Dois novos santos no Brasil: “O Anjo surfista” e Dom Luciano Mendes tem processos de beatificação abertos

Dom Luciano Mendes
Dom Luciano governou a diocese de Mariana por 18 anos e deu prioridade ao pobres

O Brasil pode ganhar dois novos santos. A Arquidiocese do Rio e a Diocese de Mariana abriram processos de canonização de seminarista Guido Schäffer conhecido como o “Anjo surfista” e de Dom Luciano Mendes que foi bispo de Mariana-MG.

“Dom Luciano é carioca. Seu processo foi aberto nesta cidade mineira, porque foi lá que ele morreu. Dom Luciano trabalhou muito para os pobres. Seu processo tem muitas pessoas a serem convocadas, especialmente os mais carentes. Sua vida é apaixonante”, disse Dom Roberto.

Conheça as histórias

“Anjo surfista”

Guido Schäffer faleceu no dia 1º de maio de 2009, com 34 anos de idade, vítima de uma contusão na nuca que gerou desmaio e afogamento, enquanto surfava, na Praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O jovem ia ser ordenado sacerdote apenas algumas semanas depois dessa data.

Seminarista Anjo Surfista
Seminarista conhecido como “Anjo Surfista” pode virar santo em breve.

Apesar de sua morte inesperada, o jovem Guido é lembrado com muito carinho por formadores e seminaristas do Seminário São José, onde estudou teologia.

Sua história, assinala a arquidiocese do Rio, “inspira cada vez mais outros jovens a seguirem o caminho de santidade sem deixarem de viver todas as coisas próprias da juventude”.

O chamado “Anjo surfista” deixou uma marca entre os mais necessitados devido ao trabalho que fazia com os indigentes junto às irmãs missionárias da Caridade, a congregação fundada pela Beata Teresa de Calcutá.

“Ele trabalhava na Santa Casa da Misericórdia e tinha o desejo de morar lá depois que fosse ordenado sacerdote. Era filho de médicos, tinha uma boa condição financeira, mas não tinha apegos materiais. Era muito dedicado aos outros e um homem de muita fé, apaixonado pela palavra de Deus”, assinalou em maio deste ano Dom Roberto Lopes, Vigário Episcopal para as Causas dos Santos.

“No dia de suas exéquias, a Igreja Nossa Senhora de Copacabana esteve repleta de bispos, sacerdotes e muitas pessoas que manifestaram que ele foi um jovem diferente e que amava profundamente a Deus”, assinala o sacerdote.

O Vigário recordou também que durante a Jornada Mundial da Juventude celebrada no Rio em agosto de 2013, muitas pessoas visitaram a exposição sobre a vida deste jovem.

“Foi impressionante a quantidade de pessoas que visitaram a exposição e ainda hoje muitos procuram informação e atribuem graças alcançadas por sua intercessão. A vida de Guido surpreende”, conclui Dom Roberto.

Dom Luciano Mendes

“Em que posso lhe ajudar”. A conhecida frase de Dom Luciano ainda ecoa e é repetida por aqueles que conviveram e aprenderam com ele. O bispo, que governou a Diocese de Mariana durante 18 anos, faleceu no dia 27 de agosto de 2006 com fama de santidade. Sua última frase antes de morrer foi: “cuidem dos pobres, não se esqueçam dos pobres”.

Dom Roberto afirmou que Dom Luciano era muito amigo do Cardeal Van Thuan, o bispo da capital do Vietnã que ficou preso treze anos, sendo nove em isolamento completo, quando os comunistas iniciaram uma perseguição aos católicos.

“Vemos assim os futuros santos que se encontraram no Século 20 e tiveram muitas partilhas”, ressaltou Dom Roberto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s