Após escândalos e encontro com Papa bispos chilenos renunciam

Como foi amplamente divulgado na mídia, a Igreja no Chile passa por uma crise sem precedente. O mal que lhes afeta afeta a Igreja de Cristo há tempos. Abusos sexuais cometidos por sacerdotes. Infelizmente a “fumaça de Satanás” ocupa a parte humana da Igreja.

E como na maioria das vezes, a Igreja não expõe seus sacerdotes. Bispos omitem as informações no famoso “abafa o caso”. O que sabemos que há sim alguns que o fazem, mas que na maioria dos casos há punições internas. Questionáveis. Principalmente por parte das vítimas.

Hoje, quando via o jornal, vi que todos os bispos colocaram seus cargos há disposição. Renunciaram. E na matéria abaixo pedem perdão a todos pelos erros. Confira.

————————————-

Cidade do Vaticano | Vatican News |Depois de três dias de encontros com o Santo Padre e muitas horas dedicadas à meditação e à oração, seguindo as indicações do Papa Francisco, os bispos da Conferência Episcopal Chilena divulgaram a seguinte declaração:

“Antes de tudo, agradecemos ao Papa Francisco pela sua escuta paterna e a sua correção fraterna. Mas, sobretudo, queremos pedir perdão pela dor causada às vítimas, ao Papa, ao Povo de Deus e ao nosso país pelos graves erros e omissões cometidos por nós.

Agradecemos também a Dom Scicluna e ao Rev. Jordi Bertomeu por sua dedicação pastoral e pessoal, e pelo esforço investido nas últimas semanas para tentar sanar as feridas da sociedade e da Igreja no nosso país.

Agradecemos às vítimas por sua perseverança e sua coragem, não obstante as enormes dificuldades pessoais, espirituais, sociais e familiares que tiveram que enfrentar, unidas com frequência à incompreensão e aos ataques da própria comunidade eclesial. Mais uma vez imploramos o seu perdão e sua ajuda para continuar a avançar no caminho do tratamento das feridas para que possam ser sanadas.

Em segundo lugar, queremos comunicar que todos nós presentes em Roma, por escrito, colocamos os nossos cargos nas mãos do Santo Padre, para que Ele decida livremente por cada um de nós.

Nós nos colocamos em caminho, sabendo que esses dias de diálogo honesto representam uma pedra angular de um profundo processo de transformação guiado pelo Papa Francisco. Em comunhão com ele, queremos restabelecer a justiça e contribuir para a reparação do dano causado, para dar novo impulso à missão profética da Igreja no Chile, cujo centro sempre deveria ter sido em Cristo.

Desejamos que a face do Senhor volte a resplandecer na nossa Igreja e nos empenhemos para isso. Com humildade e esperança, pedimos a todos que nos ajudem a percorrer esta estrada.

Seguindo as recomendações do Santo Padre, imploramos a Deus que nessas horas difíceis, mas repletas de esperança, a Igreja seja protegida pelo Senhor e por Nossa Senhora do Carmo.

Os bispos da Conferência Episcopal Chilena”

O que pensar sobre tudo isso?

Para nós leigos é difícil entender as vezes o comportamento da Igreja. O próprio Papa Francisco já se posicionou fortemente contra a qualquer omissão, mas exige uma exortação caridosa de quem errou. E não pense  em correção caridosa como punição branda, mas uma punição justa.

Particularmente, sobre esse assunto, penso que a Igreja devia agir com mais firmeza e menos política. Esses casos geram desgastes incalculáveis. Coloca a fé na Santa Igreja como porta voz de Cristo em xeque.

No entanto, cabe a nós cristãos orarmos fortemente nesta batalha espiritual contra as ciladas dos demônio. Sempre na esperança de não haver mais tantas atrocidades dentro da Igreja de Cristo.

por Marquione Ban

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s