Um ensinamento que Jesus nos deixou e nós ignoramos

Você tem vários caminhos. Eles podem te levar ao mesmo destino, mas a escolha é sua.
Você tem vários caminhos. Eles podem te levar ao mesmo destino, mas a escolha é sua.

Esta semana comecei a refletir sobre muitas coisas. Umas delas envolvia essa história de estado laico e também comportamentos sociais contemporâneos. Muito se fala. Muito se opina. E muitos tem a verdade encrustada em suas pronuncias. Ao menos pensam que tem. Mas o que isso tem há ver com os ensinamentos de Jesus? Tudo, meu caro padawan.

Comecemos pelo ensinamento que ignoramos: o livre arbítrio.

– Mas esse ensinamento é conhecido de todos. Deus nos deu. Como pode ter sido ensinado por Jesus?

– Explico.

O livre arbítrio nos foi dado por Deus desde nossa concepção. Se assim não fosse, não haveria fruto proibido no Jardim do Éden. Mas essa é outra história, um tanto quanto complicada. O que quero dizer é que temos nossas escolhas. Optamos por entrar ou não para o Reino de Deus, para a permanência do Pai, embora Ele queira todos consigo. Mas, ainda sim, podemos escolher.

Jesus nos ensinou muito sobre o livre arbítrio, pois ele mesmo pode escolher em obedecer ao Pai ou não. Em sua oração ele pediu que fosse afastado dele o cálice. Depois, em plena convicção e comunhão com o Pai disse: “Meu Pai, se é possível, afasta de mim este cálice! Todavia não se faça o que eu quero, mas sim o que tu queres”. (Mt 26, 39). A vontade de Deus é que importa para Cristo. Ele nos ensina a obediência, o amor.

easter_front1

– Mas nós podemos fazer o outro obedecer a força?

Essa é a questão. O livre arbítrio dado por Deus a nós nos impede de impormos qualquer coisa, pensamento ou atitude sobre o outro. A escolha é dele. Ele aceita ou não. Jesus nos ensinou o respeito a isso. Ele optou pela morte de cruz para nos salvar. Salvar até mesmo seu algozes.

A Bíblia não é uma arma.
A Bíblia não é uma arma.

Mais adiante, no mesmo evangelho, ele pede que evangelizemos todas as criaturas. Todos os homens. O que vejo hoje é que modificamos o conceito de evangelizar para “forçar a conversão”. Isso não deve acontecer. Por isso enfrentamos esse combate monstruoso aos valores cristãos. Lógico que há ação do encardido também no meio disso. Contudo, nossa confusão nos leva ao caos evangelístico. A crença de que se o estado não for laico ou os comportamentos modernos existirem o mundo acaba. Lembre-se, que é você, com tudo que ouviu e aprendeu de Jesus que escolhe seu caminho.

Nossa sociedade ainda procura por isso. O encontro com o amor depende de nossas escolhas.
Nossa sociedade ainda procura por isso. O encontro com o amor depende de nossas escolhas.

É preciso levar a “todos o evangelho”, mas é preciso entender que nem todos irão aderir. Infelizmente. E que por isso, não devemos impor, mas conviver. Testemunhar, assim como Cristo fez em sua vinda. A militância não pode tomar conta do cristianismo. As cruzadas, grande macula da Igreja, já acabaram.

Agora, não se esqueçam de defender a fé.

– Como defender a fé sem guerrear?

– Padawan, Jesus levou sua mensagem sem erguer a espada. Quando ela foi erguida solicitou que quem o fez pregasse a orelha do centurião atingido novamente no lugar. Ele não veio para alarmar e armar exércitos. Veio para deixar uma mensagem de amor e paz. Veio para dar a vida. Veio para libertar. Deixou o portão aberto para quem quiser deixar a prisão. E os chamou para fora. Alguns escolheram lá permanecer. Uma pena. Uma pena…

Essa escolha pode sofrer influência, mas será influência por palavras impositivas. Amor não se impõe. Cristo nos mostrou que amor se demonstra. Foram várias parábolas e gestos: Samaritano; Samaritana; Filho pródigo; A mulher que lhe lava os pés com lágrimas; A mulher adultera; O sentar-se à mesa com cobradores de impostos. E por aí vai. Mas nenhum deles é maior que sua Paixão. Que seu sangue derramado por todos nós.

Então, na hora de debater temas como o laicidade do estado, comportamentos contemporâneos e inversões de valores, não coloque os ensinamentos de Cristo com espadas afiadas, mas sim como abraços à aqueles que ainda não as compreenderam.

– Desarme-se e ame mais as pessoas.

por Marquione Ban

Anúncios

3 comentários sobre “Um ensinamento que Jesus nos deixou e nós ignoramos

  1. Deus nos ama tanto, tanto mas tanto que nos deu o livro arbítrio. Se não tivesse nos dado o livre arbítrio, nós não seriamos livres e sim escravos. Então ele nos ensina o caminho correto para se chegar a Ele, Ele nos mostra o caminho, que é Ele próprio. Mas, por imenso amor, Ele deixa nós escolhermos e fazermos o que quisermos. Só que terá um preço! E qual é este preço? Um dia viver na eternidade longe de Deus, viver nas trevas da morte. Mas, é a opção que se escolheu.
    Já quanto ao tão propalado “Estado laico” a maioria das pessoa que pronunciam esta palavra, nem a fundo sabe bem o que é? O Estado pode ser laico, ou seja, quem governa, goverma para todos, e no interesse da maioria. Agora o estado é laico? Certo! Mas, o povo é religioso. Então o Estado não pode por exemplo, proibir um ato religioso, alegando que o Estado é laico.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s