Estava faltoso com vocês

IMG-20170810-WA0002 (1)
Minha mãe. Linda! Ela era zeladora da capelinha da Sagrada Família na rua onde moramos e coordenadora do Grupo de Reflexão. 

Meus irmãos e irmãs, paz e bem!

Estava faltoso com vocês aqui no blog. Até tentei postar algumas coisas aqui nos últimos meses mas estava complicado. No meu blog portfólio eu estava sem fazer postagem há mais de um ano. No entanto, tudo tem motivo. Os meus uma série de acontecimentos.

Seria mais assíduo a partir de agora. Mas gostaria de compartilhar com vocês alguns motivos dessa baixa frequência. Vou postar parte do texto aqui e convidar vocês a lerem o restante no outro blog.

O ano de 2017 foi uma ano que não quero lembrar muito. No entanto, de acordo com o muitos especialistas tenho de fazer memória. Um ano sem fazer uma postagem aqui. Sem ter cadência no blog O Anunciador. E nem conto o Pensamentos Póstumos. Foi um tempo que não desejo revisitar, mas necessito digerir.

Vamos ser redundantes e começar do começo.

Imerso na pressão da empresa viajei muito para Contagem onde havia uma unidade da faculdade. Perdi cabelos. Preocupação exacerbada com a campanha de vestibular. Números não batiam e quando batiam era para derrubar. Em oito anos de faculdade nunca havia vivenciado um período tão ruim para a educação superior quanto foi o início de 2017.

Com toda essa péssima prospecção nos restou atrasar o início das aulas e embrenhar março a dentro captando alunos. Resultado zero.

E março não trouxe coisa boa. Ainda em janeiro, ou dezembro, não lembro ao certo, minha fez uma cirurgia. Retirada simples da vesícula. Aparentemente. Em março seu médico nos liga e pede que comparecêssemos ao seu consultório. Neste dia, ouvimos abalados que mãe estava com um câncer. A vesícula se quer foi retirada. Estava atrofiada. O câncer era raro. Raríssimo. Se alojou no peritônio. Uma camada que temos e que envolve os nossos órgãos. Era o mesmo tipo que matou a Hebe Camargo.

Minha mãe faleceu em agosto. Isso me abalou muito.

Em suma, a páscoa de minha mãe me desanimou e muito. Mas por ela não posso parar. Tenho de caminhar. No blog Marquione Ban tem o restante do texto. Convido a ler.

Continue a ler aqui. 

por Marquione Ban

 

Novena em devoção a Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais

O Anunciador vai começar amanhã uma novena em devoção a Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais. A novena está disponibilizada na página “Novenas” em nosso blog ou como caminho mais fácil clique no link

Novena de Nossa Senhora da Piedade

Só para começarmos que tal uma oração à Nossa Senhora?

Rezemos:

Reencarnação: almas não são recicláveis!

Uma das coisas que mais confundem católicos desinteressados pela doutrina e abertos as loucuras mundanas por aí é a reencarnação. Muitos até dizem “na outra vida quero voltar mais isso ou aquilo”. Calma com o andor que o Santo é de barro. Isso mesmo. Muita calma nessa hora. NÃO EXISTE REENCARNAÇÃO.

Navegando um blog muito legal e que já usei como fonte para outras matéria aqui no O Anunciador li o artigo abaixo que explica muito bem essa ideia equivocada de muitos. Recomendo a leitura para vocês de O Catequista. O blog é massa. Vejam a matéria abaixo.

/////////////////////////

Lembra que aquela sua tia esotérica garantiu que você tinha sido um poderoso rei em uma outra encarnação? Pois é.  Não fique triste, mas era caô.  Reencarnação não existe e a doutrina da Igreja sempre deixou isso bem claro.  Obviamente, alguns defensores da reciclagem de almas tentam dizer o contrário, retorcendo os ensinamentos da Igreja.  E vamos agora colocar os pingos nos “I”s.

Alguns irmãos espíritas buscam legitimar a doutrina da reencarnação dizendo que esta um dia já foi defendida pela Igreja Católica, em seus primórdios. Amigos, por favor… não apelem! Um mínimo de conhecimento teológico e histórico faz essa historinha cair por terra.

Abaixo, confira um dos textos divulgados por espíritas no Facebook.

fantasmaCAÔ ESPÍRITA na web:

“Você sabia?

A Reencarnação era aceita pela Igreja Católica até o ano de 553.

Mas essa tese foi recusada no segundo Concílio de Constantinopla, não pela Igreja ou pelo Papa, mas pelo Imperador Justiniano por influência de sua esposa, ex-prostituta, que não achava conveniente a lei do carma.”


A assombração que escreveu isso viajou no ectoplasma, hein?

Como muitos sabem, a doutrina da Igreja se baseia na Tradição dos Apóstolos e na Bíblia. A Tradição que herdamos dos Apóstolos está registrada, em parte, nos escritos dos padres dos primeiros séculos. Então, vejam a seguir o que dizem a Bíblia e os primeiros padres.

Na Carta aos Hebreus (9,27), está dito: “E como é fato que os homens devem morrer uma só vez, depois do que vem um julgamento…”. Tal ensinamento é confirmado na parábola de Jesus sobre o “Rico e o Lázaro”: após a morte, o rico egoísta vai direto para os tormentos do inferno, enquanto o bom Lázaro é acolhido imediatamente por Abraão, em um bom lugar (Lucas 16,19-31). Em nenhum momento Jesus diz que o rico reencarnaria pra ter uma nova chance.

Lembremos que Jesus prometeu a Dimas, o bom ladrão, que naquele mesmo dia ele estaria no Paraíso. Ou seja, nada de reencarnar pra purgar o mal que fez (saiba mais sobre karma aqui).

Em outra passagem, Jesus ensina que “se alguém não nascer de novo, não poderá ver o Reino de Deus” (Jo 3,3). Nicodemos, então, pergunta se trata de algo como entrar no ventre da mãe e renascer, e a isso Jesus responde: “ninguém pode entrar no Reino de Deus se não nasce da água e do Espírito”. Ou seja, não tinha nada a ver com um renascimento biológico, carnal, pois “Quem nasce da carne é carne”; mas sim de um renascimento espiritual, marcado pelo batismo, que é feito… com água!

Reparem que Jesus diz precisamente a Nicodemos o que é preciso para esse renascimento – a fé: “Quem acredita n’Ele não está condenado; quem não acredita já está condenado, porque não acreditou no Nome do Filho único de Deus”. E, logo depois da conversa com Nicodemos, Jesus foi à Judeia para batizar as pessoas, isto é, para fazê-las renascer pela água e pelo Espírito.

batismo

Bem, já vimos que a Bíblia não dá margem a qualquer crença na reencarnação. E quanto aos primeiros Padres da Igreja, aqueles que foram os primeiros a receber e guardar o ensinamento oral doa Apóstolos? Tal doutrina foi tida como herética por Clemente de Alexandria (+215), por Santo Irineu (+202) e Eneias de Gaza (+518).

Além deles, podemos citar Orígenes de Alexandria (+254), que considerava a doutrina da reencarnação uma FÁBULA. “Ué? Mas não foi justamente Orígenes o autor cristão que propôs essa doutrina como verdadeira?”. Não, não mesmo!

Orígenes, na verdade, propôs uma tese esquisita sobre a preexistência das almas (quem quiser saber mais, leia esse artigo de Dom Estevão Bettencourt), mas que não tinha nada a ver com reencarnação. Ele jamais foi herege; era um teólogo brilhante, e foi sempre fiel ao Magistério da Igreja. Para Bento XVI, Orígenes foi “o autor mais fecundo dos primeiros três séculos cristãos” (Fonte: site do Vaticano).

A tese equivocada de Orígenes sobre a preexistência das almas, infelizmente, foi tomada como artigo de fé por um grupo de fãs mocorongos – os origenistas. No século III, esses discípulos fanáticos resolveram tomar como dogma aquilo que seu mestre propunha como mera hipótese, e ainda perverteram suas ideias, passando a professar a crença na reencarnação.

O origenismo ganhou força e se espalhou pela Palestina. Foi então que, em 539, o Patriarca de Jerusalém mandou um S.O.S. pro Imperador Justiniano, que então publicou um duro pronunciamento contra os origenistas. O Papa Virgílio e os demais Patriarcas também aprovaram e repercutiram os artigos condenatórios de Justiniano, conforme explica D. Bettencourt: “Como se vê, tal condenação foi promulgada por um sínodo local de Constantinopla reunido em 543, e não pelo Concílio ecumênico de Constantinopla II, o qual só se realizou em 553”.

Como vocês viram, a Bíblia, a patrística, os documentos papais e os demais registros históricos comprovam que a Igreja Católica jamais aceitou a tese da reencarnação. Essa foi abraçada nos séculos III e IV por um grupo restrito de monges, sendo condenada e combatida pelos bispos e Papas, em todos os tempos.

– See more at: http://ocatequista.com.br/archives/11439#sthash.xc41PoYw.YlpISIBh.dpuf

4 anos de O Anunciador

Este mês o blog completa 4 anos #ParabénsAnunciadores
Este mês o blog completa 4 anos #ParabénsAnunciadores

Este mês, mas especificamente no dia 18 de setembro, surgia o nosso blog O Anunciador. Até então um trabalho acadêmico da disciplina de WebJornalisno, do 6º período do curso de Comunicação Social do Unileste/MG. Orientados pela docente Patricia Oliveira, os alunos Marquione Ban, eu, e Eliana Leite, que não contribui com o blog mais, começaram a escrever o blog.

O Objetivo do trabalho era noticiar acontecimentos da Paróquia Sagrada Família – Ipatinga/MG e da Diocese de Itabira/Cel. Fabriciano. O projeto durou cerca de quatro meses e permaneceu somente com minha colaboração, Marquione Ban, até hoje.

Um fato interessante neste tempo, quatro anos, foi que deixei de publicar no blog por um certo tempo e só voltei a fazê-lo quando recebi uma notificação por e-mail da quantidade de pessoas que leram um post sobre a festa da Imaculada Conceição na comunidade católica do bairro Caçula, em Ipatinga. O número considerável de visitas a um post que tinha um ano de publicação e sendo justo no dia de Imaculada Conceição, me motivou e abriu os olhos à necessidade de continuar a evangelizar na rede de computadores.

De lá para cá, pensei em desistir, mas Deus sempre arruma um tempo e dá um empurrão para que eu possa alimentar essa obra.

Como Deus tem sido bom com o blog. Temos em média, somados visualizações e visitas, cerca de 500 pessoas nos visitando/visualizando diariamente. No mês chegamos a uma média de 15.000 visitas/visualizações. Ao longo deses quatro anos, já temos somados 348.746 visualizações/visitas. Isso é mais que a população da minha cidade, Ipatinga.

Por todos esses anos, apenas uma palavra me basta: Obrigado. Obrigado a Deus pela vitória e discernimento  na luta pela evangelização. Obrigado por todos que acessam esse blog. Obrigado pela vida e pela iniciativa do trabalho acadêmico a quatro anos atrás.

Tem festa? Tem sim senhor

Sem título-1

Para comemorar a festa dos quatro anos, que coincide com os seis meses de papado de Francisco, vamos lançar um série chamada Franciscos da Igreja. Essa serie abordará os santos que possuem o nome de Francisco e deixaram o exemplo para nós de como seguir a Cristo é recompensador e maravilhoso. Aguardem. A partir de segunda, aqui no O Anunciador.

Obrigado anunciadores.

Novena de Natal começa na segunda-feira, aqui no O Anunciador

Galera que curte o blog O Anunciador, na segunda-feira (17/12), começa a nossa novena de Natal online. Vamos divulgar e compartilhar com os nossos amigos nas redes sociais para que todos possamos rezar juntos saudando a vinda de nosso Salvador, Jesus Cristo.

noVENA DE NATAL

Novena em devoção a Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais

O Anunciador vai começar amanhã uma novena em devoção a Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais. A novena será feita  diariamente e também disponibilizada na página “Novenas” em nosso blog.

Só para começarmos que tal uma oração à Nossa Senhora?

Rezemos:

Vaticano promove encontro para blogueiros

No próximo dia 2 de maio acontecerá um encontro de blogueiros no Vaticano, organizado pelos Pontifícios Conselhos para Cultura e das Comunicações Sociais. O objetivo é permitir um diálogo aberto entre blogueiros e representantes da Igreja.

Além disso, o evento também abre espaço para dividir experiências dos blogueiros e as exigências daqueles que atuam nesse meio. A Igreja deve aproveitar o encontro para divulgar novas iniciativas que estão sendo preparadas no âmbito da internet.

Nas duas sessões previstas, serão apresentados alguns dos pontos centrais para dar início a uma discussão aberta com todos os participantes. Na primeira, cinco blogueiros, representantes das diversas áreas lingüísticas, apresentarão temas gerais.

Na segunda, acontece o relato das pessoas empenhadas nas estratégias de comunicação da Igreja, que apresentarão as suas experiências de trabalho com os novos meios de comunicação, e também as iniciativas para um encontro eficaz entre a Igreja e o mundo dos blogueiros.

Entre os participantes estarão presentes o Presidente do Pontifício Conselho de Cultura, Cardeal Gianfranco Ravasi, o Presidente do Pontifício Conselho das Comunicações Sociais, Dom Cláudio Celli, e o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé e da Rádio Vaticano, padre Federico Lombardi. Um dos aspectos mais importantes do encontro será de oferecer a oportunidade de novos contatos e de abrir novas possibilidades de interação.

Como participar

O encontro será um dia depois da beatificação de João Paulo II, que deve atrair a Roma muitos blogueiros. O convite é aberto a todos mas, para participar, é preciso enviar um e-mail para blogmeet@pccs.it e indicar o link do próprio blog. Há 150 vagas com o desejo de haver uma representação de toda a “blogosfera”.

A credencial e os detalhes do evento serão feitos segundo critérios lingüísticos e geográficos, o tipo do blog (institucional, privado, mais de um blogueiro ou pessoal).

Haverá tradução simultânea em italiano, espanhol, francês, polonês e inglês. O encontro de blogueiros será no Auditório São Pio X, n. 5, Via della Conciliazione com ingresso pela Via dell’Ospedale.