Prepara! (Não sou inimigo mas estou “de cara”)

Padre Hewerton Di Castro, um tanto quanto moderninho, canta uma versão da música Prepara, da cantora secular Anitta. Não sou inimigo, mas como disse no título “fiquei de cara” com a, se é que posso dizer, coragem deste sacerdote.

Em sua página no facebook ele diz pertencer a Arquidiocese de Olinda e Recife e está próximo – prox – de completar 1 ano de ordenação. Me pergunto só o que lhe ensinaram no seminário.

[atualização 24/01]

Como o vídeo do youtube foi retirado, no Uol tem outro. Ele pediu desculpas pelo vídeo. Vou colocar em novo posto a carta do Padre.

Vídeo do Padre (clique no link e veja)

O Vídeo foi removido pelo usuário do Youtube.

Veja o vídeo: 

E qual a sua opinião sobre isso?

Anúncios

9 comentários sobre “Prepara! (Não sou inimigo mas estou “de cara”)

  1. Pingback: Padre que cantou paródia da Anitta em formatura pede desculpas « O ANUNCIADOR

  2. João Pedro

    Acho que relacionar a mídia do mundo atualmente é uma das melhores(senão a melhor) formas de ser notado pela juventude, e isso é evangelizar !! Achei seu ponto de vista muito crítico, e como repórter, redator ou seja lá o que você for, precisa de um ponto de vista neutro, e não ser um opressor mundano querendo tirar a paz alheia. Sem créditos para seu sarcasmo, seja profissional, ou ao menos cristão !!

    Curtir

    1. João Pedro, paz e bem! Que Cristo nos guie sempre! Obrigado por expor sua opinião aqui no blog. Me chama de “muçulmano” e imparcial. Posso deduzir entre as linhas de seu cometário que também é imparcial e possui as mesmas características com que me descreve. Não foi neutro ao me julgar, mas eu me permitir isso ao emitir valor sobre o assunto. Minha opinião não mudará sobre o teor do vídeo, que se não houvesse tido nada demais ainda estaria no ar. Quando ocupamos funções, cargos ou representamos algo, temos de tomar o cuidado com nosso postura. O padre em questão, sendo padre, fez uma paródia e agiu em seu discurso como se não fosse. É visível no vídeo. Isso se ele ainda estivesse on. Concordo e aceito a crítica para meu sarcasmo. Evitarei agir assim. Mas, as vezes é preciso fazer o texto assim para evitar outros manifestações que surgem diante um fato tão assombroso quanto o que vi.

      Agora, não entendi a parte do opressor mundano. Afinal, o blog, lugar de dar opiniões e não jornal diário, é lugar de dar opinião. Não a impus sobre ninguém e nem tirei o vídeo do ar ou padre de suas funções. Portanto, não me enquadro nessa descrição.

      Evangelizar é preciso, mas não com tanta besteira. O vídeo saiu do ar justamente por causo do exagero do sacerdote. Usar das coisas do mundo para levar Jesus sempre foi usado pela igreja, mas de modo mais sábio. Veja nosso Papa, tem usado as redes sociais e a própria imprensa secular para expor Jesus ao mundo. Veja alguns padres de nosso Brasil, que usam das música de modo eficiente sem parodiar coisas terríveis que o mundo inventa e nos fornece. Pode sim, deve-se, usar as ferramentas do mundo contra o mundo, mas nunca fazer-se mundo.

      Curtir

  3. julyanne

    Antes de dizer que ele está sendo profano ao inimigo percebam a letra da música! Deixem de ser piolhos e irem pela cabeça dessa sociedade “moralista” e observem que ele ele apenas está exaltando a Deus e a mais ninguém!

    Curtir

    1. Julyane, paz e bem! Que Cristo nos guie sempre! Obrigado por expor sua opinião aqui no blog. Como apresentação secular o padre deu um show. Era notável na plateia dos formando que a maioria ria, e muito. Outros faziam cara de constrangimento e espanto. A letra o que menos se prestou atenção, mas ideia de ver um padre parodiar uma catora secular que canta vulgarizando o seu corpo, mostra onde é que os olhos do sacerdote está. No mundo. Quem é cristão deve ter os olhos voltados para Cristo. É difícil. Por isso somos tão pecadores, mas quando se trata de um sacerdote, aquele que nos conduz, causa essa reação. Espanto.

      Quanto ao moralismo, não onde é que o vê no meu comentário. Quanto a moral vou replicar a minha resposta ao outro comentário aqui no blog:

      Minha opinião não mudará sobre o teor do vídeo, que se não houvesse tido nada demais ainda estaria no ar. Quando ocupamos funções, cargos ou representamos algo, temos de tomar o cuidado com nosso postura. O padre em questão, sendo padre, fez uma paródia e agiu em seu discurso como se não fosse. É visível no vídeo. Isso se ele ainda estivesse on.

      Infelizmente, para você, é a moral que conduz o mundo, a ausência dela leva ao caos. Pedras deixam de ser pedras. Existe postura e temos de tê-la.

      Evangelizar é preciso, mas não com tanta besteira. O vídeo saiu do ar justamente por causo do exagero do sacerdote. Usar das coisas do mundo para levar Jesus sempre foi usado pela igreja, mas de modo mais sábio. Veja nosso Papa, tem usado as redes sociais e a própria imprensa secular para expor Jesus ao mundo. Veja alguns padres de nosso Brasil, que usam das música de modo eficiente sem parodiar coisas terríveis que o mundo inventa e nos fornece. Pode sim, deve-se, usar as ferramentas do mundo contra o mundo, mas nunca fazer-se mundo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s