Que São Cristóvão abençoe todos os motoristas

São Cristóvão viveu no século II. É um dos santos mais populares, tanto no Brasil como em outros países. Sua vida está entretecida de lendas. Nada disso impediu que seu culto se espalhasse cada vez mais.

Cresceu e tornou-se um gigante. Deixou sua pátria, a Turquia atual, e saiu à procura do homem mais forte do mundo. Queria ser empregado dele.

Primeiro serviu o rei, mas viu que não era o homem mais poderoso do mundo, porque tinha medo do demônio. Passou, pois a servir o demônio. Mas o demônio tinha medo até da cruz. Largou o demônio e foi procurar aquele que morreu numa cruz. Um eremita que morava às margens do rio, o aconselhou a transportar viajantes de um lado para o outro. Fazendo essa caridade, encontraria Jesus.

Um dia apareceu uma criança que queria atravessar o rio. Era o próprio Menino Jesus, que depois se revelou e lhe disse: “De agora em diante você vai chamar-se Cristóvão, isto é, carregador de Jesus”. É o padroeiro dos motoristas, caminhoneiros, pilotos, canoeiros e transportadores de gente porque carregou o Menino Jesus de uma à outra margem do rio.

Neste dia costuma-se benzer carros e veículos de transporte. Por que? Não tanto para proteger o carro, mas a vida dos passageiros:
O condutor, para que leve o passageiro ao destino desejado. Para que nunca ande nem leve ninguém por maus caminhos. Para que dirija com prudência, observando as leis do trânsito e da moral.
O passageiro, para que confie primeiramente em Deus e depois no seu condutor. Para que observe o manual de boas maneiras, não danificando o veículo nem o-fendendo quem o conduz. Para que, viajando por este mundo, lembre-se da últi-ma viagem que ambos farão depois da morte.

Oração do Motorista:

São Cristóvão! Abençoa meu veículo. Protege-me contra abalroamentos, trombadas e encontrões. Faze-me cortez com todos, tratável com os guardas, educado com os passageiros, inimigo da velocidade. Livra-me da bebida, antes, durante e depois da viagem.
Protege-me nas tempestades e nos nevoeiros, nas curvas perigosas e nas estradas acidentadas, na hora do sono e do cansaço.
Que jamais exponha a vida de ninguém, levado pela imprudência, pela pressa ou desrespeito às leis do trânsito.
Que eu seja fiel à esposa e aos filhos, mesmo quando longe deles.
Que o Senhor nos leve sãos e salvos, ao destino final, à garagem do céu a fim de louvar eternamente o seu santo Nome, sua santa Mãe e todos os santos. Amem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s