Medalha de São Bento: ‘Não é um amuleto, é um sinal’

Elisangela Cavalheiro
Portal A12.com

Medalha São Bento Muitos fiéis depositam na cruz de São Bento a proteção contra as ciladas do demônio, a vitória sobre a tentação e o recebimento de graças espirituais nas tribulações da vida.

Com a medalha de São Bento podemos compreender duas mensagens. Em uma face ela apresenta a cruz de Jesus, que recorda a salvação que Cristo ofereceu com sua morte. Na outra face, a imagem de São Bento, que apresenta a luta do santo contra o mal e contra o pecado.

A medalha de São Bento é um objeto sagrado aprovado pela Igreja e que segundo a tradição deve ser imposta sobre os fiéis com uma bênção especial, dada por um sacerdote autorizado para a bênção do objeto. Além dos Beneditinos, há sacerdotes que podem benzer a Medalha de São Bento, contudo, é preciso entender que essa regra é uma tradição.   

Na face da medalha que aparece a cruz há a seguinte oração:

“A cruz sagrada seja minha luz.

Não seja o dragão meu guia.

Retira-te, espírito do mal,

Nunca me aconselhes coisas vãs!

É mau o que me ofereces,

Bebe tu mesmo os teus venenos.”

Do outro lado onde aparece a imagem de São Bento:

“Sejamos conformados pela presença de São Bento na hora de nossa morte”.

 Nesta face da medalha, São Bento aparece com o livro da Regra que escreveu para os monges beneditinos em uma das mãos e na outra, a cruz, pela qual entregou sua vida.

Aparece também a imagem de um corvo com um pedaço de pão no bico e de um cálice do qual sai uma serpente, que representam as duas tentativas de envenenamento que são Bento sofreu e, saiu milagrosamente, ileso.

São Bento, monge italiano, foi o fundador da Ordem Beneditina, uma das maiores ordens monásticas do mundo e da Regra de São Bento, que se baseia em dois pilares, a oração e o trabalho (ora et labora).

Dom Bento Albertin, Prior do Mosteiro de São Bento de Pouso Alegre (MG) conta que São Bento foi enviado por Deus em um momento de grande dificuldade na história, na decadência do Império Romano, a sua missão foi a de ensinar a paz em uma época de grande desentendimento na Europa, a paz que ele resumiu em duas palavras, oração e trabalho. Para o prior esse ensinamento deve ser entendido também para a vida atual.

“No meio dessa sociedade moderna, com outros impérios modernos, a mensagem de São Bento continua viva, com seu testemunho foi um verdadeiro arranha-céu no horizonte da vida”.

Sobre a medalha de São Bento, o Prior lembra que a “medalha não é um amuleto, é um sinal”.  Ele lembra que a medalha muitas vezes utilizada como um talismã ou um objeto de sorte contraria o significado da mensagem do santo.

Para Dom Bento, a medalha tem seu poder reconhecido por meio de diversos relatos confirmados pela Igreja pela intercessão de São Bento, mas ela deve ser utilizada para recordar a missão de cada fiel batizado.

“A cruz remete a vocação cristã. A proteção da medalha deveria ser a de professar a missão do batismo. Reafirmo que pedimos a proteção de Deus por meio deste sacramental, mas a vivência do batismo é a grande proteção contra o mal. A grande mensagem de São Bento é Cristo, é o Evangelho”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s