Arquivo da tag: Cardeal Bergoglio

Papa é eleito Homem do Ano pela revista ‘Time’

Papa é eleito pela revista o Homem do Ano
Papa é eleito pela revista o Homem do Ano

A revista mais famosa do mundo elegeu o Papa Francisco nesta quarta-feira como o Homem do Ano. O pontífice ganhou o prêmio dado pela revista americana Time e um perfil só de elogios. Para a revista, o nosso  líder (Igreja Católica), Francisco, conseguiu praticar a humildade, mesmo sentado em um dos tronos mais famosos do mundo com rara e rápida atenção do mundo todo.

“Ele se colocou no centro de debates centrais do nosso tempo: riqueza e pobreza, justiça, transparência, o papel das mulheres e do casamento e as tentações do poder”, diz o texto da Time.

A escolha do novo Papa

Francisco foi eleito em março, logo após o gesto de humildade de Bento XVI que renunciou ao cargo. Com a eleição da Cardeal Bergoglio, a Amarica Latina ganhou seu primeiro papa e o mundo pela primeira vez viu um pontífice não europeu. Francisco foi escolhido e tem como missão imprimir reformas mas tradicional corte do mundo, a Cúria Romana. E ele o o fez.

Iniciou uma série de reformas no Vaticano e demostrou seu estilo simples e carismático que marca seu papado. Na JMJ, em julho, aqui no Brasil, o papa se fez Papa.

O vice do Papa na Time

Em segundo lugar, ficou o ex-técnico da CIA Edward Snowden, que revelou ao mundo a existência de um amplo esquema de espionagem feito pelo governo americano. Estão na lista também a ativista pelos direitos dos homossexuais Edith Winsor, o ditador sírio, Bashar Assad e o senador americano Ted Cruz, um dos líderes da ala radical do Partido Repubicano.

Papa manda concertar seus sapatos

Os sapatos pretos do Papa Francisco. Foto: News.va

(ACI/EWTN Noticias).- Fiel ao seu estilo austero, o Papa Francisco continuará utilizando sapatos pretos, por isso telefonou para o seu sapateiro em Buenos Aires (Argentina), Carlos Samaria (81 anos), que em sua sapataria ortopédica tradicional localizada na periferia da capital se encarrega há 40 anos de confeccionar o calçado do então Cardeal Bergoglio.

“Alô, Samaria? Sou Bergoglio”, foi assim como começou a conversação telefônica, e o sapateiro respondeu surpreso “Mas quem é?”, e o Pontífice respondeu: “Samaria, sou Francisco, o Papa!”.

Conforme informou o programa brasileiro da Rádio Vaticano, durante a conversação o Santo Padre ressaltou “nada de sapatos vermelhos, pretos como sempre”.

Samaria descreveu que os sapatos que do Papa são de “um corte simples, são de couro de vitelo preto, com a parte superior lisa e sem decorações. Se pegas o sapato do Papa parece uma galocha, sem adorno, só tem os cordões”.

“Ele não quer sapatos novos, quer sempre que eu conserte os velhos, mas agora estou preparando para ele um par simples, simples, que levarei a ele quando puder encontra-lo, talvez em maio”, assinalou Samaria.

Cardeal Bergoglio: Sacerdotes devem batizar os filhos de mães solteiras

Cardeal Jorge Mario Bergoglio

(ACI/EWTN Noticias).- O Arcebispo de Buenos Aires (Argentina), Cardeal Jorge Mario Bergoglio, chamou os sacerdotes a batizar os filhos das mães solteiras e não ser “os hipócritas de hoje” que terminam afastando o povo de Deus da salvação.

Durante o encerramento do Encontro da Pastoral Urbana da Região Buenos Aires, o Cardeal disse que é necessário mostrar “uma ternura especial com os pecadores” e com os mais afastados porque “Deus vive em meio deles”. Por isso, lamentou que alguns tenham “clericalizado à Igreja do Senhor”.

“Enchem a Igreja com preceitos, e falo isso com dor, se parecer uma denúncia ou ofensa, me perdoem, mas na nossa região eclesiástica há presbíteros que não batizam as crianças das mães solteiras porque não foram concebidos na santidade do matrimônio”.

“Estes são os hipócritas de hoje. Os que clericalizaram à Igreja. Os que afastam o povo de Deus da salvação. E essa pobre mãe que poderia ter tirado esta criança, mas que teve a valentia de dar à luz vai peregrinando de paróquia em paróquia para que a batizem”, expressou o Cardeal no dia 2 de setembro durante a Missa celebrada na Universidade Católica Argentina.

Ele insistiu no chamado a ser mais próximos com o próximo. “Deus põe seu povo em situação de encontro. E com essa proximidade, com esse caminhar, cria essa cultura do encontro que nos faz irmãos, filhos e não sócios de uma ONG ou partidários de uma multinacional. Proximidade. Essa é a proposta”, afirmou.

“Não à hipocrisia, não ao clericalismo hipócrita e não a tornar mundana nossa vida espiritual, porque isto é demonstrar que alguém é mais empresário que homem ou mulher de Evangelho”, expressou.