Arquivo da tag: pró-família

Programa de TV nos EUA é cancelado devido às posturas pró-vida e pró-família dos seus apresentadores

(ACI).- Os gêmeos David e Jason Benham expressaram tristeza por causa do cancelamento do programa que estavam preparando para dar casas a pessoas pobres. Isso ocorreu devido a uma controvérsia pela oposição deles ao aborto e ao mal chamado “matrimônio” homossexual.

Em um comunicado difundido no dia 8 de maio, os gêmeos Benham assinalaram que “com todas as coisas grotescas que se veem e se escutam atualmente na televisão, poderíamos pensar que haveria espaço para dois irmãos gêmeos que somos fiéis a nossas famílias, comprometidos com princípios bíblicos e profissionais dedicados”.

David e Jason Benham na gravação da propaganda do Flip it Forward. Foto: Twitter / @DavidDBenham
David e Jason Benham na gravação da propaganda do Flip it Forward. Foto: Twitter / @DavidDBenham

“Se nossa fé nos custa um programa de televisão, que assim seja”, disseram.

Os irmãos Benham são especialistas no negócio de renovação e revenda de casas. O programa deles na rede HGTV “Flip it Forward” iria estrear em outubro.

O programa ia enfatizar a “rivalidade fraternal” dos gêmeos de Carolina do Norte (Estados Unidos), enquanto ajudam famílias pobres a “comprar casas que nunca pensaram que poderiam pagar”, indicou HGTV em um comunicado de imprensa de abril.

O site, Right Wing Watch, dirigido pelo grupo de ativismo político People for the American Way (Pessoas pelo Estilo Norte-americano), denunciou que o canal tinha escolhido um “extremista anti-gay, anti-escolha” para fazer o seu programa de televisão.

O organismo citou comentários de David Benham a um programa radial, depois do encontro de oração que liderou fora da Convenção Nacional Democrata, em Charlotte, Estado da Carolina do Norte.

Nessa ocasião, Benham disse que apesar de muitos se confessarem sendo cristãos norte-americanos, “temos divórcio sem culpa; temos pornografia e perversão; temos homossexualidade e sua agenda que está atacando a nação; temos adultério… permitimos inclusive que ideologias demoníacas tomem nossas universidades e nossos sistemas de escolas públicas, enquanto a igreja se sinta calada e só constrói grandes Igrejas”.

ditadura_gayO site criticou os protestos de Benham contra as clínicas de abortos, seu apoio à emenda a favor do matrimônio tradicional na Carolina do Norte, sua crítica ao Islã. Além disso, criticou os pontos de vista e ações do pai dos gêmeos, o pastor cristão Flip Benham.

Outros meios de comunicação norte-americanos repetiram o ponto de vista de Right Wing Watch em suas informações. Entertainment Weekly qualificou o caso como uma “controvérsia anti-gay”.

Em 7 de maio, HGTV indicou que “decidiu não avançar” com a série de televisão planejada.

Os irmãos Benham enfatizaram no seu comunicado de 8 de maio o seu dever cristão de “amar o nosso próximo”.

“Qualquer pessoa que sugira que odiamos os homossexuais ou as pessoas com outros credos está desinformada ou está mentindo”, asseguraram.

Os gêmeos disseram que manteriam seu compromisso com as seis famílias que já tinham sido selecionadas para receber uma casa nova.

Em declarações à CNN em 8 de maio, David indicou que “amamos todas as pessoas. Eu amo os homossexuais. Eu amo o Islã e os muçulmanos, e meu irmão e eu nunca discriminaríamos”.

“Nunca falei contra os homossexuais, como indivíduos, e nunca fui contra eles. Eu falo sobre uma agenda”, indicou.

Para David, “o ponto é realmente este. Há uma agenda que está buscando silenciar as vozes de homens e mulheres de fé”.

O editor do grupo legal Alliance Alert, do Alliance Defending Freedom (Aliança Defendendo a Liberdade), James Arnold, disse sobre o cancelamento do programa que “não é a primeira vez que acontece algo assim”.

“Seja na tecnologia televisiva, ou na saúde pública, vimos isto inúmeras vezes antes”.

Arnold recordou a controvérsia que surgiu em torno de Phil Robertson, do programa “Duck Dynasty”, que foi suspenso por expressar seu desconcerto sobre a atração homossexual, e a recente renuncia do Co-fundador da Mozila, Brendan Eich, que foi atacado por ativistas homossexuais por ter doado mil dólares para uma ementa na Califórnia, que tinha como objetivo definir o matrimônio como a união de uma mulher e um homem.

Para o jurista, a decisão do HGTV é “apenas a mais recente” inclusão de indivíduos em uma “lista negra” devido a suas crenças.

Associação Católica denúncia grupo Porta dos Fundos por vídeo ofensivo a fé

Folha de São Paulo – A Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família protocolou no Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro, na tarde desta segunda-feira (13), uma representação criminal contra o grupo Porta dos Fundos. Para a entidade católica, o vídeo especial de Natal do grupo, postado no YouTube em 23 de dezembro de 2013, ofende “garantias e princípios constitucionais, mormente o princípio de tolerância e respeito à diversidade”.

Rodolho Loreto e Hermes Rodrigues Nery no Ministério Público do Rio.

Na foto ao lado, Rodolho Loreto e Hermes Rodrigues Nery no Ministério Público do Rio.

O vídeo –um compilado de pequenas histórias sobre Adão e Eva, o nascimento e a crucificação de Jesus Cristo– ganhou a ira de religiosos, tanto católicos como evangélicos.

“O sentimento religioso deve ser respeitado. Não só católicos, mas nossos irmãos protestantes se sentiram aviltados”, diz Paulo Fernando Melo, advogado e integrante da Associação Pró-Vida e Pró-Família.

Manifestações

O arcebispo metropolitano de São Paulo, cardeal dom Odilo Scherer, já havia publicado, em 5 de janeiro, crítica ao grupo em sua conta no Twitter. “Será que isso é humor? Ou é intolerância religiosa travestida de humor? Péssimo mau gosto!”, escreveu.

Em um vídeo difundido em sites cristãos e no Facebook, o pregador e missionário católico Anderson Reis convoca os insatisfeitos a assinarem uma petição on-line para solicitar ao Grupo Petrópolis, detentor da marca de cerveja Itaipava, que retire o patrocínio ao grupo. Além disso, sugere que entrem no site da Polícia Civil do Rio de Janeiro e registrem uma queixa contra crime de preconceito e ódio à religião.

Em nota, o Grupo Petrópolis informou que “não admite que suas marcas sejam relacionadas com tais manifestações, pois não representa o pensamento de seus diretores” e que “não endossa e não apoia qualquer manifestação que venha a atingir esses valores religiosos que se tem como sagrados”. O grupo afirmou, porém, que respeita a liberdade de expressão garantida pela Constituição, bem como os princípios de fé de manifestação religiosa de todos.

A denúncia

Na representação encaminhada ao Ministério Público, a Associação Pró-Vida e Pró-Família defende que a liberdade de expressão “não pode ser utilizada como um escudo para atividades ilícitas e nitidamente tipificadas em nosso Código Penal, in casu, o vilipêndio público de ato ou objeto de culto religioso”. E sustenta que, no vídeo de Natal, o grupo ridiculariza dogmas cristãos.

“Qual a intenção do grupo de fazer tal vídeo e publicá-lo na antevéspera do Natal? Não está clara a intenção de tripudio e escárnio? Cada segundo do vídeo é uma afronta das mais comezinhas à fé cristã e a todos aqueles que são fiéis ao Cristianismo, perfazendo em cada um dos seus dezesseis minutos e quarenta e dois segundos, uma sucessão de escárnios, zombarias, tripudios e vilipêndios”, diz trecho da representação assinada por Hermes Nery, diretor de imprensa da associação.

A entidade enquadra o vídeo no artigo do Código Penal que trata do crime contra o sentimento religioso.

Outros vídeos do grupo com temáticas semelhantes —como “Adão”, “Moda”, “Michelangelo”— são classificados, na representação, como outros exemplo de tentativas de escárnio da fé cristã.

Segundo Melo, a pena prevista é pequena, e costuma ser transformada em prestação de serviços à comunidade ou pagamento de cestas básicas. Ele defende, no entanto, que a ação pode ter caráter educativo, para que o grupo “seja mais comedido” nos próximos vídeos.

Porta dos Fundos

A assessoria do Porta dos Fundos informou que o grupo já se manifestou sobre o tema. Na semana passada, ao falar da polêmica criada em torno do vídeo, Antonio Tabet, um dos integrantes do grupo, declarou que jamais houve intenção de difamar nenhuma religião. “A prova está em nossa equipe, na qual trabalham católicos, evangélicos, espíritas e até ateus.”

Em texto publicado na “Ilustrada” nesta segunda, Gregório Duvivier, integrante do Porta e colunista da Folha, ironizou a crítica de dom Odilo.

Giro de Notícias: Tenista Juan Martín; Amor de Deus; Pró-Vida

Tenista Juan Martín del Potro lamenta furto do terço recebido pelo Papa Francisco

O tenista argentino Juan Martín Del Potro, número 5 do ranking mundial, foi vítima de um roubo em uma estação de trens de Paris (França) onde furtaram uma bagagem contendo seu passaporte, dinheiro e um terço bento pelo Papa Francisco.

“Estava fazendo o check-in para o trem e me pediram um autógrafo. Dei a volta para assiná-lo e nesses vinte segundos me roubaram”, comentou o esportista. “Tinha ali meu terço bento pelo Papa Francisco, que levava a todos os lugares onde eu ia. É o que mais me importa”, sustentou Del Potro.

O Papa: Nada, nem os poderes demoníacos, poderá separar-nos do amor de Deus

Nesta manhã, no Altar da Cátedra da Basílica de São Pedro, o Papa Francisco presidiu, como é tradicional no começo do mês de novembro, marcado pela lembrança e oraçãopelos fiéis defuntos, a Santa Missa em sufrágio pelos cardeais e bispos que faleceram no curso deste ano: nove cardeais e 136 arcebispos e bispos.

“Mesmo se os poderes demoníacos, hostis ao homem, ficam impotentes diante da íntima união do amor entre Jesus e quem o acolhe com fé. Esta realidade do amor fiel que Deus tem por cada um de nós ajuda a enfrentar com serenidade e força o caminho de cada dia, que às vezes é enviado, às vezes é lento e cansativo. Somente o pecado do homem pode interromper este vínculo; mas mesmo neste caso Deus o buscará sempre, perseguirá para restabelecer com ele uma união que dura mesmo após a morte”.

Líder pró-vida e pró-família Ignacio Arsuaga estará presente em workshop em São Paulo

ppworkshop041113Nesta terça-feira, 05/11, das 19:00 às 21:30, o Observatório Interamericano de Biopolítica promoverá um workshop com Ignacio Arsuaga, defensor da vida e da família mundialmente conhecido e fundador-presidente da plataforma HazteOir.org.

HazteOir.org é uma associação pró-vida espanhola que promove a participação dos cidadãos na vida política e social. Essa participação ocorre tanto através de petições online como através de passeatas e outros tipos de manifestações públicas que visam a defesa dos valores fundamentais e inegociáveis da sociedade, como dizia o beato João Paulo II.