 15h40, por meio de vídeo, serão apresentadas informações sobre as várias atividades desenvolvidas pelas Comissões da CNBB. Em seguida, os bispos fazem revisão das atribuições das Comissões Episcopais Pastorais.

A última sessão do dia, às 17h10, será dedicada à apresentação dos trabalhos dos grupos que discutiram, pela manhã, as Diretrizes para a Evangelização.

Credenciamento da imprensa para conferência da CNBB está aberto

A Assessoria de Imprensa da CNBB começa a receber nesta segunda-feira, 4, o credenciamento da imprensa para a cobertura da 49ª Assembleia Geral da CNBB. O evento acontecerá de 4 a 13 de maio, no Centro de Eventos Pe. Vitor Coelho de Almeida, no Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida.

O credenciamento, que termina no dia 28 de abril, só poderá ser feito pela internet, através do endereço (http://www.cnbb.org.br/site/imprensa/sala-de-imprensa/credenciamento-de-imprensa-ag-2011). Deverão fazer o credenciamento, individualmente, tanto os jornalistas quanto os fotógrafos, cinegrafistas e demais membros da equipe de reportagem.

Um dos temas centrais da Assembleia deste ano é a eleição dos novos membros da Presidência da CNBB e dos presidentes das Comissões Episcopais Pastorais. O outro tema central são as novas Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, que serão aprovadas para o quadriênio 2011-2015.

A Assembleia discutirá, ainda, como temas prioritários, assuntos relacionados à liturgia e às Diretrizes do Diaconato Permanente. Já está confirmada, também, na programação, uma sessão cultural em homenagem aos 50 anos da Adveniat. Na mesma sessão será lançado o CD com Salmos de Gelineau. Uma celebração ecumênica será realizada no dia 11, a exemplo do que ocorre todos os anos. Outros assuntos de pauta da Assembleia serão divulgados oportunamente pela Assessoria de Imprensa.

Fonte CNBB

Imagem CNBB

 

Seminário de comunicação para os Bispos do Brasil

No mês de julho acontecerá, na cidade do Rio de Janeiro, o I Seminário de Comunicação para os Bispos do Brasil. O evento será entre os dias 12 e 16/07 e tem como tema “Comunicação e evangelização no contexto das transformações culturais das tecnologias”.

O objetivo do seminário é oferecer aos bispos do Brasil um espaço para debater os fundamentos, a natureza e o fenômeno da comunicação. Este encontro acontecerá uma semana antes do 7º Mutirão Brasileiro de Comunicação e será um agente motivador para a participação dos bispos no Muticom Rio 2011.

por Marquione Ban

imagem divulgação