Arquivo da tag: Futebol

Mensagem do Papa para a Copa do Mundo

“Não sejamos fominha”

Equipe estadunidense vence ‘Clericus Cup’

Rádio Vaticana|Roma – A equipe do ‘The North American Martys’ (Os Mártires Norte-americanos) conquistou, pelo segundo ano consecutivo, a Clericus Cup, vencendo a partida contra os seminarista do Mater Ecclesia pelo placar de 1 x 0. A Clericus Cup ou a Copa do Clero é organizada todos os anos pelo Centro Esportivo Italiano. Neste ano reuniu 13 equipes dos diferentes seminários de Roma.

A partida realizou-se no campo dos Cavalheiros de Colombo, em Roma, de onde se avista a Basílica de São Pedro. O único gol da disputada partida foi marcado aos 25 minutos do segundo tempo. Mantendo a tradição, os torcedores norte-americanos que animavam o jogo estavam vestidos de personagens de super-heróis como Batman, o Capitão América e o Tio Sam, enquanto entoavam cantos patrióticos acompanhados de um tambor e buzinas. A torcida do Mater Ecclesiae, também numerosa, encheu a arquibancada incentivando sua equipe com tambores, cantos e gritos.

Quando o apito anunciou o fim do jogo, os torcedores do The North American Martyrs estavam cantando “acreditem que vamos ganhando” frase que mudaram imediatamente a “acreditem que já ganhamos”.(JE)

Texto proveniente da página http://pt.radiovaticana.va/news/2013/05/21/equipe_estadunidense_vence_clericus_cup/bra-694192 do site da Rádio Vaticano

 

Itália propõe à Argentina um jogo de futebol em Roma para homenagear o Papa

(ACI/EWTN Noticias).- A Federação Italiana de Futebol propôs à Associação de Futebol Argentino realizar um amistoso em Roma como homenagem ao Papa Francisco, torcedor do clube San Lorenzo de Almagro e cujos pais foram imigrantes italianos.

Conforme se informou, ambas federações estão procurando já faz algum tempo programar uma partida em um campo neutro, como Suíça ou Bélgica. Nesta terça-feira, o organismo italiano enviou uma carta a sua homóloga argentina propondo Roma como sede do encontro.

A data proposta foi o dia 14 de agosto, véspera da Assunção de Maria. Entretanto, o país sul-americano recordou que neste dia, no calendário oficial da FIFA, eles já têm programado uma partida contra a Rússia.

Na semana passada, o treinador italiano Cesare Prandelli disse que “a partida contra a seleção de Lionel Messi é a única contra os grandes da Copa que nos falta. Com isso fecharíamos o círculo. Seria uma homenagem ao novo Papa”.

A proposta foi acolhida por Guillermo Tofoni, presidente da empresa que organiza as partidas não oficiais da seleção argentina. Ele já está organizando o evento e procurando a melhor data.

Prandelli também manifestou que seria “belo” que antes do encontro tivessem uma audiência conjunta “do Papa que ama o futebol” com ambas as equipes “e depois ir ao estádio com um único ônibus as duas seleções, juntas”.

A Argentina precisa agora dar uma resposta e definar a data do jogo.

Jogador de futebol italiano: “Encontro com Deus me livrou do vício do sexo”

Nicola Leggrottalie

(ACI/EWTN Noticias).- O jogador de futebol do Catania, Nicola Leggrottalie, afirmou que seu encontro com Deus o ajudou a deixar o vício do sexo e agora deseja servir a Cristo e anunciá-lo aproveitando sua popularidade de atleta.

“Amando Deus eu sinto que o desejo sexual diminui, posso resistir sem ele. Sei que Deus escolheu para mim a pessoa certa, estou somente esperando-a”, afirmou o jogador de futebol evangélico, que recordou que logo depois de seus encontros ocasionais com diferentes mulheres se sentia vazio.

“Eu via uma mulher e a desejava sexualmente”, mas logo depois de havê-la conseguido “não me preocupava com ela e isto me levava a me sentir mal”.

“Possivelmente não teria encontrado Deus se não houvesse ido até o fundo do poço”, acrescentou.

Leggrottalie, que também jogou pela Juventus, disse que aprendeu que o dinheiro e a fama não são suficientes para ser feliz. “Sentia-me incompleto, eu não gostava mesmo. Aprendi por experiência que a dor é um caminho para chegar à felicidade”, afirmou.

Nesse sentido, contou que a mudança chegou graças ao apoio do também jogador de futebol Tomas Guzman e sua esposa, que o ajudaram a olhar atrás. “Comecei a rezar, a ler a Bíblia, e passo a passo percebia que, seguindo as palavras do Evangelho, esse vazio ia sendo preenchido”, expressou.

Leggrottalie relatou que agora suas noites de farra foram trocadas por encontros de amigos para ler a Bíblia e que vive a castidade esperando a mulher que Deus escolheu para ele.

“Eu percebi, durante meu crescimento espiritual, que no futebol não há lugar para Deus e, sobre tudo, que há pouca valentia para sair à luz e dizer o que se pensa. É muito cômodo ser igual a outros para não ter problemas e para que não caçoem de você”, acrescentou.

O jogador de futebol italiano disse que agora deseja aproveitar sua popularidade para “levar a palavra de Deus por todo mundo” e ajudar a duas associações que trabalham na adoção de crianças na África.

Estados Unidos ganham a Copa do Mundo de futebol para seminaristas

clericuscup2012Pela primeira vez na história, os seminaristas do Pontifício Colégio Norte-Americano em Roma (Itália) ganharam a “Clericus Cup”, a versão da Copa do Mundo de futebol para os seminaristas que estudam na Cidade Eterna.

“Estamos muito felizes. Fizemos tudo o que foi possível e pela graça de Deus chegamos à final na qual conseguimos jogar bem”, comentou o seminarista e capitão da equipe, Nick Nelson, minutos depois de ter levantado a Clericus Cup 2012.

A equipe norte-americana derrotou por 3 a 0 à equipe que representa a Pontifícia Universidade Gregoriana. Scottie Gratton fez dois gols e o terceiro foi feito por John Gibson.

“Começamos um pouco nervosos, mas logo nos acalmamos, jogamos o que sabemos e começamos com um futebol simples e inteligente. Trabalhamos muito duro e acho que ao final jogamos bem”, comenta Gibson.

Nelson, capitão da equipe chamada North American Martyrs, como lembrança dos mártires dos Estados Unidos, disse também ao Grupo ACI que “Nos sacrificamos muito pela equipe, para chegar até aqui. Definitivamente estamos muito agradecidos a Deus e orgulhosos de ter obtido o título”.

A final foi no sábado dia 12 de maio e se realizou no campo dos Cavalheiros de Colón, atrás do Vaticano.

No banco de reservas da equipe norte-americana estava o treinador e reitor do Pontifício Colégio Norte-Americano, Dom James Checchio, e o Arcebispo de Sydney (Austrália), Cardeal George Pell, que assistiu ao jogo para ver o rendimento de um de seus seminaristas, Lewi Barakat, que deu os passes para os três gols.

No meio da celebração pelo título obtido com a torcida da equipe e amigos, John Gibson disse que “nos esforçamos para ser bons cristãos também no campo e tentamos ganhar. Acho que esta vai ser uma boa oportunidade para louvar o Senhor por esta vitória”.

Os torcedores norte-americanos encheram a partida de muito humor, com as máscaras e fantasias dos heróis dos desenhos animados como Capitão América, Superman, e Spiderman o que amenizou o encontro a ritmo de “We will rock you” ou “Born in the USA”.

O campeonato foi organizado pelo Centro Esportivo Italiano com o patrocínio do Pontifício Conselho da Cultura, e o Escritório Nacional para a Pastoral do Tempo Livre, o Turismo, e o Esporte da Conferência Episcopal Italiana (CEI).

O campeonato 2012 contou com 351 jogadores de futebol que representaram a 71 países. A maioria provém da Itália, Brasil, México, Nigéria, Colômbia, e Estados Unidos.

A Estola Roxa de 2012 dedicada ao melhor treinador do torneio, foi para o treinador do Sede Sapientiae, o espanhol Iñaki Yarza; a Estola Vermelha, dedicada ao melhor goleiro, foi para Mario Buljevic, da Gregoriana; a Estola Verde foi dada ao melhor jogador, Cristian Sieland, meio-campista do Colégio Urbano; e finalmente, a Estola Branca, foi para o melhor atacante, Emanuel Boakye, natural de Gana e jogador também do Colégio Urbano com nove gols.

Da ACI Digital

Partida de futebol irá encerrar JMJ em Madri

Uma partida de futebol vai encerrar o último dia da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em Madri, na Espanha. A iniciativa ¡Gracias! (Obrigado!) é uma parceria entre a Fundação Atlético de Madri – um dos clubes mais importantes do país – e a organização da JMJ.

Na noite do dia 21 de agosto, uma seleção de ex-jogadores espanhóis jogará contra uma seleção de ex-jogadores de todo o mundo, a partir das 21h (hora local), no Estádio Vicente Calderón. A partida estará aberta para todos que quiserem prestigiar o jogo inédito.

O jogo contará com estrelas de futebol como Paulo Futre (Portugal), Fernando Hierro, Milinko Pantic (Montenegro), Luís Milla, Fernando Sanz, Francisco Javier González Fran, Fábio Celestini (Suiça), Diego Tristán, Albert Celades, Gica Craioveanu (Roménia), Donato Gama da Silva, Toni Muñoz, Santi Denia, Noureddine Naybet (Marrocos), Kiko Narváez, Ricardo Gallego, “Lobo” Carrasco, Thomas N´Kono (Camarões), Veljko Paunovic (Sérvia), entre outros.

Para o presidente do Atlético de Madri, Enrique Cerezo, é “sempre especial” contribuir com eventos desta magnitude. “A JMJ tem uma identidade de solidariedade compatível com os ideais da Fundação Atlético de Madri e dá aos jovens a oportunidade de viver boas experiências ao transmitir uma mensagem de solidariedade. O futebol é uma grande ferramenta para melhorar a vida das pessoas”.

O presidente do Comitê Olímpico Espanhol, Alejandro Blanco, felicitou o diretor dos Patrocínios da JMJ, Borja Ezcurra, e Enrique Cerezo pela organização desta festa e afirmou: “é um grande sucesso.”

Para Blanco “o esporte é o melhor fator de integração no mundo. O movimento olímpico é esporte e cultura, e o esporte são valores. A sociedade valoriza a pessoa e, depois, o atleta”.

As entradas podem ser adquiridas a partir de € 5 (euros) através do site http://www.madrid11tienda.com. Os lucros serão destinados ao financiamento da JMJ e para um projeto de caridade em conjunto com a Fundação Atlético de Madri.

“Sempre há uma razão para viver”: um comovedor vídeo da Conferência Episcopal Espanhola (CEE)

A Conferência Episcopal Espanhola (CEE) apresentou ontem a Campanha pela Vida 2011 que tem como lema “Sempre há uma razão para viver” e para a qual lançaram um comovedor vídeo com quatro histórias paralelas que giram em torno da narração do gol de Andrés Iniesta com o qual a Espanha obteve o campeonato mundial de Futebol na África do Sul 2010.

O vídeo, que promove a celebração da Jornada pela Vida no próximo 25 de março, festividade da Encarnação do Senhor, dura dois minutos e meio. A história eixo do vídeo mostra um ancião doente que se encontra em um hospital junto do seu filho vendo a final do mundial da África do Sul 2010, concretamente a parte do gol com o que a Espanha superou a Holanda por 1 a 0, que emociona e alegra a ambos.

As outras três histórias mostram uma criança doente que recebe um presente de sua família e dos amigos; uma jovem em cadeira de rodas que dá uma rosa a outro jovem também em cadeira de rodas e com paralisia cerebral; enquanto que a terceira mostra uma avó que lê uma história para seus netos, um deles com Síndrome de Down.

A realização técnica do vídeo esteve aos cuidados da produtora “Dos cincuenta y nueve Films” e contou com a participação de atores voluntários que não são profissionais.

Os bispos também lançaram um website: http://www.siemprehayunarazonparavivir.com com o qual promoverão esta campanha pela vida onde pode-se ver o vídeo e uma série de materiais alusivos para promover direito fundamental das pessoas.

Para promover esta campanha também distribuíram nas dioceses espanholas exemplares dos materiais habituais: 15 000 pôsteres e 50 000 de cada um dos seguintes documentos: um folheto informativo, um subsídio litúrgico e a nota dos bispos.

A nota dos bispos da Subcomissão Episcopal de Família e Vida da CEE assinala que “a vida de cada ser humano é sagrada, é um bem e cuidar da vida um dever. Entretanto, existe na atualidade uma escuridão que leva a não apreciar a grandeza e beleza de cada vida humana amada eternamente por Deus”.

Veja o comovedor vídeo dos bispos espanhóis:

Fonte Diário Católico/Madri, (ACI/EWTN Noticias)

Imagem Internet