Padre Beto deixa a “batina” após pedido de retratação da Diocese de Bauru

Declaração de Padre Beto em seu perfil no Facebook:

A partir do momento em que a Diocese de Bauru tornou pública a determinação de me retratar, declaro a todos através desta mensagem a minha decisão:

Não irei retirar nenhum material postado por minha autoria nas redes sociais, no meu site ou em qualquer espaço da internet. Tudo que procuro realizar e todas as minhas declarações são bem refletidas e possuem simplesmente a intenção de evangelizar e fazer com que as pessoas se aproximem mais da vivência do AMOR pregado pelo Cristo nos Evangelhos. A Igreja precisa ser um espaço dialogal para que as pessoas possam transcender de fato e se tornarem verdadeiros filhos de Deus em nosso universo contemporâneo.
Se refletir e’ um pecado, eu sempre fui e sempre serei um Pecador!

Diante da determinação feita por vossa Excelência Reverendíssima Dom Caetano Ferrari de me retratar confessando humildemente que errei, pensei muito bem, refleti sobre minha existência, sobre o significado de ser um sacerdote no mundo atual e cheguei à seguinte atitude:
A partir da data de 29 de abril de 2013 me desligo do exercício dos ministérios sacerdotais na Igreja Católica Apostólica Romana e portanto na Diocese de Bauru.
Para minha pessoa se torna impossível viver o Evangelho em uma Instituição, na qual, no momento, a liberdade de reflexão e liberdade de expressão não são respeitas.
Mesmo com esta minha decisão, não deixo de ser padre (já que uma vez sacerdote sempre serei sacerdote). Vou continuar minha vida procurando através de minhas reflexões contribuir para a construção de uma sociedade mais humana e dialogal.

Espero de coração sincero que a Igreja volte a ser, como foi nas décadas de 60 à 80, uma Igreja, na qual todos os seus membros tenham o direito de se expressar e refletir livremente criando verdadeira comunhão na fé em Cristo. Espero também que a Igreja se abra ao desenvolvimento da ciência e às novas realidades que vivemos em nossa sociedade contemporânea para que ela (a Igreja) não cometa injustiças e não seja um obstáculo para a felicidade do ser humano.Quero agradecer a todos os amigos e amigas que rezaram por mim, por todos que demonstraram sua solidariedade, enfim, todos que acompanharam os meus passos até agora. Desejo também dizer que continuaremos juntos na amizade e na vontade de transformação.Um grande abraço a todos e que Deus os abençoe,

Padre Beto

Anúncios

5 comentários sobre “Padre Beto deixa a “batina” após pedido de retratação da Diocese de Bauru

  1. Carol M

    Parabéns pela racionalidade e coragem! Diante de tanto ódio e discriminação da igreja você foi coerente em sua decisão! Fiquei muito feliz!

    Curtir

    1. A Igreja que o discrimina? Concordo com os parabéns quanto a decisão coerente do ex-padre Beto, mas nunca podes afirmar que a Igreja discrimina as falas dele. Quando ele aceitou chamado para ser padre fez um juramento de defender a palavra de Deus e não a dele. A Igreja orienta e ensina a verdade basada não em princípios intelectuais humanos, mas nas sagradas escrituras. A Livre interpretação por minha consciência, como fez o “padre” é heresia e blasfêmia contra o Espírito Santo que habita na igreja.

      Curtir

  2. Como disse certa vez nosso papa emérito, Bento XVI, “católicos não abandonam a igreja”. Ele nunca foi de fato católico. E triste mas é a verdade, e, pior ainda saber com toda a certeza existem outros assim por aí.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s