Programa de TV nos EUA é cancelado devido às posturas pró-vida e pró-família dos seus apresentadores

(ACI).- Os gêmeos David e Jason Benham expressaram tristeza por causa do cancelamento do programa que estavam preparando para dar casas a pessoas pobres. Isso ocorreu devido a uma controvérsia pela oposição deles ao aborto e ao mal chamado “matrimônio” homossexual.

Em um comunicado difundido no dia 8 de maio, os gêmeos Benham assinalaram que “com todas as coisas grotescas que se veem e se escutam atualmente na televisão, poderíamos pensar que haveria espaço para dois irmãos gêmeos que somos fiéis a nossas famílias, comprometidos com princípios bíblicos e profissionais dedicados”.

David e Jason Benham na gravação da propaganda do Flip it Forward. Foto: Twitter / @DavidDBenham
David e Jason Benham na gravação da propaganda do Flip it Forward. Foto: Twitter / @DavidDBenham

“Se nossa fé nos custa um programa de televisão, que assim seja”, disseram.

Os irmãos Benham são especialistas no negócio de renovação e revenda de casas. O programa deles na rede HGTV “Flip it Forward” iria estrear em outubro.

O programa ia enfatizar a “rivalidade fraternal” dos gêmeos de Carolina do Norte (Estados Unidos), enquanto ajudam famílias pobres a “comprar casas que nunca pensaram que poderiam pagar”, indicou HGTV em um comunicado de imprensa de abril.

O site, Right Wing Watch, dirigido pelo grupo de ativismo político People for the American Way (Pessoas pelo Estilo Norte-americano), denunciou que o canal tinha escolhido um “extremista anti-gay, anti-escolha” para fazer o seu programa de televisão.

O organismo citou comentários de David Benham a um programa radial, depois do encontro de oração que liderou fora da Convenção Nacional Democrata, em Charlotte, Estado da Carolina do Norte.

Nessa ocasião, Benham disse que apesar de muitos se confessarem sendo cristãos norte-americanos, “temos divórcio sem culpa; temos pornografia e perversão; temos homossexualidade e sua agenda que está atacando a nação; temos adultério… permitimos inclusive que ideologias demoníacas tomem nossas universidades e nossos sistemas de escolas públicas, enquanto a igreja se sinta calada e só constrói grandes Igrejas”.

ditadura_gayO site criticou os protestos de Benham contra as clínicas de abortos, seu apoio à emenda a favor do matrimônio tradicional na Carolina do Norte, sua crítica ao Islã. Além disso, criticou os pontos de vista e ações do pai dos gêmeos, o pastor cristão Flip Benham.

Outros meios de comunicação norte-americanos repetiram o ponto de vista de Right Wing Watch em suas informações. Entertainment Weekly qualificou o caso como uma “controvérsia anti-gay”.

Em 7 de maio, HGTV indicou que “decidiu não avançar” com a série de televisão planejada.

Os irmãos Benham enfatizaram no seu comunicado de 8 de maio o seu dever cristão de “amar o nosso próximo”.

“Qualquer pessoa que sugira que odiamos os homossexuais ou as pessoas com outros credos está desinformada ou está mentindo”, asseguraram.

Os gêmeos disseram que manteriam seu compromisso com as seis famílias que já tinham sido selecionadas para receber uma casa nova.

Em declarações à CNN em 8 de maio, David indicou que “amamos todas as pessoas. Eu amo os homossexuais. Eu amo o Islã e os muçulmanos, e meu irmão e eu nunca discriminaríamos”.

“Nunca falei contra os homossexuais, como indivíduos, e nunca fui contra eles. Eu falo sobre uma agenda”, indicou.

Para David, “o ponto é realmente este. Há uma agenda que está buscando silenciar as vozes de homens e mulheres de fé”.

O editor do grupo legal Alliance Alert, do Alliance Defending Freedom (Aliança Defendendo a Liberdade), James Arnold, disse sobre o cancelamento do programa que “não é a primeira vez que acontece algo assim”.

“Seja na tecnologia televisiva, ou na saúde pública, vimos isto inúmeras vezes antes”.

Arnold recordou a controvérsia que surgiu em torno de Phil Robertson, do programa “Duck Dynasty”, que foi suspenso por expressar seu desconcerto sobre a atração homossexual, e a recente renuncia do Co-fundador da Mozila, Brendan Eich, que foi atacado por ativistas homossexuais por ter doado mil dólares para uma ementa na Califórnia, que tinha como objetivo definir o matrimônio como a união de uma mulher e um homem.

Para o jurista, a decisão do HGTV é “apenas a mais recente” inclusão de indivíduos em uma “lista negra” devido a suas crenças.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s