Os renegados do ex-padre Beto organizam protesto

Certamente ninguém os impedirá, afinal estamos em uma democracia e o diretor a expressão é livre, e partindo deste princípio que chamo a atenção aos fiéis católicos que pretendem participar dessa manifestação.

Irmãos, lembrem-se que Cristo morreu na Cruz por obediência ao Pai e por misericórdia a nós. Ele deixou-nos ensinamentos, um deles é perdoar e amar o próximo como ele nos amou. Amar como Jesus amou não significa aceitar tudo de errado que próximo faça. pelo contrário é mostrar a ele o erro para que ele possa se corrigir. Sei que ex-padre, Beto, é uma pessoa amada por cada um de vocês e por isso mesmo devem orar para que ele entenda o que a Igreja está defendendo.

Lembrem-se que a autoridade foi dada ao bispo para tal correções. É nosso dever de cristãos obedecer. Manifestações são justas quando a causa é justa. No entanto, o Beto, feriu a doutrina da Igreja não desta vez, mas várias vezes conforme nota divulgada da Diocese de Bauru.

Se as declarações sobre a causa gay fossem o motivo pela sua excomunhão, ainda assim a Diocese estaria correta. A bíblia, e não a Igreja por si só, condena as ações. Leiam sobre isso AQUI.

Não fiquemos vazios e acreditando no mundo. A Igreja está no mundo, mas não se alimenta de seus valores e ideias. Ela se alimenta na fonte de água viva, Jesus Cristo. Rezem e estudem mais os documentos.

Quanto aos oportunistas que aproveitam o ensejo para subjugar a igreja fica a dica: Jesus é por nós.

////////////////

Estado de São Paulo | CHICO SIQUEIRA, ESPECIAL PARA O ESTADO, ARAÇATUBA (SP) – O Estado de S.Paulo

Moradores de Bauru, no interior de São Paulo, organizam um protesto contra a excomunhão do padre Roberto Francisco Daniel, o padre Beto, que declarou apoio a bissexuais e homossexuais. Passados três dias do anúncio feito pela Diocese de Bauru, milhares de simpatizantes do padre já se declararam contra a decisão.

Uma moção de repúdio pela excomunhão postada na segunda-feira em uma rede social havia recebido, até as 18 horas de ontem, mais de 3,5 mil adesões e a expectativa era de atingir 5 mil até hoje. O grupo Eu Apoio Padre Beto, formado na internet, já tinha mais de 2,1 mil participantes.

Outro protesto está marcado para este sábado, com concentração na frente da Catedral Divino Espírito Santo, na Praça Rui Barbosa, no centro da cidade. Entre os organizadores estão dois grupos de simpatizantes do padre e a Associação Bauru pela Diversidade, a mesma que organizou a Parada Gay na cidade, que reuniu 50 mil pessoas.

O vereador Marcos Souza (PMDB), o Marquinhos da Diversidade, estima que entre 1,5 mil e 2 mil pessoas devam comparecer ao ato. “O padre Beto é muito querido, não só por seu comportamento exemplar de tratar todas as pessoas sem preconceito, mas também pelos trabalhos sociais que ele realiza”, disse o vereador.

Sigilo. A Diocese de Bauru disse que o bispo d. Caetano Ferrari não comentaria as declarações do padre Beto sobre a semelhança do ato de excomunhão com as posições do deputado federal Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), conhecido por suas declarações polêmicas sobre homossexuais e negros. Segundo a Assessoria de Imprensa da Diocese, o bispo está proibido de fazer comentários por causa do sigilo imposto pelo processo de demissão do estado clerical que a Igreja move contra padre Beto. Anteontem, o padre ironizou a decisão. “Dou graças a Deus que não existem mais fogueiras”, disse ele, em referência à Inquisição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s