Jesus escreveu os evangelhos?

o-evangelho-de-cristoHoje começa o Mês da Bíblia em nossa Igreja. Mês para nos dedicarmos mais ainda aos textos Sagrados de Deus. Para iniciar esse mês bem, reblogo o texto do Padre Geraldo Ildeo, da paróquia Sagrado Coração de Jesus, aqui da minha cidade, Ipatinda-MG.

Leiam…

_______

A Bíblia pode ser dividida em duas partes: Antigo (46 livros) e Novo Testamento (27 livros).

A coleção dos 27 livros sagrados (do grego: Διαθήκη Καινὴ, Kaine Diatheke) é o nome dos livros que compõem a segunda parte da Bíblia, o Novo Testamento. Foram escritos após a morte, ressurreição e ascensão de Jesus Cristo. Têm a finalidade de poderem permitir a expansão da notícia de Jesus, morto e ressuscitado, o Messias para a salvação do mundo, Tornaram-se a fonte inspirada por Deus para fundamentar a  teologia cristã.

O Novo Testamento foi escrito em momentos, locais e por autores diferentes. Jesus não deixou textos escritos. A partir do ano 42  surgiram nas comunidades os chamados “ditos de Jesus”, em grego koiné, a língua franca da parte oriental do Império Romano. Eram como apostilas para difundir os ensinamentos do Mestre e que deviam ser conservados e noticiados aos povos.

Antes do século II nem todos os 27 livros livros foram aceitos imediatamente pela Igreja como o Apocalipse de João e as Epístolas católicas menores (II Pedro, Judas, Tiago, II e III João). Mas, a partir do século III foram aceitos com unanimidade pelas comunudades cristãs.

Continuar lendo

O fanatismo religioso e as superstições

Há muito tempo queria escrever sobre isso. No entanto a falta de tempo nos último meses, em que me dediquei à minha pós-graduação, e também uma fonte que pudesse corroborar com meus pensamentos atrasaram esse projeto. Contudo, o tempo voltou e a fonte caiu em meu colo.

Lendo um artigo do André Botelho, colunista do site da Canção Nova, voltei a minha mente para esse texto.

Isso não existe.

Isso não existe.

A superstição é, infelizmente, nata em nossa sociedade. Esse mês por exemplo é o mês do “cachorro doido”, do saci, mula sem-cabeça e etc. Há pessoas que de fato acreditam nisso.

Junto a essas crendices bizarras, juntam-se as nossas crendices fanáticas do dia a dia. Santo Antônio de cabela para baixo é um clássico. Água benta em tudo e para tudo. Velas, imagens santas e não santos santos. E assim segue nossas superstições religiosas.

Sobre tudo isso é válido lembrar que o Catecismo da Igreja diz que a superstição como um pecado contra a fé, “um excesso perverso contra a religião” (CIC 2110).

E é tão perverso que nos coloca muitas vezes longe da verdade sobre nossa doutrina e sobre o Evangelho. André escreve em seu texto que:

Crer significa acreditar em algo que minha razão mesmo não observou, mas, que pela palavra de alguém fidedigno, eu acredito. Crer não significa dar razão a algo irracional, mas a algo que, embora minha razão não tenha alcançado por si mesma, é coerente com a razão.

Quem acredita na superstição crer em objetos, gestos e rituais mágicos. Não crer em Deus e se crer deixa em segundo plano. O que nos marca como cristãos é que temos fé, porque cremos “em Deus, em tudo o que Ele disse e nos revelou” (CIC 1814). O contrário da superstição.

Superstições e Deus

Para André, na superstição “não é adesão a uma autoridade superior (Deus) e Sua revelação, mas a “crendices” surgidas no meio povo, como sair de casa com pé direito para ter sorte, nunca passar debaixo de uma escada, não ter espelho quebrado em casa, porque dá azar etc. Geralmente, essas crendices supersticiosas expressam medos e inseguranças corriqueiras, mas, às vezes, tomam forma de ocultismo como na magia, adivinhação e feitiçaria, proibidos pela Sagrada Escritura (cf. 2Rs 21,6; Is 2,6), e de astrologia, prática também abominada por Deus (cf. Dt 4,19).”

Superstições na Igreja

Como já disse, colocar Santo Antônio de cabeça para baixo. Espalhar a água benta para tudo quanto é lado. Unções exageradas de óleos santos, sacramentais, gestos, objetos e ritos, são muitas vezes confundidos e explorados de forma supersticiosa. A Igreja é bem clara no Catecismo, no parágrafo 2111, diz que atribuir eficácia sobrenatural aos materiais e sinais, independentemente da disposição do fiel, é superstição. Ou seja, se o fiel atribui um poder mágico a imagem ou a medalha, por exemplo, como se ela fosse fonte de graça e poder, independente de Deus e da fé da pessoa, isso configura uma superstição.

Superstição = Idolatria

Sendo as duas sinônimos nos cânones da fé, podemos inferir que a superstição é um pecado, e bem feio.

O Catecismo, no parágrafo 2138, afirma que idolatria consiste em divinizar o que não é Deus. É quando o homem presta honra e veneração a uma criatura no lugar de Deus (cf. CIC 2113). Lembram do bezerro de ouro.

Veja o que o André Botelho escreveu em seu texto:

A idolatria é um pecado que fere gravemente o primeiro mandamento, que é “ Amarás o Senhor teu Deus de todo o coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento”. A idolatria é fortemente combatida em vários textos da Escritura como ICor 6,9; ICor 10,7; Ef 5,5; Ap 21,8. Sem dúvida, a idolatria é uma porta aberta para a ação do maligno na vida de uma pessoa, sendo muitas vezes causa de opressões, obsessões e até possessões do demônio.

Imagem da Virgem permanece intacta após incêndio em base militar

(ACI).- No dia 30 de julho, a onda de calor na Espanha provocou um incêndio que danificou o interior da base militar ‘El Goloso’, localizada no norte da capital. Quando apagaram o fogo ficaram surpreendidos, pois a imagem da Virgem Maria colocada neste local permaneceu intacta.

O escritor e jornalista José Maria Zavala publicou nas redes sociais, difundindo este fato por meio da sua conta no twitter.

Foto: Jose Maria Zavala/ Twitter

Foto: Jose Maria Zavala/ Twitter

Na foto, vemos que ao redor da imagem da Virgem a grama estava queimada e parecia que as chamas de fogo tivessem respeitado a zona que rodeava a imagem. Zavala acrescentou que a imagem de cor branca não escureceu por causa da fumaça.

A relação entre a base militar e a Virgem Maria tem uma longa história. Desde 2004, o Batalhão de Infantaria Carros de Combate Leão III/61 do Regimento de Infantaria Couraçada Alcázar de Toledo 61, o qual tem um quartel nesta base, está vinculado com a Irmandade de Nossa Senhora da Paz.

Este batalhão apoia a Irmandade durante as festas religiosas e as procissões, colaborando com a banda musical e com os que realizam escoltas em eventos solenes e são enviados a comissões de honra, e geralmente são aquelas que ficam diante das procissões para garantir a ordem.

No ano passado e como parte da celebração da festividade da Virgem da Paz, este batalhão recebeu o XXI Prêmio da Paz aos Valores Humanos concedido pela Irmandade Nossa Senhora da Paz em mérito às operações de paz que realizou há 20 anos em lugares como Líbano, Iraque, Haiti, Guatemala, Mali, Somália, Kosovo e Bósnia-Herzegovina.

A Irmandade destacou no seu site “a bravura, a entrega, a abnegação, a perseverança, o sacrifício e a generosidade” destes soldados. Acrescentaram que o batalhão esperou com “muito entusiasmo” este prêmio.

Segundo Madrid Press, o batalhão doou uma parte econômica do prêmio às Irmãs Servas de Maria Ministras dos Doentes, cujo carisma é cuidar dos doentes em suas casas.

“Nunca tentarás seu Deus”: monstro espaguete que virou Deus é encontrado.

image

Criatura ainda não tem um nome oficial

YAHOO | Uma água-viva? Um peixe? Uma criatura nunca antes vista? Essa são questões que cientistas estão tentando desvendar após encontrar uma criatura nunca antes vista nas profundezas do Atlântico.

Flagrado na costa de Angola, ele ganhou o carinhoso apelido de “espaguete voador”, por conta de seus múltiplos tentáculos. Assim como a maioria dos seres que vivem nas profundezas, ele brilha bastante em seu habitat natural.

O mais curioso de tudo é que a descoberta foi feita exatamente dez anos após o animal “aparecer pela primeira vez”. Isso porque em 2005 o físico Bobby Henderson criou a Igreja do Monstro Espaguete Voador. As imagens da época impressionam pela semelhança.

A ideia de Henderson surgiu para que ele protestasse contra o ensino do criacionismo. De acordo com ele, o universo pode ser explicado de maneira completamente inteligente, sem a necessidade de um deus para explicar tudo.

Veja a imagem de 2005 e note a semelhança

Veja como será a JMJ 2016, em Cracóvia

(ACI).- O Presidente do Conselho Pontifício para os Leigos, Cardeal Stanislaw Rylko, afirmou que a Jornada Mundial da Juventude da Cracóvia 2016 (JMJ), “será um verdadeiro Jubileu dos jovens em nível mundial”, e revelou através de uma mensagem alguns detalhes do programa deste evento, esta será a segunda JMJ a ser realizada na Polônia, desde o encontro em Czestochowa, 1991.

Segundo a Rádio Vaticano, o Cardeal assinalou que na terra natal de São João Paulo II “os jovens serão chamados a refletir sobre o tema da ‘misericórdia como ideal de vida e critério de credibilidade para nossa fé”. E disse ainda que “a partir desta cidade polonesa deverá ser difundido ao resto do mundo esta mensagem de esperança e do amor misericordioso de Deus a todos os homens da terra”.

Nesse sentido, disse que o centro espiritual deste Jubileu dos jovens “será o Santuário da Divina Misericórdia – junto a Santa Faustina Kowalska – inaugurado pelo Papa São João Paulo II em 2002”. Como sabemos a JMJ Cracovia 2016 a ser realizada no marco do Ano Santo da Misericórdia, convocado pelo Papa Francisco.

O Presidente do Conselho Pontifício para os Leigos explicou que “neste Santuário organizaremos também um grande Centro da misericórdia com numerosos confessionários, no qual os jovens terão a possibilidade de aproximar-se ao Sacramento da Reconciliação em diversas línguas”. E, por outro lado, durante a JMJ Cracovia, no local da grande reunião conclusiva com os jovens do mundo todo, denominado Campus Misericordiae, “será montada de forma simbólica uma Porta Santa, como sinal visível do caráter jubilar deste evento”.

Neste mesmo local, o Papa Francisco, acompanhado por alguns jovens, atravessará esta porta santa no início da Vigília de oração no sábado, 30 de julho de 2016, e esta será concluída com a Adoração Eucarística.

Para finalizar este encontro, no domingo 31 de julho, depois da Eucaristia o Santo Padre entregará a cinco casais de jovens dos cinco continentes, outras lâmpadas acesas, simbolizando o fogo da misericórdia que Cristo nos trouxe e enviará os jovens ao mundo inteiro como testemunhas e missionários da Divina Misericórdia.

Logo da JMJ 2016

Logo da JMJ 2016

APTIDÃO E VOCAÇÃO: uma diferença entre bem-estar e a vida plena

Sempre que falamos de vocação as pessoas confundem com aptidão. É bom lembrar que vocação vem de chamado. Um chamado de Deus a servir a sua obra. Sua causa e Reino. A aptidão é sua habilidade em desenvolver uma atividade.

02A história de Cristo nos mostra essa diferença claramente. José, seu pai e casto esposo, possui a aptidão para a carpintaria e era vocacionado ao serviço de Deus por meio da obediência. Foi chamado ao matrimonio e assim seguiu a vocação familiar.

Outro exemplo é Paulo. Vocacionado ao sacerdócio, ele serviu a Deus Pai pregando por toda a região. Contudo, possui a aptidão para fazer tendas e retirar o seu sustento por meio desse trabalho. Assim seguimos os outros discípulos que possuíam aptidões diferentes.

Portanto, não confundamos a nossa vocação em servir a Deus, seja ela religiosa, sacerdotal ou leiga, com a nossa aptidão em fazer uma atividade diária. Abaixo segue um quadro para entender a diferença entre ser vocacionado e ser profissional (Ter aptidão).

Profissão Vocação
1 . aptidão ou escolha pessoal para exercer um trabalho 1. chamado de Deus para uma missão, que se origina na pessoa como reação-aspiração do ser
2. preocupação principal: o “ter”, o sustento da vida 2. preocupação exclusiva: “o ser”, o amor e o serviço
3. pode ser trocada 3. é para sempre
4. é exercida em determinadas horas 4. é vivida 24 horas por dia
5. tem remuneração 5. não tem remuneração ou salário
6. tem aposentadoria 6. não tem aposentadoria
7. quando não é exercida, falta o necessário para viver 7. vive da providência divina
8. na profissão eu faço 8. vocação eu vivo

A profissão dignifica a pessoa quando é exercida com amor, espírito de serviço e responsabilidade. A vocação vivida na fidelidade e na alegria confere ao exercício da profissão uma beleza particular, é o caminho de santidade.

Imagem de Nossa Senhora reza junto com os fiéis

Paroquianos da Austrália afirmam que presenciaram um milagre enquanto rezavam. Segundo dois jovens que frequentam a igreja de Saint Charle, uma pintura da Virgem Maria carregando Jesus ‘rezou’ junto deles.

Na filmagem divulgada pelos dois paroquianos, a afirmação é de que a Virgem Maria mexe os lábios ao mesmo tempo em que eles rezam. Logo que foi compartilhado pela primeira vez nas redes sociais, o vídeo gerou polêmica.

Religiosos afirmam que se trata de um milagre e de que o local deve ser visitado por fiéis, já que teria sido abençoado pela Virgem. Já para os céticos, trata-se apenas do movimento da câmera, da qualidade ruim da filmagem e da iluminação da igreja, que criam o que eles chama de ilusão.

Assista:

Fonte Yahoo